Sobre Cookies nesta página web

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência online. Ao continuar a utilizar este site sem mudar as suas preferências de cookies, assumiremos que aceita o nosso uso das cookies. Para conseguir mais informação ou mudar as suas preferências de cookies, veja a nossa política de cookies.

Escolha sua plataforma e compre
Tente um mês grátis de carga com 10 licenças.
Para que vai servir a conta?
Bem-vindo à CogniFit! Bem-vindo à CogniFit para pesquisadores! CogniFit Healthcare Impulsione sua empresa com CogniFit! CogniFit Employee Wellbeing

Cadastre-se aqui se você não tiver seu celular em mãos

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente elaborada para auxiliar pesquisadores nos seus estudos nas áreas cognitivas.

Vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi pensada para ajudar a diagnosticar e intervir em distúrbios cognitivos em crianças e jovens estudantes.

Vai criar uma conta familiar. Esta conta foi pensada para dar acesso a avaliações e treino CogniFit para os seus familiares.

Você vai criar uma conta de gerenciamento da empresa. Esta conta foi criada para dar aos seus funcionários acesso às avaliações e treinamentos da CogniFit.

Vai criar uma conta pessoal. Esse tipo de conta foi desenhado para ajudá-lo a testar e treinar as suas habilidades cognitivas.

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Vai criar uma conta familiar. Esta conta foi pensada para dar acesso a avaliações e treino CogniFit para os seus familiares.

Vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente elaborada para auxiliar pesquisadores nos seus estudos nas áreas cognitivas.

Vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi pensada para ajudar a diagnosticar e intervir em distúrbios cognitivos em crianças e jovens estudantes.

Você vai criar uma conta de gerenciamento da empresa. Esta conta foi criada para dar aos seus funcionários acesso às avaliações e treinamentos da CogniFit.

Você criará uma conta de desenvolvedor. Esta conta foi projetada para integrar os produtos CogniFit em sua empresa.

loading

Para o seu próprio uso (a partir dos 16 anos). As crianças menores de 16 anos podem usar a plataforma CogniFit para Famílias.

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

Digitalize o QR abaixo com seu telefone para registrar-se através de nosso aplicativo móvel para maior comodidade e acesso em qualquer lugar!

Melhore a sua experiência!

Se você não tem seu celular em mãos cadastre-se aqui

Para disfrutar de uma boa experiência neste dispositivo faça download da nossa App.

Huawei App Gallery

Se você não tem seu celular em mãos cadastre-se aqui

Habilidades Cognitivas
Consistência interna
Fiabilidade Teste-reteste
Flexibilidade Cognitiva
0,726
0,842
Atenção Dividida
0,866
0,85
Campo visual
0,806
0,998
Coordenação Olho-mão
0,779
0,876
Denominação
0,687
0,782
Foco
1
0,905
Exploração Visual
0,862
0,922
Estimativa
0,761
0,986
Inibição
0,661
0,697
Memória Fonológica a Curto Prazo
0,915
0,698
Memória Contextual
0,884
0,775
Memória Visual a Curto Prazo
0,866
0,743
Memória a Curto Prazo
0,853
0,721
Memória de Trabalho
0,85
0,696
Memória não verbal
0,787
0,73
Percepção Espacial
0,611
0,907
Percepção Visual
0,751
0,882
Percepção auditiva
0,652
0,904
Planificação
0,765
0,826
Reconhecimento
0,864
0,771
Tempo de Resposta
0,873
0,821
Velocidade de Processamento
0,888
0,764
Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO

Multi-dispositivo

Análise da fiabilidade da avaliação(Apena em inglês)Download

Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO

Conjunto de testes neuropsicológicos para profissionais de saúde e pesquisadores. Mede a função cerebral e realiza uma triagem cognitiva completa. Avalia de forma rápida, conveniente e precisa o bem-estar e o perfil cognitivo de pacientes e participantes. Aplicável em consulta ou laboratório, e remotamente.

Número de Registo FDA: 3017544020*
UDI-DI: 00860009958104

A quem se dirige?

Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi pensada para ajudar a diagnosticar e intervir em distúrbios cognitivos em crianças e jovens estudantes.

Vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente elaborada para auxiliar pesquisadores nos seus estudos nas áreas cognitivas.

-
+
Número de avaliações*

* As licenças de avaliação podem usar qualquer tipo de avaliação

 

2,552,267 avaliados únicos

1,547,101,700 Pontos de dados

4,842 profissionais

Teste computorizado profissional para avaliar o estado cognitivo

Teste computorizado profissional para avaliar o estado cognitivo

  • Avalia o estado actual das habilidades cognitivas de pacientes e participantes.
  • Aplicável a crianças com mais de 7 anos, jovens, adultos e idosos.
  • A duração aproximada do teste é de 30-40 minutos.
  • Análise da fiabilidade da avaliação - Apena em inglês Download

A Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO da CogniFit é uma ferramenta profissional líder que permite que pesquisadores, médicos, psicólogos e outros profissionais de saúde estudem em profundidade o perfil cognitivo de crianças maiores de 7 anos, jovens, adultos e idosos.

A aplicação desta avaliação é simples e intuitiva, para que qualquer profissional possa aplicá-la sem dificuldade. Além disso, foi desenhado para que possa ser usado tanto presencial na consulta ou laboratório, quanto remotamente desde casa dos pacientes ou participantes.

Este teste neuropsicológico é realizado online, com duração aproximada de 30-40 minutos. Ao final da avaliação, um relatório completo de resultados com o perfil neurocognitivo do utilizador é obtido automaticamente. Além disso, fornece informações valiosas que, como profissionais, podem nos ajudar a detectar se há risco de algum distúrbio ou problema, reconhecer a sua gravidade e identificar as estratégias de suporte mais adequadas para cada caso.

Recomenda-se a realização desta avaliação neuropsicológica quando se deseja conhecer a função cerebral ou o bem-estar cognitivo, físico, psicológico ou social do paciente, ou participante. Esta avaliação deve ser utilizada como complemento do diagnóstico profissional e não como substituto da entrevista clínica.

Protocolo digitalizado para a Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO

Protocolo digitalizado para a Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO

Esta ferramenta de avaliação neurocognitiva profissional online versátil e completa consiste numa triagem na forma de um questionário e em testes neuropsicológicos compostos por tarefas validadas cientificamente.

Estes testes e tarefas têm como objetivo detectar e avaliar de forma rápida e precisa o funcionamento de diferentes áreas cognitivas, como atenção e concentração, percepção, memória, funções executivas, coordenação, bem como bem-estar físico. , psicológico e social do utilizador.

Com este conjunto de testes, o profissional será capaz de identificar e medir com rapidez e precisão as principais áreas cognitivas e de bem-estar do paciente ou participante:

Questionário sobre critérios de diagnóstico

São apresentadas uma série de perguntas de fácil resposta com o objetivo de conhecer o grau de bem-estar percebido do paciente ou participante nas diferentes áreas da saúde (bem-estar físico, psicológico e social).

Factores neuro-psicológicos e perfil cognitivo

Continua com tarefas destinadas a avaliar 22 habilidades cognitivas fundamentais. Desta forma, poderemos conhecer o nosso perfil cognitivo completo. Usa escalas clínicas e testes validados para a idade e sexo do paciente ou participante.

Relatório completo de resultados

Ao final do teste cognitivo geral, receberemos automaticamente na nossa conta profissional um relatório de resultados totalmente detalhado, mostrando o estado cognitivo, o grau de bem-estar nas diferentes áreas (baixo-médio-alto), os sintomas e sinais de alerta, perfil neuropsicológico, análise dos resultados, recomendações e orientações. Os resultados oferecem informações valiosas e a base para a identificação de estratégias de suporte.

Resultados Psico-métricos

Resultados Psico-métricos

A Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO utiliza algoritmos patenteados e tecnologia de inteligência artificial (IA) que permitem a análise de um grande número de variáveis ​​para obter um perfil cognitivo completo com resultados muito precisos.

Cada uma das tarefas neuropsicológicas contidas na Avaliação Cognitiva (CAB) para profissionais foi validada de acordo com o método científico. Isto permite garantir características psicométricas adequadas para uma avaliação eficaz do estado cognitivo do paciente ou participante. O perfil cognitivo do relatório neuropsicológico apresenta alta confiabilidade, consistência e estabilidade. Através de delineamentos de pesquisa transversal, foram obtidas estatísticas psicométricas com valores próximos a 0,9, como o coeficiente Alfa de Cronbach. Os testes, Teste -Reteste obtiveram valores próximos a 1, o que mostra alta confiabilidade e precisão.

Ver tabela de validação

A quem se dirige?

A quem se dirige?

Esta avaliação cognitiva profissional (CAB) pode ser aplicada a um amplo espectro da população, sejam eles crianças com mais de 7 anos de idade, adultos saudáveis ​​ou idosos com alguma patologia.

Para aplicar este programa clínico não é necessário ter conhecimento especializado sobre neurociência ou informática. Destina-se especialmente a:

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_User

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_User_B

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_User_C

Profissionais de saúde

Avaliar os meus pacientes com precisão e fornecer um relatório abrangente de resultados

A avaliação neuropsicológica geral do CogniFit permite que os profissionais de saúde sejam auxiliados na detecção, diagnóstico e intervenção de vários distúrbios. Detectar sintomas e disfunções cognitivas é o primeiro passo para identificar muitos transtornos e orientar uma intervenção neuropsicológica apropriada. Com este poderoso software de gestão de pacientes, poderá estudar várias variáveis ​​e oferecer relatórios personalizados completos.

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_2

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_2_B

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_2_C

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_3

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_3_B

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_3_C

Pesquisadores

Medir as habilidades cognitivas dos participantes da pesquisa

A Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO permite uma medição precisa e confortável de um grande número de habilidades cognitivas. A tecnologia CogniFit considera milhares de variáveis ​​durante a realização das actividades de avaliação para obter dados confiáveis ​​sobre o estado cognitivo do participante.

Vantagens

Vantagens

Usar este suporte informático com base em metodologia científica para avaliar de forma rápida e precisa o estado cognitivo de pacientes ou participantes, os seus pontos fortes e fracos cognitivos, etc., oferece várias vantagens:

FERRAMENTA PROFISSIONAL

A Avaliação Cognitiva Geral (CAB) é um recurso profissional criado por especialistas em neuropsicologia. Os testes cognitivos foram patenteados e validados clinicamente. Este instrumento líder é usado pela comunidade científica, universidades, fundações e centros médicos em todo o mundo.

FÁCIL DE GERIR

Qualquer utilizador profissional (pesquisador, médico, psicólogo, etc.) pode utilizar esta avaliação neuropsicológica sem ter que ter conhecimentos especializados em neurociência ou informática. O formato interactivo permite uma gestão ágil e eficiente. Porém, cabe ao profissional habilitado recolher dados qualitativos, considerar a história clínica, observar o comportamento e fazer o diagnóstico clínico.

USO SIMPLES

As tarefas do teste cognitivo da CogniFit são totalmente automatizadas, para que o paciente ou participante possa executá-las de forma independente desde casa. Porém, o profissional pode decidir por realizá-la na própria consulta, ou no laboratório.

RELATÓRIO DETALHADO DE RESULTADOS

Todas as tarefas clínicas são apresentadas de forma automatizada na forma de divertidos jogos interactivos, conseguindo, principalmente no caso das crianças, facilitar a sua compreensão e adesão.

ANÁLISES E RECOMENDAÇÕES

A Avaliação Cognitiva Geral (CAB) para profissionais permite oferecer feedback rápido e preciso, construindo um sistema completo de análise dos resultados. Ajuda a reconhecer e compreender os sintomas clínicos, fraquezas, pontos fortes e o índice de risco.

Em que casos é aconselhável aplicar este teste de avaliação cognitiva geral para profissionais?

Em que casos é aconselhável aplicar este teste de avaliação cognitiva geral para profissionais?

Graças às suas excelentes qualidades psicométricas e à sua fácil aplicação, a Avaliação Cognitiva Geral (CAB)™ PRO para profissionais pode ser realmente útil para uma ampla variedade de casos.

Sendo um teste tão abrangente, a Avaliação Cognitiva Geral (CAB) para profissionais permite identificar os pontos fortes e fracos em diferentes áreas cognitivas; permitindo-nos também identificar indicadores de possíveis transtornos.

Este teste neuropsicológico pode ser de grande ajuda para:

V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SUBTIPOS
Os sintomas mais representativos
Descrição
V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SINT_1
Obtenha o perfil cognitivo de qualquer pessoa
Identificar pontos fortes e fracos cognitivos
Complementar e aprofundar o diagnóstico clínico
Ajude a identificar as necessidades de tratamento e estratégias de reabilitação
Acompanhamento dos resultados do programa de tratamento ou reabilitação

Obtenha o perfil cognitivo de qualquer pessoa

O perfil neuropsicológico é obtido automaticamente após a conclusão da avaliação. E fornece informações detalhadas sobre o funcionamento de diferentes habilidades cognitivas, divididas em diferentes áreas: concentração, percepção, memória, raciocínio, coordenação, bem como o bem-estar físico, psicológico e social do paciente ou participante.

Identificar pontos fortes e fracos cognitivos

Compreender como diferentes áreas do cérebro funcionam permite-nos determinar o estado cognitivo e reconhecer os pontos fortes e fracos. Esta avaliação pode ajudar a entender a que se devem as dificuldades de uma pessoa.

Complementar e aprofundar o diagnóstico clínico

Esse exame neuropsicológico é indicado tanto para pessoas que já sofreram algum dano orgânico conhecido, como também para pacientes com diferentes patologias em que haja suspeita de que possa haver disfunção cerebral.

Ajude a identificar as necessidades de tratamento e estratégias de reabilitação

Esta avaliação neuropsicológica não se destina exclusivamente a identificar uma possível alteração das funções reguladas pelo córtex cerebral, mas também a ajudar a identificar as necessidades de tratamento, reabilitação ou melhoria de pessoas afectadas por diferentes doenças.

Acompanhamento dos resultados do programa de tratamento ou reabilitação

A utilidade da Avaliação Neuropsicológica da CogniFit não se limita a fornecer uma visão rápida e precisa da saúde cognitiva de um paciente. Também é utilizado como um guia para avaliar o acompanhamento dos pacientes ao longo do tempo, para saber o grau de melhoria que está a ser obtido com um tratamento e para estabelecer correlações.

V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SINT_1_6

V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SINT_1_6_A

Descrição do questionário de critérios diagnósticos

Descrição do questionário de critérios diagnósticos

Para se considerar que uma pessoa se encontra em bom estado de saúde, é necessário que não haja alteração em nenhuma das três áreas de bem-estar. Por isso, a primeira etapa da avaliação cognitiva geral (CAB) da CogniFit para profissionais consiste num questionário com testes de triagem que ajudam a detectar alterações em qualquer uma das três áreas de bem-estar, adaptando as questões a cada faixa etária.

Bem-estar físico: com base em pesquisas recentes, a ciência tem informações valiosas sobre a proximidade das relações entre os estados físico e mental. Sono, alimentação ou desportos são factores que determinam o nosso bem-estar físico e condicionam o bom funcionamento cognitivo.

Bem-estar cognitivo ou psicológico: o bem-estar psicológico integra aspectos cognitivos, afectivos e emocionais em diferentes áreas da vida humana. O bem-estar mental ou psicológico desempenha um papel crucial na saúde da pessoa, podendo produzir alterações até no bem-estar físico e social.

Bem-estar Social: Ter um ambiente social rico, adequado e constante favorece uma boa saúde social. Durante as nossas interacções com outras pessoas, ocorre uma transferência emocional, momentos de lazer, diversão e acompanhamento.

Critérios diagnósticos em crianças e adolescentes de 7 a 17 anos

Consiste numa série de itens de fácil resposta que devem ser preenchidos pelo tutor ou profissional responsável pela avaliação. O questionário recolhe perguntas nos seguintes domínios: bem-estar físico (estar numa condição física adequada), bem-estar psicológico (um bom estado dos nossos processos cognitivos e emocionais) e bem-estar social (manter relacionamentos saudáveis ​​e ricos com as pessoas à volta do paciente ou participante). As questões pertencentes a cada domínio são adaptadas para o quotidiano de crianças e adolescentes dessa faixa etária.

Critérios de diagnóstico em adultos e idosos

Consiste numa série de itens de fácil resposta que podem ser preenchidos pelo profissional responsável pela avaliação ou por quem realiza o teste de avaliação cognitiva geral. O questionário inclui itens nos seguintes domínios: Bem-estar físico (estar em boa forma, sem doenças), Bem-estar psicológico (um bom estado dos nossos processos cognitivos e emocionais) e Bem-estar social (manter relacionamentos saudáveis ​​e ricos com as pessoas à volta do paciente ou participante). As questões pertencentes a cada domínio são adaptadas para as rotinas e actividades de adultos ou idosos.

Aspectos neuropsicológicos avaliados: Conjunto de Tarefas

Aspectos neuropsicológicos avaliados: Conjunto de Tarefas

A alteração de uma única habilidade cognitiva pode ser suficiente para causar problemas de saúde e no dia a dia de uma pessoa. Um perfil geral das habilidades cognitivas pode nos dizer quais as habilidades cognitivas que estão em bom ou mau estado e quão intenso é o alcance dessas possíveis alterações.

Para obter um perfil completo do estado cognitivo do paciente ou participante, é necessário medir diferentes habilidades cognitivas de diferentes áreas:

Domínios Cognitivos Avaliados
Habilidades Cognitivas

Atenção

A Capacidade de filtrar as distrações e se concentrar em informações relevantes. Atenção acompanha todo o processo cognitivo e é responsável por alocar recursos cognitivos com base na relevância dos estímulos internos e externos. Tome cuidado em boas condições é necessário para outros processos de nível superior, como a memória ou planeamento. A atenção é um processo essencial que exige que todos os diferentes partes do nosso cérebro: a partir do tronco cerebral ou o córtex parietal para o córtex pré-frontal. No entanto, parece que o hemisfério direito desempenha um papel dominante no controle atenção. Esta área cognitiva nos permite estar alerta, tomar nota dos nossos estímulos de juros na presença de distrações, se concentrar por longos períodos de tempo,alternar a atenção entre as diferentes actividades ou dividir nossa atenção para os eventos que ocorrem ao mesmo tempo. Estas são as habilidades cognitivas que compõem a atenção e serão calculados na avaliação CogniFit Geral Cognitiva.

Excelente

\ $ s % acima da média

Atenção Dividida

A atenção dividida é a capacidade de prestar atenção a mais de um estímulo ou atividade ao mesmo tempo. Tarefa para avaliar a atenção dividida:

Esta tarefa de avaliação neuropsicológica foi elaborada a partir de um teste clássico chamado Test Stroop (Stroop, 1935). Seremos obrigados a realizar duas atividades ao mesmo tempo, o que torna necessário dividir nosso foco de atenção para responder simultaneamente a ambas as atividades.

498Sua pontuação

400Média para a sua idade

Foco

Atenção focalizada é a capacidade de concentrar a nossa atenção num estímulo objetivo, independentemente da duração da fixação. Tarefas para avaliar a atenção focalizada:

As tarefas de avaliação neuropsicológica basearam-se no clássico Teste Contínuo de Desempenho de Conners (CPT), no Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA) e na Organização Visual Tarefa (VOT) de Hooper. Para executá-los correctamente, teremos que detectar os estímulos objetivos para responder aos mesmos.

672Sua pontuação

400Média para a sua idade

Inibição

A inibição é a capacidade de controlar respostas impulsivas ou automáticas e gerar respostas mediadas por atenção e raciocínio. Tarefas para avaliar a Inibição:

As tarefas de avaliação de inibição da CogniFit foram criadas a partir do Teste Stroop, do Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA) e do Teste de Desempenho Contínuo (CPT). Durante essas actividades, os estímulos gerarão uma tendência de resposta que teremos que cortar ou inibir quando for oportuno.

539Sua pontuação

400Média para a sua idade

Atualização

O monitoramento é a capacidade de monitorar o comportamento que estamos realizando e garantir que ele esteja em conformidade com o plano de ação preparado. Tarefas para avaliar o monitoramento:

As tarefas do CogniFit que medem o monitoramento são baseadas em diferentes testes neuropsicológicos clássicos: o Stroop Test, o NEPSY, o Test of Malingering Memory (TOMM), o Teste de Variáveis de atenção (TOVA) e o teste de classificação de cartão de Wisconsin (WCST). Para realizar estes testes CogniFit, é necessário verificar constantemente se as nossas respostas estão adaptando-se às necessidades da tarefa e, no caso de não fazê-lo, adaptá-las.

547Sua pontuação

400Média para a sua idade

Memória

Capacidade de reter novas informações ou manipular e recuperar as memórias do passado. Memória nos permite armazenar representações internas do conhecimento em nossos cérebros e reter acontecimentos do passado para uso futuro. Aprender é um processo chave na memória, permitindo incorporar novas informações ou modificar existente na mentalidade anteriores. Após essa codificação e armazenamento, informação, memória ou a aprendizagem deve estar preparado para ser recuperado no futuro. O hipocampo é uma estrutura cerebral chave no processo de acelerador, e é activo durante o sono para consolidar a informação adquirida durante o dia. Estes são cada uma das áreas dentro da memória e a ser analisadas na Avaliação Cognitiva de CogniFit:

Excelente

\ $ s % acima da média

Memória Fonológica a Curto Prazo

A memória fonológica de curto prazo é a capacidade de reter todas as informações auditivas que recebemos do meio ambiente no curto prazo. Tarefa para avaliar a memória auditiva de curto prazo:

A avaliação da memória fonológica a curto prazo inspirou-se no teste de dígitos diretos e inversos da Escala de Memória Wechsler (WMS), no Desempenho Contínuo Test (CPT) e no King Auditory Verbal Learning Test (RAVLT). Neste teste, teremos que manter a informação auditiva por um curto período de tempo.

454Sua pontuação

400Média para a sua idade

Memória Contextual

A memória contextual é a capacidade de memorizar e discriminar a fonte real de uma memória específica. Tarefas para avaliar a memória contextual:

As tarefas da memória contextual foram inspiradas pelo Teste de Memória Contextual de Teste Clássico, de Toglia (1993), no Teste de Malingering de Memória (TOMM), no NEPSY e no Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA). Neste teste, o usuário precisará manter as informações em sua memória para recuperá-lo, mesmo que a entrada sensorial (visão ou audição) não coincida com o episódio de aprendizagem com o episódio de recuperação.

698Sua pontuação

400Média para a sua idade

Memória a Curto Prazo

A memória de curto prazo é a capacidade de manter uma pequena quantidade de informações por um curto período de tempo. Tarefas para avaliar a memória de curto prazo:

As tarefas neuropsicológicas que medirão a memória de curto prazo foram inspiradas pelo teste de dígito direto e indireto do WMS (Wechsler Memory Scale), em o Teste de Malingering de Memória (TOMM), na Torre de Londres (TOL) e no Teste de Desempenho Contínuo (CPT). Para resolver essas tarefas, o usuário deve manter uma quantidade crescente de informações por um curto período de tempo.

517Sua pontuação

400Média para a sua idade

Memória não verbal

A memória não-verbal é a capacidade de codificar, armazenar e recuperar memórias sobre rostos, figuras e imagens, melodias, sons e ruídos, cheiros, gostos e sensações. Tarefa para avaliar a memória não-verbal:

Esta tarefa neuropsicológica é baseada no Teste de Desempenho Contínuo (CPT), no Teste de Malingering de Memória (TOMM), no Teste de Organização Visual (VOT) o NEPSY, na Torre de Londres (TOL) e no teste Corsi Cubes da Wechsler Memory Scale (WMS). Será necessário para nós memorizar informações visuais com conteúdo mínimo ou nenhum verbal para ser reproduzidas mais tarde.

543Sua pontuação

400Média para a sua idade

Memória Visual a Curto Prazo

A memória visual de curto prazo é a capacidade de reter uma pequena quantidade de informações visuais, como letras, palavras, etc. por um curto período de tempo. Tarefa para avaliar a memória visual de curto prazo:

Este teste cognitivo baseia-se no teste dos Cubos Corsi da Wechsler Memory Scale (WMS), o Teste de Malingering de Memória (TOMM) e na Torre de Londres (TOL). Durante a tarefa, teremos que manter a informação visual em mente e depois replicá-la.

723Sua pontuação

400Média para a sua idade

Memória de Trabalho

Memória de trabalho é a capacidade de reter e manipular informações necessárias para tarefas cognitivas complexas. Tarefas para avaliar a memória do trabalho:

As tarefas neuropsicológicas da CogniFit que medem a memória funcional são baseadas no Teste de Desempenho Contínuo (CPT), no teste de dígito direto da Escala de Memória Wechsler ( WMS), no Teste de Malingering de Memória (TOMM), na Tarefa de Organização Visual (VOT), por exemplo, o Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA), no NEPSY e na Torre de Londres (TOL). Durante o desenvolvimento dessas actividades, será necessário manter e manipular parte da informação que nos é mostrada.

670Sua pontuação

400Média para a sua idade

Denominação

A denominação é a capacidade de aceder a uma palavra do nosso vocabulário para nomear um conceito. Tarefas para avaliar a Denominação:

tarefas neuropsicológicos que avaliam a denominação são tomadas como referência a NEPSY, o Teste de memória Simulação (TOMM) e o Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA). Necessitamos ser capazes de nomear os objetos ou palavras que aparecem no ecrã, bem como conhecer o seu som.

655Sua pontuação

400Média para a sua idade

Coordenação

A Capacidade de executar de forma eficiente movimentos precisos e ordenada. A Coordenação permite-nos fazer os nossos movimentos rapidamente, de forma clara e harmoniosa. O cerebelo é a estrutura do cérebro responsável por que nós podemos fazer movimentos coordenados: de pé, para manter um balé de vidro ou de dança. Ele ajuda a manter a unidade e coerência entre os nossos movimentos e o feedback que recebemos de nossos sentidos. Estes são cada uma das habilidades cognitivas que fazem coordenação e serão calculados na Avaliação Cognitiva da CogniFit:

Excelente

\ $ s % acima da média

Coordenação Olho-mão

A coordenação mão-olho é a capacidade que nos permite realizar atividades nas quais usamos nossos olhos e mãos simultaneamente. Tarefas para avaliar a coordenação olho-mão:

O teste neuropsicológico para avaliar essa habilidade foi inspirado pelo clássico Teste de classificação de cartão Wisconsin (WCST), o teste Stroop, o teste de variáveis de Atenção (TOVA), na Tarefa de Organização Visual (VOT). Muitas dessas tarefas exigem habilidade Vamos movimento com o cursor sobre os estímulos na tela para o que é necessário da nossa coordenação olho-mão.

527Sua pontuação

400Média para a sua idade

Tempo de Resposta

O tempo de resposta é a capacidade de perceber e processar um estímulo simples e responder a ele tão rapidamente e responder eficientemente a uma pergunta específica. Você vai atravessar a faixa de pedestres quando um carro se aproxima e parece ter nenhuma intenção de parar quase que imediatamente você ficar parado "just in case". O tempo que leva para reagir, é o tempo de resposta. Tarefas para avaliar o tempo de resposta:

Através CogniFit diferentes testes cognitivos pode medir com precisão o nosso tempo de reação. O teste em que a quantidade de tempo que levou para responder medidos são baseados NEPSY no Teste de varaibles de Atenção (Tova), o Teste de Desempenho Contínuo (CPT), no teste de memória Simulação ( TOMM) no Teste Organização Visual (VOT)o Wisconsin Card Sorting Test (WCST), em alguns testes da escala de memória de Wechsler (WMS), na Torre de Londres (TOL) eo Teste de Stroop.

511Sua pontuação

400Média para a sua idade

Percepção

Capacidade de interpretar os estímulos em nosso ambiente. A percepção é responsável por identificar e fazer sentido das informações que recebemos de nossos órgãos dos sentidos com base no nosso conhecimento prévio sobre o mundo. A percepção é um processo que pode ser dado por diferentes sentidos (tais como visão, audição, tato ...) e nosso cérebro é responsável pela integração, dando uma sensação de todo. áreas cerebrais de associação são responsáveis ​​para anexar a informação percebida pelos diferentes órgãos sensoriais que podem efetivamente interagir com estímulos externos, independentemente do órgão sensorial estimulado. Para o processo perceptivo é feito corretamente, um processo de assimilação e compreensão das informações recebidas serão necessários.Estes são cada habilidades cognitivas que formam a percepção e será calculado em Avaliação Cognitiva da CogniFit.

Excelente

\ $ s % acima da média

Percepção auditiva

A percepção auditiva é a capacidade de capacidade de receber e interpretar a informação que chega aos nossos ouvidos através das ondas de frequência audível através do ar ou transmitidos. Tarefas para avaliar a percepção auditiva:

Testes neuropsicológicos usados ​​por CogniFit para avaliar a percepção auditiva do usuário são baseadas na avaliação NEPSY clássica no teste de memória Simulação (TOMM) eo Teste de variáveis ​​de Atenção (Tova). Todas estas tarefas exigem que ouvir algumas informações auditivas relevantes para alcançar o nosso objectivo.

627Sua pontuação

400Média para a sua idade

Estimativa

A estimativa é a capacidade de prever ou gerar uma resposta quando não temos a solução disponível. Tarefas para avaliar a estimativa:

Estas actividades têm de dar uma resposta que nós criamos mais correta ou mais aproximada à realidade. Dependendo da tarefa, temos que estimar diferentes atributos do estímulo, quer seja a velocidade, o trajecto, a distância ou a duração.

603Sua pontuação

400Média para a sua idade

Reconhecimento

O reconhecimento é a capacidade de identificar os estímulos que tenham recebido anteriormente (situações, pessoas, objetos, etc.). Tarefa para avaliar Reconhecimento:

Esta tarefa neuropsicológica foi inspirado no Teste de Desempenho Contínuo (CPT), o Teste de memória Simulação (TOMM), no Teste de Organização Visual (VOT) na teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA) e NEYPSY. Nós vamos ter que ver se o estímulo é apresentado para nós tem aparecido anteriormente para superar com êxito esses testes.

633Sua pontuação

400Média para a sua idade

Percepção Espacial

A percepção espacial é a capacidade de estar ciente da nossa relação com o ambiente que nos rodeia. Tarefas para avaliar a percepção espacial:

As tarefas de avaliação neuropsicológica que medem a percepção espacial têm sido inspiradas pelo conjunto clássico de teste Torre de Londres (TOL), o Teste Task Hooper Visual Organization ( VOT) Hooper (1983), o teste de dígitos diretos e indiretos da Escala Wechsler de Memória (WMS), o teste de memória Simulação (TOMM) no teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA) e Desempenho contínuo teste (CPT) Conners. Será necessário identificar corretamente as posições e distâncias de estímulos para realizar com êxito esses testes.

678Sua pontuação

400Média para a sua idade

Percepção Visual

A percepção visual é a capacidade de interpretar a informação que faz com que a luz do espectro visível alcançar nossos olhos. Tarefas para avaliar a percepção visual:

Estes tarefas de avaliação neuropsicológica foi inspirado no método de avaliação do Teste de Desenvolvimento de Percepção Visual (DTVP) Geada (1961), que integra a percepção visual e visuomotoras completando noções de avaliação Korkman clássica, Kirk e Kemp 1998 (NEPSY). As características incluem teste de Stroop, o Wisconsin Card Sorting Test (WCST), o Teste de memória Simulação (TOMM) eo Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA). Nós vamos ser capazes de identificar corretamente as imagens que aparecem na tela para responder corretamente.

633Sua pontuação

400Média para a sua idade

Exploração Visual

O rastreio visual é a capacidade de pesquisa activa e eficazmente estímulos relevantes ao nosso redor através da visão. Tarefas para avaliar o rastreio visual:

Os testes neuropsicológicos utilizados pelo CogniFit foram baseados em Teste de Variáveis ​​de Atenção (Tova), o Visual Organização de tarefas (VOT), na Torre de Londres (TOL ) no Teste de Desempenho contínuo (CPT) eo Teste de Memória Simulação (TOMM). Em cada uma dessas tarefas, temos que localizar um estímulo alvo entre outras distrações.

548Sua pontuação

400Média para a sua idade

Reasoning

Capacidade de desenvolver (organizar, relacionar ...) informações de forma eficiente adquirido. Através de funções executivas, podemos acessar e manipular as informações que adquirimos para atingir metas complexas. Este conjunto de processos superiores torna possível relacionar, classificar, ordenar e planejar nossas idéias ou ações de acordo com as necessidades impostas no presente ou futuro. Portanto, eles nos permitem ser flexível e se adaptar ao ambiente. funções executivas nos permitem ser eficaz em nossa vida diária, resolver problemas e atingir nossos objetivos, mesmo que haja alterações ao plano original. Estes são cada uma das habilidades cognitivas que compõem as funções executivas e será calculado sobre a Avaliação Cognitiva de CogniFit:

Excelente

\ $ s % acima da média

Planificação

O Planeamento é a capacidade de organizar mentalmente a melhor maneira de alcançar uma meta no futuro, como quando nós organizamos uma história em nossas cabeças para contar mais tarde. Tarefas para avaliar o Planeamento:

As tarefas de avaliação neuropsicológica são baseadas em vários testes clássicos, incluindo a Torre de Londres (TOL), o Visual Organização de tarefas (VOT), o Teste de memória Simulação (TOMM) cubos de teste Corsi da escala de memória Wechsler (WMS). Antecipar os nossos movimentos aos estímulos e parar para pensar em como organizar as nossas respostas é essencial para reduzir o número de erros e resolver correctamente as tarefas CogniFit que medem o planeamento.

681Sua pontuação

400Média para a sua idade

Velocidade de Processamento

A velocidade de processamento é a capacidade de processar informações de forma rápida e automática. Tarefas para avaliar Processamento Velocidade:

CogniFit mede a velocidade de processamento em uma ampla variedade de testes, que foram baseados na Continuous Performance Test (CPT), em alguns testes da escala de memória de Wechsler ( WMS) no Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA) em Visual Organização de tarefas (VOT) no teste de memória Simulação (TOMM) na Torre de Londres (TOL) em NEPSY no Teste de Stroop e o Wisconsin Card Sorting Test (WCST). O tempo que leva para processar e analisar os estímulos com as quais interagimos é crucial quando a execução dessas tarefas.

727Sua pontuação

400Média para a sua idade

Flexibilidade Cognitiva

A flexibilidade cognitiva ou flexibilidade mental pode ser definida como a capacidade do cérebro de adaptar o nosso comportamento e pensamento a situações novas, mutáveis ​​ou inesperadas. Tarefas para avaliar a flexibilidade cognitiva:

As tarefas da CogniFit que medem a flexibilidade cognitiva são baseadas em diferentes testes neuropsicológicos clássicos: Teste de Stroop, Teste de Desempenho Contínuo (CPT) e Teste de Classificação de Cartões de Wisconsin (WCST), que permitem avaliar com precisão a capacidade do utilizador de se adaptar ao ambiente e as mudanças no ambiente.

613Sua pontuação

400Média para a sua idade

Tarefas de avaliação que contém

Nossas avaliações cognitivas digitais

Os testes digitais CogniFit são projetados para medir áreas específicas de cognição e são agrupados para formar baterias personalizadas com base nos requisitos exclusivos do desenho do estudo e da população. Saiba mais sobre nossos diferentes testes e como eles podem atender às necessidades exclusivas de seu estudo explorando os detalhes e demonstrações abaixo.

Teste de toque

O teste de velocidade REST-HECOOR foi inspirado no clássico Finger Tapping Test da avaliação NEPSY (Korkman et al., 1998). O utilizador deve clicar o maior número de vezes possível em 10 segundos e o mais rápido possível com o rato, ou o dedo se estiver a usar um dispositivo táctil, numa área definida do ecrã. Os dados são recolhidos como o número de cliques durante o tempo alocado, o número de cliques dentro da área definida e o número de cliques fora dela.

Teste de Vigilância Psicomotora

O Teste de Resolução REST-SPER foi inspirado nos paradigmas clássicos da Tarefa Go/No Go (Gordon & Caramazza, 1982), do Teste de Desempenho Contínuo (Conners, 1989; Epstein et al., 2001) e da Vigilância Psicomotora (Dinges & Powell, 1985). A pessoa que faz o teste deve clicar rapidamente nos círculos que aparecem no ecrã e ignorar os hexágonos, caso apareçam. Na tarefa existem apenas 16 itens de círculos e 8 itens de círculos e hexágonos. Para cada item, são recolhidos dados sobre o tempo de resposta, precisão de resposta e distância do cursor ao centro do alvo.

Teste de Congruência Número-Tamanho

O teste de processamento REST-INH é inspirado no clássico teste de Stroop (Stroop, 1935). O participante deve pressionar o maior dos dois círculos, independente do número localizado dentro de cada um deles, ignorando o texto que possa aparecer na parte central superior da tela. Você será solicitado a pressionar o número mais alto, independentemente do tamanho do círculo no qual o número está inscrito.

Teste de extensão de dígitos

O teste de sequenciamento WOM-ASM está baseado no clássico teste de dígitos directos e indiretos WAIS-III (Wechsler, 1997). A pessoa que faz o teste deve lembrar e reproduzir sequências numéricas cada vez mais longas, que aparecem dígito a dígito no ecrã. A tarefa começará com uma sequência de dois números.

Teste de estimativa de tempo

O Teste de Estimativa EST-II é baseado no Teste de Padrão de Duração (DPT) (Frota & Pereira, 2003). O examinando é solicitado a interromper um estímulo auditivo em andamento para reproduzir a duração exata do modelo apresentado acima. Na primeira parte da tarefa, uma animação acompanha o estímulo. Durante a segunda parte da tarefa, o estímulo permanece estacionário.

Teste de coordenação olho-mão Trajetória fixa e direção previsível

O Teste de Sincronização UPDA-SHIF é baseado no Sistema de Teste de Viena (VST) (Whiteside, 2002). Nesta tarefa, o examinado é solicitado a seguir com cuidado e precisão uma bola se movendo ao longo de um caminho. A distância em pixels entre o centro da bola e o cursor movido pelo usuário será levada em consideração.

Teste de labirinto

O teste de programação VIPER-PLAN teve como referência o clássico teste de labirinto Porteus (Porteus, 1950), e o teste de descoberta de rotas (NEPSY) (Korkman et al., 1998). O examinado é apresentado a vários labirintos com becos sem saída e é solicitado a atravessá-los com sucesso, do início ao fim, no menor número de etapas possível e o mais rápido possível.

Teste de memória visual

O Teste de Reconhecimento WOM-REST é baseado nos clássicos Testes de Busca de Símbolos (WAIS) (Wechsler, 1997), no Teste de Classificação de Cartões de Wisconsin (WCST) (Heaton, 1981) e no Teste de Matrizes Progressivas de Raven (Raven, 1936). Nesta tarefa, uma sequência de três objetos é apresentada no centro da tela. O avaliado deve memorizar esses estímulos em uma primeira tela e reconhecê-lo dentre quatro sequências de trios em uma segunda tela. O número de respostas corretas é levado em consideração para calcular uma porcentagem de precisão.

Teste Stroop

O teste de equivalência INH-REST é baseado no teste clássico de Stroop (Stroop, 1935). O participante é solicitado a pressionar a barra de espaço (ir) somente se os nomes das cores na tela estiverem impressos na cor correspondente e abster-se de pressionar (não ir) se a cor das letras não corresponder ao nome da cor. cor impressa.

Teste de coordenação olho-mão Direção Multidirecional e Imprevisível

O teste de coordenação HECOOR é inspirado no clássico Trail Making Test (Reitan, 1955) e no Vienna Test System (Whiteside, 2002). A pessoa que realiza o teste deve seguir, com o mouse (ou com um joystick digital na tela, se for utilizado um dispositivo móvel), uma bola que se move em rota indeterminada.

Teste de Extensão da Memória de Trabalho Visual

O teste de concentração VISMEM-PLAN teve como referência o block-tapping test de Corsi (Corsi, 1972; Kessels et al., 2000; Wechsler, 1945). Na primeira parte da tarefa, alguns círculos são iluminados, dentro de um conjunto fixo de círculos. A pessoa que faz o teste deve memorizar que círculos foram iluminados e depois tentar reproduzir a sequência na ordem correcta. Na segunda parte da tarefa, é adicionado um atraso de 4 segundos entre o primeiro e o segundo ecrã, com a finalidade de aumentar o tempo que o utilizador deve reter as informações.

Teste de nomeação

O teste de decodificação VIPER-NAM foi inspirado no teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983) e no teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997). A pessoa que realiza o teste deve clicar na primeira letra do nome do objecto apresentado, dentre as quatro letras exibidas no ecrã. Por exemplo, no caso da imagem de uma "Maçã", o examinador deve clicar na letra "M", mas não nas três respostas incorretas (C, P, A) que também aparecem no ecrã.

Teste de Memória Lexical Multimodal

O teste de identificação COM-NAM é baseado no teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983) e no teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997). Para cada objeto exibido, o examinador deve escolher entre três possibilidades: 1) o objeto é apresentado pela primeira vez na tarefa, 2) a última vez que o objeto apareceu foi lido em voz alta ou 3) a última vez que o objeto apareceu. objeto foi apresentado como uma imagem.

Teste de Memória Lexical

O teste REST-COM foi baseado no clássico Teste de Nomes de Boston (Kaplan et al., 1983), o Teste de Vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997), o Teste de Variáveis de Atenção (Greenberg et al., 1996) e o Teste de Aprendizagem Verbal Auditiva Rey (Schmidt, 1994). É mostrada uma série de objectos. Num novo conjunto de objectos, o tomador do teste deve reconhecer apenas os objectos que foram mostrados anteriormente. Este novo conjunto pode ser apresentado como imagens ou como palavras faladas.

Teste de estimativa de velocidade

O teste de estimativa EST-I foi inspirado no Teste de Estimativa Cognitiva de Biber (Goldstein et al., 1996). Na primeira parte, o examinado deve determinar qual das duas bolas se move mais rápido. Na segunda parte, outra bola é adicionada. Na terceira parte, adiciona-se uma quarta bola e deve-se indicar qual bola se move duas vezes mais rápido que a bola vermelha. Na parte quatro, enquanto observa quatro bolas se movendo em quatro caminhos diferentes, o examinador deve determinar o mais rápido possível qual bola chegará primeiro ao centro.

Teste de estimativa de distância

O teste de estimativa EST-III é baseado no Teste de Estimativa Cognitiva Biber (Goldstein et al., 1996). A primeira parte consiste em indicar qual dos objetos da tela está mais distante do usuário. A segunda parte consiste em indicar qual dos objetos está mais distante de uma bola rosa, também localizada na tela. A terceira parte consiste em indicar quais dois objetos estão à mesma distância da bola rosa. A quarta parte consiste em indicar qual objeto não está à mesma distância da bola rosa. Por fim, a quinta parte consiste em indicar em qual das imagens os objetos estão dispostos espacialmente de forma diferente do modelo.

Teste de Atenção Dividida

O Teste de Simultaneidade DIAT-SHIF vem do clássico teste de Stroop (Stroop, 1935), do Sistema de Teste de Viena (Whiteside, 2002) e do Teste de Variáveis de Atenção (Greenberg et al., 1996). O examinado deve seguir com precisão uma bola que se move e gira em todas as direções na tela enquanto, ao mesmo tempo, realiza uma variante do teste de Stroop.

Cérebro e habilidades cognitivas

Cérebro e habilidades cognitivas

As habilidades cognitivas surgem da actividade coordenada de várias partes do cérebro. É por isso que é essencial que as diferentes áreas do cérebro estejam em boas condições se quisermos que as nossas capacidades cognitivas de pacientes ou participantes se ajustem às necessidades que possam surgir no seu dia-a-dia:

1 Atenção

As lesões que afectam a formação reticular do tronco encefálico podem causar coma no paciente, uma vez que essa estrutura está intimamente relacionada à atenção. A atenção exógena está relacionada ao lobo parietal direito e, quando danificado, pode aparecer hemoglobina. Por outro lado, o córtex pré-frontal tem um papel essencial no controlo da atenção e concentração; portanto, quando há um déficit relacionado a essa estrutura, a capacidade de prestar atenção pode ser prejudicada.

2 Percepção

A maioria dos estudos tem como foco a percepção visual e a percepção auditiva. A percepção visual requer os lobos occipital e parietal; enquanto usamos o lobo temporal para processar informações auditivas. Embora a quantidade de literatura científica dedicada a outros sentidos, como tacto, olfato ou paladar seja menor, é suficiente afirmar que o lobo parietal também é responsável pela informação táctil, enquanto o olfato é interpretado no bulbo olfatório e no córtex piriforme. Finalmente, a percepção do paladar envolve áreas do lobo parietal, ínsula, córtex orbitofrontal ou córtex cingulado. A informação sensorial é integrada nas áreas de associação.

3 Memória

A área do cérebro mais relacionada à memória é o hipocampo, que é uma das estruturas mais estudadas nos casos de pacientes com epilepsia. Um dos casos mais famosos e que tem contribuído com mais informações para o estudo da memória e do hipocampo foi o caso do paciente H.M. Em qualquer caso, o hipocampo não é a única área do cérebro relacionada à memória, mas funciona em relação a muitas outras partes do nosso cérebro, como o córtex pré-frontal.

4 Funções Executivas

As funções executivas estão intimamente relacionadas ao córtex pré-frontal (especialmente à porção dorso-lateral). Na verdade, este conjunto de habilidades cognitivas passou a ser conhecido como "Funções Pré-frontais". Além disso, também requer estructuras como o córtex cingulado anterior para desempenhar adequadamente todas as suas funções cognitivas.

5 Coordenação

A coordenação incluiria áreas cerebrais relacionadas à actividade motora, como o córtex frontal e os gânglios da base, bem como estruturas directamente responsáveis ​​pela precisão e harmonia dos movimentos, como o cerebelo. Lesões nessas estruturas tendem a causar a incapacidade de mover algumas partes do corpo ou produzir movimentos erráticos e desalinhados.

Serviço ao cliente

Serviço ao cliente

Se tiver alguma dúvida sobre o funcionamento, gestão ou interpretação dos dados de nossas Avaliações, entre em contacto connosco imediatamente. A nossa equipa de profissionais responderá às suas perguntas e ajuda-lo-á com tudo o que precisar.

Contactar Agora

Referências científicas

Referências científicas

[1] Lubrini, G., Periáñez, J.A., & Ríos-Lago, M. (2009). Introducción a la estimulación cognitiva y la rehabilitación neuropsicológica. En Estimulación cognitiva y rehabilitación neuropsicológica (p.13). Rambla del Poblenou 156, 08018 Barcelona: Editorial UOC. Shatil E (2013). ¿El entrenamiento cognitivo y la actividad física combinados mejoran las capacidades cognitivas más que cada uno por separado? Un ensayo controlado de cuatro condiciones aleatorias entre adultos sanos. Front. Aging Neurosci. 5:8. doi: 10.3389/fnagi.2013.00008. Korczyn dC, Peretz C, Aharonson V, et al. - El programa informático de entrenamiento cognitivo CogniFit produce una mejora mayor en el rendimiento cognitivo que los clásicos juegos de ordenador: Estudio prospectivo, aleatorizado, doble ciego de intervención en los ancianos. Alzheimer y Demencia: El diario de la Asociación de Alzheimer de 2007, tres (3): S171. Shatil E, Korczyn dC, Peretz C, et al. - Mejorar el rendimiento cognitivo en pacientes ancianos con entrenamiento cognitivo computarizado - El Alzheimer y a Demencia: El diario de la Asociación de Alzheimer de 2008, cuatro (4): T492. Verghese J, J Mahoney, Ambrosio AF, Wang C, Holtzer R. - Efecto de la rehabilitación cognitiva en la marcha en personas mayores sedentarias - J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2010 Dec;65(12):1338-43. Evelyn Shatil, Jaroslava Mikulecká, Francesco Bellotti, Vladimír Burěs - Novel Television-Based Cognitive Training Improves Working Memory and Executive Function - PLOS ONE July 03, 2014. 10.1371/journal.pone.0101472. Gard T, Hölzel BK, Lazar SW. The potential effects of meditation on age-related cognitive decline: a systematic review. Ann N Y Acad Sci. 2014 Jan; 1307:89-103. doi: 10.1111/nyas.12348. 2. Voss MW et al. Plasticity of brain networks in a randomized intervention trial of exercise training in older adults. Front Aging Neurosci. 2010 Aug 26;2. pii: 32. doi: 10.3389/fnagi.2010.00032.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail