Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_PartesCerebro_social_picture

Partes do cérebro - Anatomia do cérebro

  • Acesse os exercícios clínicos para avaliar seu cérebro

  • Estimula múltiplas áreas do cérebro

  • Ajuda a fortalecer as estruturas do cérebro usadas nas principais habilidades cognitivas. Experimente!

loading

Quais são as diferentes partes do cérebro? O cérebro humano é um dos órgãos mais complexos de nosso corpo. Está composto de diversas partes e estruturas que realizam diferentes funções e trabalham em conjunto através de milhares de conexões que unem o cérebro com o resto do corpo. Abaixo, proporcionaremos uma descrição da estrutura do cérebro, suas diferentes partes e como elas funcionam.

Estrutura do cérebro

O Sistema Nervoso Central está composto pelo encéfalo e a medula espinhal.

  • O encéfalo é a parte central do SNC coberta e protegida pelo crânio.
  • A medula espinhal é um fio longo e esbranquiçado, localizado no canal vertebral e conecta o encéfalo com o resto do corpo. Atua como um tipo de autoestrada de informação entre o encéfalo e o corpo, transmitindo todas as informações proporcionadas pelo cérebro ao resto do corpo.

Poderiamos dizer que o encéfalo humano está dividido em três "cérebros", dependendo do desenvolvimento filogenético:

O ROMBENCÉFALO: é a estrutura mais antiga e menos evoluída dos vertebrados. A estrutura e organização do rombencéfalo é a mais simples. É responsável pelo regulamento das funções básicas que precisamos para sobreviver e pelo controle de nossos movimentos. Se essas estruturas sofrerem lesões, podem causar sérios danos e mesmo a morte. O rombencéfalo está localizado na parte superior direita da medula espinhal e está composto por diferentes estruturas:

  • A medula oblonga: ajuda a controlar nossas funções automáticas, como respirar, a tensão arterial, a frequência cardíaca, a digestão, etc.
  • A protuberância anular ou pontes é a porção da base do encéfalo localizada entre a medula oblonga e o mesencéfalo. Ela une a medula espinhal e a medula oblonga com as estruturas superiores nos hemisférios do córtex cerebral e/ou do cerebelo. É usada para controlar as funções automáticas do cérebro e tem um papel fundamental nos níveis de estado de vigília e no regulamento da cosnciência e do sono.
  • O cerebelo: está localizado sob o cérebro, sendo a segunda maior estrutura do encéfalo. Todas as informações recebidas pelo corpo através de suas diferentes vias sensoriais e motoras do cérebro são integradas no cerebelo, e por isso sua função principal é controlar o movimento. Também ajuda a controlar a postura e o equilíbrio e permite que as pessoas aprendam a se mover, caminhar, andar de bicicleta... As lesões na estrutura geralmente causam problemas de movimento e coordenação, além do controle de posturas e disfunções em alguns dos processos cognitivos superiores.

O MESENCÉFALO: É a estrutura que junta o cérebro posterior e anterior, conduzindo os impulsos motores e sensoriais. Seu bom funcionamento é um pré-requisito para a experiência consciente. Se essa parte do cérebro apresenta danos, eles são responsáveis por alguns problemas de mobilidade, como os tremores, a inflexibilidade os movimentos estranhos...

O PROSENCÉFALO: É a estrutura mais desenvolvida e evoluída do encéfalo, e conta com a organização complexa mais elevada. Está composto por duas partes principais:

  • Diencêfalo: Localizado dentro do cérebro. Está composto por estruturas importantes como o tálamo e o hipotálamo.
  • Tálamo: É similar à estação de retransmissão do cérebro: transmite a maioria da informação sensorial recebida (auditiva, visual e tátil), permitindo ela ser processada em outras partes do cérebro. Também é usada no controle motor.
  • Hipotálamo: É uma glândula localizada na base do cérebro que faz uma função importante no regulamento dos sentimentos e em muitas outras funções corporais como o apetite, a sede, o sono.
  • Cerebrum: Conhecido informalmente como o cérebro, que cobre todo o córtex cerebral (camada fina de substância cinzenta, com rugas, sulcos e dobras), o hipocampo e os gânglios basais .

Estrutura do cérebro

Anatomia e funções do cérebro

Nesta área, vamos analisar a anatomia do cérebro e as funções de cada estrutura

OS GÂNGLIOS BASAIS: Um grupo de estruturas neurais subcorticais que funcionam para começar e integrar os movimentos. Eles recebem a informação do córtex cerebral e a base do encéfalo processa e projeta ela no córtex, na medula e na base para coordenar os movimentos. Estão compostos por várias estruturas:

  • Núcleo caudado, um núcleo com formato em "C" implicado no controle voluntário do movimento, a pesar de que também está implicado nos processos de aprendizagem e de memória.
  • Putâmen
  • Globo pálido
  • Amígdala, que faz uma função importante na área dos sentimentos, especialmente o do medo. A amígdala ajuda a armazenar e classificar memórias e sentimentos.

O HIPOCAMPO: Uma pequena estrutura subcortical com formato de cavalo-marinho que tem uma função muito importante na formação da memória, tanto na de classificação quanto na memória a longo prazo.

O CÓRTEX CEREBRAL: Uma camada fina de substância cinzenta com estrias ao redor de si, formando um tipo de protuberância, chamada convoluções, que proporcionam o look enrugado característico ao cérebro. As convoluções são delimitadas por ranhuras ou sulcos cerebrais. As que são muito profundas são chamadas fissuras. O córtex está dividido em dois hemisférios, o direito e o esquerdo, separados pela fissura interhemisférica e unidos por uma estrutura denominada corpo caloso que permite a transmissão entre os dois. Cada hemisfério controla um lado do corpo, mas o controle está invertido: o hemisfério esquerdo controla o lado direito e o hemisfério direito controla o lado esquerdo. Este fenômeno é chamado lateralização cerebral.

CADA HEMISFÉRIO ESTÁ DIVIDIDO EM 4 LOBOS: Esses lobos estão delimitados por 4 sulcos cerebrais (sulco central ou de Rolando, sulco lateral ou de Silvio, sulco parietal-occipital e o sulco cingulado):

  • Lobo frontal: o maior lobo do córtex. Está localizado na parte frontal, logo atrás da testa. Estende-se desde o sulco anterior ao central. É o centro de controle do cérebro. O lobo frontal intervém no planejamento, raciocínio, resolução de problemas, julgamento e controle dos impulsos, além de regular os sentimentos, como a empatia, a generosidade e o comportamento.
  • Lobo temporal: está separado do lobo frontal e parietal pelo sulco lateral e os limites do lobo occipital. É usado no processamento auditivo e da linguagem, além de nas funções da memória e no gerenciamento dos sentimentos.
  • Lobo parietal: está localizado entre o sulco central e o sulco parietal-occipital. Esta parte do cérebro ajuda a processar a dor e a sensação tátil. Também intervém na cognição.
  • Lobo occipital: está delimitado pelos limites posteriores e pelos lobos parietal e temporal. Intervém na percepção e processamento visual. Processa e interpreta tudo o que vemos. O lobo occipital analisa aspectos como o formato, a cor e o movimento para interpretar e tirar conclusões das imagens visuais.
  • Alguns autores falam de um quinto lobo, o lobo límbico: o sistema límbico está composto por várias estruturas, entre as quais está a amígdala, o tálamo, o hipotálamo, o hipocampo, o corpo caloso e muitos outros. O sistema límbico gerencia as respostas fisiológicas para os estímulos emocionais. Está relacionado à memória, atenção, instintos sexuais, personalidade e comportamento.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail