Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_Memoria-visual-a-corto-plazo_social_picture
  • Acesse uma bateria completa de testes cognitivos para avaliar a memória visual a curto prazo

  • Identifica e analisa a presença de alterações ou déficits

  • Recursos validados para melhorar ou reabilitar a memória visual a curto prazo e outras habilidades cognitivas

loading

O que é a memória visual a curto prazo?

A memória visual a curto prazo (MVCP) é a habilidade para reter uma pequena quantidade de informação visual (letras, formatos, cores, etc.) durante um período curto de tempo. Esse tipo de memória faz parte de nossa memória a curto prazo (MCP). A informação que retemos da memória visual a curto prazo pode ser desenvolvida pela memória operacional, pode criar memória a longo prazo ou simplesmente ser esquecida.

Exemplos de memória visual a curto prazo

  • A memória visual a curto prazo possibilita a retenção de informação visual que recebemos, que pode ser uma tomada de notas ou leitura, exigindo que nos lembremos da informação visual (letras ou palavras) que lemos para a sua compreensão em conjunto. Sem esta habilidade cognitiva, seria muito difícil ler, ou até impossível, e isso afetaria significativamente ao desempeno acadêmico.
  • A memória visual a curto prazo também tem uma função muito importante na condução, pois permite você lembrar dos sinais de trânsito e prestar atenção aos carros que passam ao seu redor. Se você lembrar que um carro preto estava à sua direita, você terá mais chances de evitar uma colisão com esse carro.
  • A maioria dos trabalhos e profissões exigem um nível adequado de memória visual a curto prazo. Em muitos casos, você tem que ler ou escrever um relatório, caso em que você deve lembrar as palavras para criar um contexto. Quanto mais visual for o trabalho (arquiteto, engenheiro, pintor, etc.), mais necessária será esta habilidade cognitiva.
  • Se você passar por alguém na rua, a sua memória visual a curto prazo lembrará do rosto da pessoa durante um período de tempo. É normal demorar uns segundos para lembrar o rosto se já faz um tempo que você não vê essa pessoa. Se você foi capaz de reconhecer seu antigo professor de matemática após uns segundos, é graças à sua memória visual a curto prazo, que proporciona um tempo adicional para lembrar do rosto.

Transtornos e problemas associados com a memória visual a curto prazo

Qualquer dano que afetar a memória visual a curto prazo pode reduzir o tempo e a quantidade de informação que você é capaz de reter. Porém, os deferentes tipos de memória são independentes, indicando que se a memória visual a curto prazo é deteriorada, isso não afetará necessariamente outros processos de memória. Os diferentes tipos de memória funcionam geralmente juntos e, se não existir nenhum dano em um processo de memória específico, seria difícil saber onde um termina e o outro começa. Porém, um dano causado em um desses tipos de memória impossibilita que o cérebro faça a sua função, podendo afetar consideravelmente a vida cotidiana.

A memória visual a curto prazo pode ser afetada por várias circunstâncias diferentes. Pode ocorrer uma degradação da memória visual a curto prazo em casos moderados deAlzheimer. Uma alteração desta habilidade cognitiva pode também ter uma função importante na dislexia, pois ela tem a capacidade para agravar os problemas de leitura, dificultando a recordação das palavras que aparecem na página. A memória visual a curto prazo também pode ser alterada pela maconha. Por último, as lesões cerebrais causadas por derrames, ou trauma cranioencefálico também podem alterar a memória visual a curto prazo.

Como é possível analisar e avaliar a memória visual a curto prazo?

A memória visual a curto prazo exerce uma função ativa em nossas vidas cotidianas, pois ela permite processar qualquer informação que não está diretamente na sua frente. Por isso, entender e avaliar a memória visual a curto prazo pode se útil em várias áreas. Acadêmica: Ajuda ao progenitor ou professor a entender se uma criança pode experimentar problemas de aprendizagem, ter dificuldade para ler ou entender explicações escritas muito extensas. Áreas clínicas: Ajuda a entender se um paciente é capaz de dirigir com segurança e saber se é importante proporcionar instruções visuais claras ou menos complexas. Profissional: Ajuda a entender se um trabalhador pode exercer uma função que inclui conteúdos escritos ou visuais.

A avaliação neuropsicológica completa de CogniFit torna possível analisar e avaliar a memória visual a curto prazo e outras habilidades cognitivas. CogniFit usa o clássico teste Direct and Indirect Digits da Escala de Memoria de Wechsler, o NEPSY de Korkman, Kirk e Kemp (1998), o Continuous Performance Test (CPT), o Test of Memory Malingering (TOMM), o Hooper Visual Organization Task (VOT), o Test of Variables of Attention (TOVA) e o teste Tower of London (TOL). Eles avaliam a memória visual a curto prazo, além da memória a curto prazo, o tempo de reação, a memória operacional, a exploração visual, a percepção do espaço, a memória contextual, a flexibilidade cognitiva, a nomeação, o reconhecimento e a velocidade de processamento.

  • Teste de identificação COM-NAM: Neste teste, os objetos são apresentados como um som ou imagem. O usuário deverá determinar como foi apresentado o objeto (som ou imagem) ou se ainda não foi apresentado.
  • Teste de concentração VISMEM-PLAN: Os estímulos exibidos na tela serão iluminados e reproduzirão um som de acordo com uma ordem determinada. À medida que o estímulo está sendo apresentado, o usuário deve prestar muita atenção para ser capaz de repeti-lo na mesma ordem que foi apresentado.
  • Teste de reconhecimento WOM-REST: Três objetos serão exibidos na tela. O usuário deverá memorizar a ordem em que esses objetos aparecem para escolher a ordem correta de quatro opções.
  • Teste de recuperação VISMEM: Serão exibidas umas imagens na tela durante cinco ou seis segundos. Durante esse tempo, o usuário deve tentar lembrar da maior quantidade de informação possível sobre as imagens. Após esse tempo, as imagens desaparecerão e o usuário deve escolher de várias opções a que foi previamente exibida.

Como é possível melhorar a memória visual a curto prazo?

CogniFit proporciona a capacidade para exercitar a memória visual a curto prazo, além de outras habilidades cognitivas, com uma ferramenta profissional desenhada para ser usada por particulares e profissionais.

O programa de treinamento cerebral para a memória visual a curto prazo usa o estudo da neuroplasticidade como base científica. CogniFit oferece uma bateria de exercícios clínicos criados para ajudar a melhorar e reabilitar os problemas com a memória visual a curto prazo e outras funções cognitivas. O cérebro e as suas conexões neurais se tornarão mais fortes à medida que são usados e exercitados. Por isso, treinar com frequência a memória visual a curto prazo ajudará a reabilitar esta e outras habilidades cognitivas. Melhorá-la ajudará a tornar as conexões mais rápidas e eficientes, o que possibilitará a realização das tarefas que requerem uma capacidade de memória visual a curto prazo melhor do que antes.

A equipe de CogniFit está composta por profissionais da área da plasticidade sináptica e da neurogénese, que criaram o programa personalizado de estimulação cognitiva de acordo com as neccesidades de cada usuário. O programa começa com uma avaliação exaustiva da memória visual a curto prazo e outras funções cognitivas essenciais. Com os resultados dessa avaliação inicial, o programa personalizado de estimulação cognitiva oferecerá automaticamente um programa de treinamento para ajudar a treinar as habilidades cognitivas mais deficientes do usuário.

A consistência e um treinamento adequado são essenciais para realizar com sucesso um programa de treinamento de memória visual a curto prazo. CogniFit possui programas de avaliação e reabilitação para ajudar a melhorar essa função cognitiva. Apenas são necessários 15 minutos por dia, de duas a três vezes por semana.

Os jogos e exercícios de treinamento mental de CogniFit estão disponíveis online ou em dispositivos móveis. Existe uma amplia variedade de jogos e atividades interativos que podem ser reproduzidos em um computador, celular ou tablet. Após cada sessão, CogniFit proporcionará um gráfico detalhado com o progresso cognitivo do usuário.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail