Sobre os cookies neste site

Este site usa cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a usar este site sem alterar suas preferências de cookies, consideramos que você está concordando com o uso de cookies. Para mais informações ou para alterar suas preferências de cookies, visite nossa política política de cookies.

Aceitar
Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Bem-vindo à CogniFit!

Confirme que o uso das avaliações e treinamentos é para você. Você criará uma conta pessoal. Este tipo de conta foi especialmente criado para ajudar você a avaliar e treinar suas habilidades cognitivas

Confirme se as avaliações e os programas de treinamento cognitivos serão usados por seus pacientes. Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes, a fim de dar a eles acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit

Confirme que você deseja oferecer treinamento e/ou avaliações cognitivas para seus familiares ou amigos. Você criará uma conta familiar. Esta conta foi criada para fornecer aos membros de sua família acesso a avaliações e treinamentos de CogniFit.

Por favor, confirme que o uso dos treinamentos e avaliações cognitivos é para os participantes do estudo de pesquisa. Você criará uma conta de pesquisa. Esta conta será especialmente desenvolvida para ajudar os pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Confirme se as avaliações e os programas de treinamento cognitivos serão usados por seus alunos.Você vai criar uma conta de gerenciamento de alunos, a fim de dar a eles acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

loading

Para usuários a partir de 16 anos. Crianças menores de 16 anos podem usar CogniFit com um dos progenitores em uma das plataformas para famílias.

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_STUDY-COGNITIVE-ASSESSMENT-INSOMNIA-OLDER_social_picture

CogniFit avalia as diferenças cognitivas entre idosos saudáveis ​​e com insônia

As avaliações de CogniFit são uma ferramenta confiável para detectar o status cognitivo em idosos saudáveis ​​e com insônia.

Esta página é apenas para informação. Não vendemos produtos para tratar doenças. Os produtos de CogniFit para tratar doenças estão atualmente em processo de validação. Para saber mais, visite a plataforma de pesquisa de CogniFit
  • Gerencie facilmente os participantes da pesquisa a partir da plataforma para pesquisadores

  • Avalie e exercite até 23 habilidades cognitivas em seus participantes do estudo

  • Verifique e compare os dados da evolução cognitiva dos participantes do seu estudo.

Começar Agora
loading

Nome original: Chronic Insomnia and Cognitive Functioning Among Older Adults.

Autores: Iris Haimov1, Einat Hanuka1 e Yael Horowitz2.

  • 1. Departamento de Ciência Comportamental, Max Stern Academic College de Emek, Yezreel, Israel.
  • 2. Departamento de Dificuldades de Aprendizagem, University de Haifa, Israel.

Revista: Behavioral Sleep Medicine, 6:32-54,2008.

Referências a este artigo (estilo APA):

  • Haimov, I., Hanuka, E., & Horowitz, Y. (2008). Chronic Insomnia and Cognitive Functioning Among Older Adults. Behavioral Sleep Medicine, 6, 32-54.

Conclusão do estudo

A ferramenta de avaliação cognitiva de CogniFit permite avaliar com precisão as diferenças cognitivas entre idosos saudáveis ​​e pessoas com insônia. Capacidade de memória [t(97)=2,77, p<,007], na integração de tarefas bidimensionais (visual e semântica) [t(97)=2,03, p<,049], no tempo de reação da atenção constante [F(1, 392)=12,35, p<,0001], na estimativa de tempo [t(97)=2,42, p<,017] e no funcionamento executivo [t(96)=2,02, p<,045].

Contexto

Idosos são mais propensos a sofrer insônia (2%-50%). Nesse grupo, embora haja certos fatores que predispõem a esse distúrbio do sono (como aposentadoria, luto, isolamento social ou deficiência), a insônia geralmente ocorre devido a diferentes causas: primária, médica, psiquiátrica e relacionada a drogas. Além disso, há uma alta comorbidade com outros distúrbios. Os idosos tendem a ter ais dificuldades em adormecer, maior ativação durante o sono, alterações nos estágios do sono, mais excitações e menos tempo de sono e descanso.

O envelhecimento está associado ao funcionamento cognitivo deficiente. Isso geralmente afeta as habilidades cognitivas altamente relevantes para a vida cotidiana, como a atenção, inibição e memória. De fato, o domínio de déficits cognitivos graves na população idosa é de 4% a 10%.

A insônia crônica na velhice tem um importante impacto negativo na qualidade de vida e aumenta o risco cardiovascular. Dada a estreita relação entre sono e as habilidades cognitivas, é importante conhecer as relações entre a insônia crônica na velhice e o funcionamento cognitivo em idosos.

Metodologia

Participantes

Um total de 99 idosos independentes (36 homens e 63 mulheres), com 72,3 anos de média participaram do estudo. Os participantes com uma doença médica importante, pessoas que tomavam remédios que afetam o sistema nervoso, tinham um histórico de distúrbios psiquiátricos, demência ou depressão, foram excluídos do estudo.

Para considerar se um participante tinha insônia, foram seguidos os seguintes critérios: (a) levar pelo menos 31 minutos para adormecer , (b) isso tinha que acontecer, no mínimo, 3 noites por semana , (c) durante pelo menos 6 meses . Isso foi avaliado através do Mini-Questionário do Sono e do Questionário de Hábitos do Sono da Technion. Dependendo das respostas, os usuários foram divididos em dois grupos: idosos com insônia (N=35, idade média=73,7, DS=5,7) e idosos sem insônia (N=64, idade média=71,6; DS=5,7).

O status cognitivo de cada participante foi avaliado individualmente usando a ferramenta on-line de avaliação e treinamento cognitivo de CogniFit.

Análise

Para trabalhar com os dados, foi aplicada a análise de variância (ANOVA), com um design misto bidirecional, utilizando o grupo como variável entre fatores e o tempo de reação como variável intra-individual. Uma distribuição t de Student foi aplicada em amostras independentes, a fim de comparar as diferenças entre os participantes com insônia e os saudáveis. Por fim, o teste do qui-quadrado foi utilizado como teste não paramétrico.

Resultados e conclusões

Os dois grupos foram semelhantes em idade, sexo, anos de escolaridade, escore de depressão, estado de saúde física, consumo de pílulas para dormir e conhecimentos de informática. Também não houve diferenças na duração total do sono, embora aconteceram diferenças significativas na eficiência do sono, despertares e tempo que levou para adormecer. Em relação ao estado cognitivo, foram detectadas importantes diferenças entre usuários com insônia e usuários saudáveis na capacidade de memória [t(97)=2,77, p<,007], na integração de tarefas bidimensionais (visuais e semânticas) [t(97)=2,03, p<,049], no tempo de reação à atenção constante [F(1, 392)=12,35, p <,0001], na estimativa de tempo [t(97)=2,42, p <,017] e no funcionamento executivo [t(96)=2,02, p<,045].

Os resultados indicam que a insônia crônica em adultos idosos está associada ao desempenho cognitivo deficiente. De fato, idosos saudáveis ​​tiveram melhor desempenho em quase todos os aspectos cognitivos avaliados do que idosos com insônia. Essa diferença foi notada especialmente na capacidade de memória, na integração de tarefas bidimensionais (visuais e semânticas), no direcionamento da atenção para um objetivo, na estimativa de tempo e no funcionamento executivo (planejamento).

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail