Sobre os cookies neste site

Este site usa cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a usar este site sem alterar suas preferências de cookies, consideramos que você está concordando com o uso de cookies. Para mais informações ou para alterar suas preferências de cookies, visite nossa política política de cookies.

Aceitar
Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Cadastre-se

Confirme que o uso das avaliações e treinamentos é para você. Você criará uma conta pessoal. Este tipo de conta foi especialmente criado para ajudar você a avaliar e treinar suas habilidades cognitivas

Por favor, confirme que o uso dos treinamentos e avaliações cognitivos é para seus pacientes. Você criará uma conta de gerenciamento de pacientes. Esta conta será especialmente desenvolvida para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos, etc.) com o diagnóstico e tratamento de distúrbios cognitivos.

Confirme que você deseja oferecer treinamento e/ou avaliações cognitivas para sua família ou amigos. Você criará uma conta familiar. Esta conta foi criada para fornecer aos membros de sua família acesso a avaliações e treinamentos de CogniFit.

Por favor, confirme que o uso dos treinamentos e avaliações cognitivos é para os participantes do estudo de pesquisa. Você criará uma conta de pesquisa. Esta conta será especialmente desenvolvida para ajudar os pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Por favor, confirme que o uso dos treinamentos e avaliações cognitivos é para seus alunos.Você criará uma conta para o gerenciamento dos alunos. Esta conta será desenvolvida para ajudar no diagnóstico e tratamento de distúrbios cognitivos em crianças e jovens estudantes.

Para usuários de 16 anos ou mais. Crianças menores de 16 anos podem usar CogniFit com um dos progenitores em uma das outras plataformas.

loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_Que-Es-CogniFit_social_picture
  • corporativelanding_Que-Es-CogniFit_Form1

  • corporativelanding_Que-Es-CogniFit_Form2

  • corporativelanding_Que-Es-CogniFit_Form3

loading

CogniFit é uma empresa da área da saúde, fundada em 1999 pelo professor Shlomo Breznitz [1] e orientada a avaliar e melhorar a saúde cognitiva. Todas as nossas ferramentas para a exploração e estimulação do funcionamento cerebral são cientificamente validadas. Nossas avaliações estão disponíveis em 15 línguas, e trabalhamos e colaboramos com hospitais, universidades, fundações e centros de investigação de todo o mundo [2]. CogniFit é no momento líder no mercado, reconhecida e usada pela comunidade científica e por empresas internacionais.

Nosso programa neurocientífico é conduzido por uma equipe de cientistas, neurologistas e psicólogos que investigam e combinam as últimas descobertas sobre o cérebro com algoritmos avançados, simplificando as tarefas no formato de jogos. Este programa de exploração neurocientífica profissional e de estimulação cognitiva é baseado em uma metodologia científica [3] e tem a capacidade para medir, treinar e fazer um seguimento adequado de habilidades cognitivas concretas e suas relações com as patologias neurológicas.

O desenvolvimento técnico está composto por uma bateria computadorizada de tarefas completa para avaliar cerca de 22 funções cognitivas fundamentais, claramente definida e submetida a controles de análise objetivos que proporcionam critérios padronizados de idade e demografia, baseados nos resultados de milhares de assuntos. Essas habilidades são validadas em várias investigações [4]. Através dos dados cognitivos recebidos pela exploração e normalização dos resultados etários e do país de origem, CogniFit entende a condição cognitiva particular de cada indivíduo e oferece um programa de treinamento cerebral personalizado. Estas habilidades foram validadas em vários estudos [4].

Exploração neuropsicológica e estimulação cognitiva

A metodologia de CogniFit consiste em uma bateria completa de exercícios com base científica. Cada exercício foi cuidadosamente selecionado e classificado para medir as poderosas funções cerebrais. A relação entre essas funções cerebrais e a presença de diferentes patologias e transtornos foi reconhecida e validada pela comunidade científica.

Todos os testes e exercícios de CogniFit são validados por estudos independentes em populações representativas, usando o sistema de efeito placebo para medir e seguir sua eficácia. Sempre são realizadas avaliações cognitivas e neurológicas. Essas avaliações são realizadas de forma independente de CogniFit antes de iniciar cada tratamento. Toda a literatura científica baseada em nossas afirmações e resultados é desenvolvida com nosso software e ferramentas. Trabalhamos para oferecer aos consumidores e profissionais ferramentas sérias e testadas que permitirão realizar uma avaliação e estimulação rigorosas das habilidades cognitivas validadas.

Colaboramos continuamente com pesquisadores e a comunidade científica para garantir que as últimas descobertas sejam integradas no programa de forma séria e profissional. As mais de 20 habilidades cognitivas analisadas e treinadas por CogniFit são selecionadas criteriosamente para representar uma imagem completa da cognição humana. Cada função avaliada tem por base centos de dados e pontuações, comparados através de um poderoso algoritmo com uma média demográfica fundamentada na avaliação de milhares de indivíduos. A evolução das habilidades cognitivas após um período de estimulação com CogniFit é validada por vários estudos independentes [4].

CogniFit para pesquisadores e profissionais da saúde

CogniFit proporciona uma exploração cognitiva completa do paciente. Esses dados e resultados são muito valiosos para os profissionais da saúde e pesquisadores porque representam uma fonte fiável de apoio e diagnóstico.

A avaliação cognitiva de CogniFit proporciona informações úteis para identificar e reconhecer determinados transtornos cerebrais e fazer um seguimento do paciente com um tratamento e uma reabilitação. Todos os nossos produtos são orientados para uma exploração exaustiva e um treinamento cauteloso das habilidades cognitivas medidas, através de avaliações reconhecidas de CogniFit [4]. Os testes foram desenhados e aperfeiçoados durante os últimos 15 anos, selecionando criteriosamente a melhor e mais extensa literatura e combinando com ferramentas científicas já existentes.

CogniFit para pessoas individuais, famílias e escolas

Cognifit também está orientado para as pessoas individuais, famílias e escolas: através dos diferentes jogos mentais, você pode descobrir qual é seu estado cognitivo. Graças ao banco de dados e ao desenvolvimento de algoritmos avançados, CogniFit decifra o estado cognitivo particular de cada indivíduo e oferece um programa de treinamento cerebral personalizado. Cada pessoa é única e merece um programa de treinamento adaptado às suas necessidades específicas. Ao medir com precisão o rendimento das funções cerebrais, CogniFit cria automaticamente um programa de treinamento personalizado. As tarefas selecionadas e seu nível de dificuldade são diretamente vinculados de acordo com as necessidades específicas do usuário.

Referências

[1] O professor Shlomo Brenitz trabalhou em várias instituições, incluindo a University of California, em Berkely, a Stanford University, a London School of Economics e o Departamento de Saúde e Serviço Social dos EUA. Autor de sete livros e vários artigos científicos, o professor Breznitz é o diretor fundador do Centro para o estudo do estresse psicológico, na Universidade de Haifa, onde também colaborou no Instituto Lady Davis como professor de psicologia, reitor e presidente da universidade. Seu elogiado programa DriveFit™, o primeiro produto comercial de CogniFit, recebeu o prêmio internacional de segurança rodoviária British Prince Michael.

[2] Algumas universidades, hospitais e fundações com as que colaboramos:

Biobehavioral Nursing and Health Systems da Universidade de Washington, Seattle, EUA; The Edmond J. Safra, Centro de pesquisa cerebral para o estudo de transtornos de aprendizagem, Universidade de Haifa, Israel; Departamento de neurologia do Albert Einstein College,Yeshiva University de NY, EUA; The Gerontology Misericordia University of Dallas, EUA; Departamento de psicologia da Universidade de New York em Praga, República Tcheca; Centro de pesquisa psicobiológica do Max Stern Academic College de Emek Yezreel, Jezreel Valley, Israel; Carroll School, Massachusetts, EUA; Departamento de psicologia da Universidad Autônoma, Madrid, Espanha

Veja mais informações na seção neurosiência.

[3] Literatura e ferramentas científicas

Wechsler, D. (1945). A standardized memory scale for clinical use. The Journal of Psychology: Interdisciplinary and Applied, 19(1), 87-95

Conners, C. K. (1989). Manual for Conners’ rating scales. North Tonawanda, NY: Multi-Health Systems.

Hooper, E. H. (1983). Hooper visual organization test (VOT).

Greenberg, L. M., Kindschi, C. L., & Corman, C. L. (1996). TOVA test of variables of attention: clinical guide. St. Paul, MN: TOVA Research Foundation.

Tombaugh, T. N. (1996). Test of memory malingering: TOMM. North Tonawanda, NY: Multi-Health Systems.

Wechsler, D (1945). A standardized memory scale for clinical use. The Journal of Psychology: Interdisciplinary and Applied, 19(1), 87-95.

Shallice, T (1982). Specific impairments of planning. Philosophical Transactions of the Royal Society B: Biological Sciences, 298(1089), 199-209.

Asato, M. R., Sweeney, J. A., & Luna, B (2006). Cognitive processes in the development of TOL performance. Neuropsychologia, 44(12), 2259-2269.

Korkman, M., Kirk, U., & Kemp, S (1998). NEPSY: A developmental neuropsychological assessment. Psychological Corporation.

Korkman, M., Kirk, U., & Kemp, S (1998). Manual for the NEPSY. San Antonio, TX: Psychological corporation.

Stroop, J. R (1935). Studies of interference in serial verbal reactions. Journal of experimental psychology, 18(6), 643.

Heaton, R. K. (1981). A manual for the Wisconsin card sorting test. Western Psycological Services.

Tsotsos, L. E., Roggeveen, A. B., Sekuler, A. B., Vrkljan, B. H., & Bennett, P. J. (2010). The effects of practice in a useful field of view task on driving performance. Journal of Vision, 10(7), 152-152.

Crabb, D. P., Fitzke, F. W., Hitchings, R. A., & Viswanathan, A. C. (2004). A practical approach to measuring the visual field component of fitness to drive. British journal of ophthalmology, 88(9), 1191-1196.

Edwards, J. D., Vance, D. E., Wadley, V. G., Cissell, G. M., Roenker, D. L., & Ball, K. K. (2005). Reliability and validity of useful field of view test scores as administered by personal computer. Journal of clinical and experimental neuropsychology, 27(5), 529-543.

[4] Habilidades cognitivas validadas por estudos independentes

Memória operacional, memória auditiva de curto prazo, inibição e atenção dividida: Preiss M, Shatil E, Cermakova R, Cimermannova D, Flesher I (2013) Personalized cognitive training in unipolar and bipolar disorder: a study of cognitive functioning. Frontiers in Human Neuroscience doi: 10.3389/fnhum.2013.00108.

Foco, nomeação, memória de curto prazo, memória visual e memória operacional: Haimov I, Shatil E (2013) Cognitive Training Improves Sleep Quality and Cognitive Function among Older Adults with Insomnia. PLoS ONE 8(4): e61390. doi:10.1371/journal.pone.0061390

Coordenação óculo-manual, memória visual, velocidade de processamento, exploração visual e nomeação:Shatil E (2013). Does combined cognitive training and physical activity training enhance cognitive abilities more than either alone? A four-condition randomized controlled trial among healthy older adults. Front. Aging Neurosci. 5:8. doi: 10.3389/fnagi.2013.00008

Memória visual, memória operacional, foco, percepção espacial e percepção visual: Peretz C, Korczyn AD, Shatil E, Aharonson V, Birnboim S, Giladi N. - Computer-Based, Personalized Cognitive Training versus Classical Computer Games: A Randomized Double-Blind Prospective Trial of Cognitive Stimulation - Neuroepidemiology 2011; 36:91-9.

Memória de curto prazo, memória visual e memória operacional: Shatil E, Metzer A, Horvitz O, Miller A. - Home-based personalized cognitive training in MS patients: A study of adherence and cognitive performance - NeuroRehabilitation 2010; 26:143-53.

Foco, reconhecimento, atenção dividida, percepção visual, memória visual de curto prazo e alteração: Korczyn AD, Peretz C, Aharonson V, et al. - Computer based cognitive training with CogniFit improved cognitive performance above the effect of classic computer games: prospective, randomized, double blind intervention study in the elderly. Alzheimer's & Dementia: The Journal of the Alzheimer's Association 2007; 3(3):S171.

Memória auditiva de curto prazo, coordenação óculo-manual, memória de curto prazo, nomeação, alteração, percepção espacial, estimação e percepção visual: Korczyn AD, Peretz C, Aharonson V, et al. - Computer based cognitive training with CogniFit improved cognitive performance above the effect of classic computer games: prospective, randomized, double blind intervention study in the elderly. Alzheimer's & Dementia: The Journal of the Alzheimer's Association 2007; 3(3):S171.

Velocidade de processamento: Verghese J, Mahoney J, Ambrose AF, Wang C, Holtzer R. - Effect of cognitive remediation on gait in sedentary seniors - J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2010 Dec;65(12):1338-43.

Memória operacional e tempo de resposta: Horowitz-Kraus T, Breznitz Z. - Can the error detection mechanism benefit from training the working memory? A comparison between dyslexics and controls- an ERP study - PLoS ONE 2009; 4:7141.

Percepção visual, tempo de resposta, atenção dividida, estimação, planejamento e memória de curto prazo: Haimov I, Hanuka E, Horowitz Y. - Chronic insomnia and cognitive functioning among older adults - Behavioural sleep medicine 2008; 6:32-54.

Atenção dividida, planejamento, percepção especial e inibição: Thompson HJ, Demiris G, Rue T, Shatil E, Wilamowska K, Zaslavsky O, Reeder B. - Telemedicine Journal and E-health Date and Volume: 2011 Dec;17(10,):794-800. Epub 2011 Oct 19.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail