Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_Atencion-Focalizada_social_picture
  • Acesse uma bateria completa de testes cognitivos para avaliar a atenção focada

  • Identifica e analisa a presença de alterações ou déficits

  • Recursos validados para melhorar ou reabilitar a atenção focada e outras funções cognitivas

loading

O que é a atenção focada?

A atenção focada é a capacidade do cérebro para concentrar a sua atenção em um estímulo alvo durante um período longo de tempo. A atenção focada é um tipo de atenção que permite detectar um estímulo relevante rapidamente. Usamos a atenção focada, ou foco mental, para responder aos estímulos internos (sentir sede) e externos (ruídos), sendo uma habilidade importante que nos permite realizar tarefas cotianas de forma eficiente.

A nossa capacidade para prestar atenção em um estímulo ou atividade pode variar dependendo de diferentes fatores:

  • Fatores pessoais: nível de ativação, motivação, emoções ou a modalidade sensorial que processa o estímulo. É mais provável processarmos um estímulo corretamente quando estamos alerta e motivados, ao invés de tristes ou cansados, ou se o estímulo é monótono.
  • Fatores ambientais: é mais fácil focar em um estímulo ou atividade alvo quando existem menos distrações no entorno, tornando mais difícil a concentração quando há distrações mais frequentes ou intensas.
  • Fatores de estimulação: inovação, complexidade, duração ou importância do estímulo. Se só houver um único estímulo simples e aparente, será mais fácil detectá-lo.

Tipos de atenção

A atenção é um processo complexo que contém uma série de subcomponentes diferentes. O modelo mais aceito é o Modelo hierárquico de Sohlberg e Mateer , que divide a atenção nos subcomponentes a seguir:

  • Excitação: faz referência ao nosso nível de ativação e alerta, se estamos cansados ou com energia.
  • Atenção focalizada: faz referência à nossa capacidade para prestar atenção a um estímulo.
  • Atenção constante: a capacidade para prestar atenção a um estímulo ou atividade durante um período longo de tempo.
  • Atenção seletiva: a capacidade para prestar atenção a um estímulo ou atividade específicos, na presença de outros estímulos que desviam a atenção.
  • Atenção alternante: a capacidade para alternar o foco entre dois ou mais estímulos.
  • Atenção dividida: a capacidade para prestar atenção a diferentes estímulos ao mesmo tempo.

A prática e o treinamento cognitivo podem ajudar a melhorar a atenção focada, e, como consequência, a capacidade para focar em um estímulo ou atividade.

Exemplos de atenção focada

  • Quando você dirige um carro, você deve prestar atenção à estrada, aos outros carros, à velocidade e aos sinais de trânsito, além das luzes e sinais de aviso de seu próprio carro. Qualquer distração no volante pode causar consequências fatais, razão pela qual possuir uma capacidade de atenção focada bem desenvolvida pode ajudar a evitar acidentes.
  • Os estudantes devem ser capazes de prestar atenção aos estímulos na sala de aula de forma adequada e eficiente, seja a palestra do professor, o livro escolar ou um colega falando sobre um próximo projeto. Se um estudante não for capaz de manter o foco mental, isso pode causar sérias repercussões acadêmicas.
  • Os funcionários da maioria das áreas devem usar a atenção focada. Seja para ajudar um cliente em uma loja ou escrever documentos em um escritório, é importante ser capaz de dedicar tempo e atenção ao trabalho realizado.
  • Você usa a atenção focada todos os dias, desde pegar alguma coisa que caiu de sua escrivaninha a cozinhar a janta ou limpar a mesa depois de comer.

Patologias e transtornos associados à atenção focada

É totalmente normal ter às vezes dificuldade para prestar atenção ao que está acontecendo ao seu redor, mas uma deterioração significativa à atenção focada torna impossível fazer um grande número de atividades cotidianas que requerem nossa atenção até certo ponto. Um déficit na atenção focada provocará que a realização de outras tarefas cotidianas seja mais difícil e menos eficiente.

A atenção focada pode ser alterada por causa de vários transtornos, sejam devidos aos problemas derivados da atenção focada ou de outros subprocessos de atenção que ela usa (neste caso, excitação e ativação). Uma pessoa com uma capacidade de atenção focada deficiente não será capaz de prestar atenção ao estímulo relevante. O transtorno mais conhecido e caracterizado pela atenção focada é a heminegligência, ou negligência hemiespacial, que torna impossível detectar estímulos na metade (direita ou esquerda) do espaço que rodeia você. O Déficit de Atenção e Hiperatividade ou Transtorno do Défice de Atenção (TDAH or TDA, respectivamente) também possui um grande componente da atenção focada que torna difícil detectar estímulos relevantes, embora seja mais por causa de problemas de memória. Também podemos observar problemas de foco mental em transtornos como a esquizofrenia, a doença do Alzheimer ou as demências em geral. É comum que os transtornos da atenção focada apareçam em pessoas que sofreram algum tipo de lesão cerebral, seja causada por um derrame ou dano cerebral. Por outro lado, as pessoas que sofrem distúrbios de ansiedade podem ter um nível excessivamente alto de atenção constante.

Como é possível analisar e avaliar a atenção focada?

A atenção focada permite realizar um número de atividades no dia a dia. A capacidade para concentrar sua atenção mental em um estímulo de forma adequada e eficiente depende de sua atenção focada. Por isso, avaliar a atenção focada pode ser útil em várias áreas diferentes de sua vida cotidiana. Áreas acadêmicas: entender se uma criança terá problemas para prestar atenção na aula e se é possível que precise de informações novas ou receber instruções explicadas de outra maneira Áreas clínicas: saber se um paciente será capaz de prestar atenção às indicações proporcionadas ou se será capaz de adequar-se em seu entorno eficazmente. Áreas profissionais: saber se um funcionário potencial será um bom motorista, gerente de controle de qualidade, funcionário de escritório, etc.

Com a ajuda de uma avaliação neuropsicológica completa, é possível analisar de forma fácil e eficiente uma série de habilidades cognitivas diferentes, como a atenção focada. A avaliação de CogniFit para analisar a atenção focada foi inspirada no Teste de Desempenho Contínuo (CPT). Este teste ajuda a avaliar outras alterações do comportamento, como a impulsividade, a ansiedade e a falta de atenção, entre outras. Além da atenção focada, o teste também avalia a inibição e a recontextualização.

  • Teste de inatenção FOCU-SHIF: uma luz será exibida em cada canto da tela. O usuário deve clicar nas luzes amarelas o mais rápido possível e evitar clicar nas luzes vermelhas.
  • Teste de velocidade REST-HECOOR: um quadrado azul será exibido na tela. O usuário deve clicar no meio do quadrado o maior número de vezes possível. Quantas mais vezes o usuário clicar, maior será o resultado.

Como é possível reabilitar ou melhorar a atenção focada?

Todas as habilidades cognitivas, incluindo a atenção focada, podem ser exercitadas e melhoradas. CogniFit torna isso possível com um programa profissional.

A plasticidade cerebral é a base da reabilitação da atenção focada e de outras habilidades cognitivas. CogniFit possui uma bateria de exercícios clínicos criados para ajudar a reabilitar os déficits da atenção focada e outras funções cognitivas. O cérebro e as conexões neurais podem ser fortalecidos com desafios e exercícios. Ao treinar essas habilidades com frequência, as estruturas do cérebro relacionadas com a atenção focada serão fortalecidas. Isso significa que quando os seus ouvidos enviam informações para o cérebro, e o cérebro as processa, as conexões serão ativadas mais rapidamente e com mais eficácia, melhorando a sua capacidade geral de foco mental.

CogniFit foi criado por uma equipe de profissionais especializados nas áreas da neurogénese e plasticidade sináptica. Por isso criamos um programa personalizado de estimulação cognitiva adaptado para as necessidades de cada usuário. O programa começa com uma avaliação para analisar a atenção focada e outras áreas cognitivas fundamentais. De acordo com os resultados, ele cria um programa de treinamento cerebral personalizado para cada usuário. O programa reúne automaticamente os dados dessa avaliação cognitiva inicial e, através de algoritmos sofisticados, cria um plano para melhorar as deficiências cognitivas do usuário e treinar as suas capacidades cognitivas.

A chave para melhorar a atenção constante é realizar um treinamento adequado e consistente. CogniFit possui recursos profissionais de avaliação e treinamento para ajudar a particulares e profissionais a melhorar essa função. Apenas são necessários 15 minutos por dia, de duas a três vezes por semana.

As avaliações e programas de estimulação de CogniFit estão disponíveis online e podem ser reproduzidos na maioria de computadores e dispositivos móveis. O programa está composto por jogos cerebrais divertidos e interativos. No fim de cada sessão de treinamento, o usuário recebe automaticamente um gráfico detalhado com os progressos cognitivos do usuário em destaque.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail