Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

  • Estimulação dos módulos cerebrais usados especificamente para dormir.

  • Ajuda a reduzir os despertares noturnos.

  • Minimiza a quantidade de tempo necessária para adormecer. Experimente grátis!

loading

Programa de estimulação cerebral para ajudar a tratar e combater a insônia.

Como é possível combater a insônia? Os rigorosos estudos científicos provaram que o programa de estimulação cerebral de CogniFit pode ser um tratamento eficaz e não farmacêutico para combater a insônia. Pode minimizar os problemas para dormir e ajuda a superar os transtornos do sono.

O programa foi criado por uma equipe de neurologistas e psicólogos cognitivos que investigam e pesquisam sobre os transtornos do sono, e aplicam os últimos descobrimentos no formato de exercícios cerebrais simples que ajudam a estimular a neuroplasticidade.

Os exercícios podem ser realizados online. Só são necessários 20 minutos, de 2 a 3 vezes por semana, para reduzir eficazmente os transtornos do sono e a insônia.

A dedicada equipe de investigação de CogniFit trabalhou para encontrar uma solução não farmacêutica para combater a insônia e os problemas do sono desde dentro, ensinando o cérebro a ser capaz de controlar a vigilância excessiva que nos impede adormecer.

As causas da insônia estão em nossa mente, e por isso devemos atuar para combater eficazmente os transtornos do sono. No momento, a solução mais comum para a insônia é o uso de comprimidos para dormir, que geralmente causam certos riscos e não tratam o problema desde a raiz. Minimizar seu uso é essencial para melhorar a qualidade de vida em pessoas que têm o transtorno.

Muitos profissionais recomendam CogniFit como uma ferramenta alternativa, inovadora e eficaz para tratar a insônia. Foi comprovado que o programa de estimulação cognitiva melhorou a qualidade e a duração do sono. Isso ocorre porque os exercícios cerebrais de CogniFit ativam as redes de células cerebrais específicas que estão relacionadas com a habilidade de uma pessoa para dormir. Treinar essas potentes habilidades cognitivas ajudará você a adormecer com mais facilidade e a reduzir o número de despertares noturnos. CogniFit pode ser um tratamento eficaz e não farmacêutico para tratar a insônia nas áreas a seguir:

  • Reduz a latência do sono

    : Reduz o tempo necessário para adormecer
  • Melhora a eficácia do sono

    : Reduz os distúrbios do sono, melhorando a qualidade.

A eficácia dos exercícios de treinamento cerebrail de CogniFit para combater a insônia foi cientificamente validada e testada em hospitais, universidades e populações do mundo.

Tecnologia CogniFit

Validada clinicamente

Exercícios: Como tratar a insônia?

Insônia: avaliação personalizada 1

Avaliação personalizada e diagnóstico, detecção automática do grau de disfunção.

Nossos planos de tratamento para a insônia2

Melhora as habilidades cerebrais mais deterioradas.

Solução não farmacêutica para combater a insônia 3

Fortalece as áreas específicas relacionadas à insônia.

Tratamento para a insônia

CogniFit é muito fácil de usar. Tudo o que você precisa fazer é se registrar para receber um tratamento personalizado. Através de simples exercícios cerebrais, realizamos uma avaliação da saúde cognitiva do usuário. O programa usa o feedback da avaliação e, através de algoritmos adaptativos, é personalizado de acordo com as necessidades específicas de cada pessoa. Experimente!

Por que o programa de estimulação cerebral de CogniFit pode ser um tratamento eficaz para tratar a insônia?

Vários estudos mostraram os efeitos benéficos do tratamento de estimulação cognitiva para tratar a isônia. Estimular determinadas áreas cerebrais vai ajudar a modificar a estrutura do sono que combate a insônia.

As informações mais atuais concluem que as pessoas que sofrem de insônia têm o mesmo padrão de déficits cognitivos. Os exercícios de treinamento cerebral de CogniFit para tratar a insônia foram desenhados especificamente para a reabilitação cognitiva das habilidades mais vulneráveis. Aqui vamos abordar como tratar os padrões da insônia:

  • Exploração visual e memória operacional

    : Melhorar essa habilidade cognitiva Associados com o aumento da facilidade para dormir. Reduz o tempo necessário para adormecer.
  • Nomeação

    : Associado com o número reduzido de despertares que ocorrem depois de adormecer. É a chave para dormir durante a noite.
  • Inibição

    : Está associada com o aumento da duração do sono, ajudando a dormir durante mais tempo.

Tratamento para a insônia

Validação científica: Estudos que apoiam a eficácia do treinamento cognitivo para tratar a insônia

corporativelanding_InsomnioAdultos_e_40

O programa personalizado de CogniFit ajuda a melhorar a qualidade do sono (latência do sono+eficácia do sono) em adultos que sofrem de insônia. Veja o estudo completo

corporativelanding_InsomnioAdultos_e_41

Os adultos com insônia apresentam um padrão de deterioração cognitiva em áreas muito específicas. Algumas delas são: Grau de atenção, tempo de resposta e accesibilidade às informações na área semântica da memória (nomeação). Veja o estudo completo

corporativelanding_InsomnioAdultos_e_42

A avaliação das habilidades cognitivas através de CogniFit permite detectar os efeitos prejudiciais da insônia em determinadas funções cognitivas. Veja o estudo completo.

O que é a insônia?

A insônia é um transtorno do sono muito comum, que afecta uma grande parte da população . As pessoas mais propensas a ser afetadas são os idosos, as mulheres e pessoas com problemas psicológicos como a depressão, estresse ou ansiedade. Porém, mais do 50% da população experimenta algum dos sintomas da insônia em algum momento da sua vida.

O que é a insônia? A definição de insônia é literalmente "falta de sono na hora de dormir", que consiste em problemas para adormecer e, mesmo que pode ocorrer de diferentes maneiras, é geralmente caracterizada pelos elementos a seguir:

  • Dificuldade para dormir ou adormecer

    . Demora de mais de 30 minutos para adormecer.
  • Problemas para manter o sono durante a noite.

    Experienciar despertares noturnos que demoram mais de 30 minutos.
  • Sono fragmentado

  • Despertares precoces.

    Causando um tempo de sono insuficiente (menos de 6 horas de sono).
  • Recuperação do sono reduzida depois de poucos períodos de sono.

  • Diminuição progressiva do ruído necessário para acordar.

    Sono muito leve.

Se esses sintomas acontecem ocasionalmente, de três semanas a um mês, seria um caso de insônia ocasional ou transitória. Porém, se os sintomas persistem durante um tempo, é um casi de insônia crônica.

A insônia tem efeitos muito negativos para nossa saúde e desempenho mental. A falta de sono ou insônia tem consequências claras durante o dia, dormir pouco ou mal causa fraqueza, sonolência, mudanças de humor, irritabilidade, etc...

A detecção precoce desses sintomas é essencial para receber o tratamento correto. É importante ser proativo para ajudar a minimizar os possíveis efeitos negativos do transtorno. Vários profissionais recomendam experimentar o programa de estimulação cerebral de CognFit, um tratamento validado cientificamente que não requer o uso de pílulas para dormir.

De acordo com as estatísticas, os problemas relacionados à insônia afetam uma grande parte da população:

Por que precisamos dormir?

Dormir é uma das necessidades humanas básicas. Precisamos dormir porque o sono regenera o cérebro, limpa a memória de curto prazo e processa os conhecimentos adquiridos durante o dia para que possam ser armazenados. Para manter o cérebro atento e funcionando adequadameneo durante 16 horas, é necessário dormir entre 6 e 8 horas (dependendo das características individuais).

Vários estudos focaram como o sono está involvido na aprendizagem, precisamos dormir porque à medida que descansamos, nosso cérebro consolida e fortalece novos conceitos elembranças.

Se não dormimos o suficiente ou adequadamente, nossas funções mentais são afetadas: atuamos mais lentos, temos pouca energia e teremos problemas para atuar fisicamente e intelectualmente. Uma noite sem dormir reduz cerca de 40% da habilidade para assimilar conhecimentos. Por isso, se não descansamos adequadamente, isso causará importantes perdas de memória.

Porquê precisamos dormir?

Quando o cérebro está descansado, a produção de hormônios é equilibrada. Isso ajuda a aumentar os níveis de criatividade e imaginação, nossa capacidade para resolver problemas e nos protege de infecções, pois o sistema imunológico também se regenera quando dormimos.

Consequências da insônia

Os efeitos da insônia duram as 24 horas do dia. Como já é sabido por muita gente que sofre de insônia, a falta de sono pode ser torturosa e afetar a qualidade de vida. A perda de sono tem consequências negativas no corpo, no funcionamento cerebral e no rendimento cotidianos. Além disso, essas consequências são visíveis para a pessoa que sofre o transtorno e para os que estão por perto. Por isso, afeta profundamente nossa vida cotidiana. A falta de sono causa alterações no corpo. Os primeiros efeitos são médios, continuam a piorar e podem finalmente se tornar um transtorno grave. É importante ficar atentos e atuar nos primeiros sintomas. Na atualidade existem tratamentos não farmacológicos para combater a insônia, muito eficazes, que podem ajudar a reduzir as consequências do transtorno abordando a origem do problema.

Consequências da insônia

As principais consequências da insônia:

  • Perda da capacidade de memória

  • Diminuição da percepção
  • Menor capacidade para reagir aos estímulos
  • Perda de concentração
  • Resposta motora lenta, coordenação reduzida
  • Dificuldades para tomar boas decisões
  • Reflexos lentos
  • Demora para processar informações
  • Mudanças de humor severas
  • Sonolência, cansaço e fraqueza durante o dia
  • Incapacidade para sentir entusiasmo e alegria
  • Menos alerta e incapacidade para resolver problemas eficazmente
  • Redução da criatividade
  • Redução na fluidez da fala
  • Problemas para encontrar as palavras corretas para se expressar
  • Irritabilidade
  • Incapacidade para estar ativo durante o dia
  • Fraqueza dos músculos e dor
  • A visão pode ser turva se os olhos estão cansados
  • Estresse e altos níveis de estresse

Tipos de insônia

Tipos de insônia baseados na causa:

  • Insônia primaria

    : Caso em que não se pode identificar claramente a causa do transtorno porque não está associada com outras patologias. Pode estar relacionada a determinadas características pessoais ou estilos de vida.
  • Insônia secundária

    : Este tipo de insônia não tem uma causa identificável. Acontece como resultado de outras doenças ou problemas: um transtorno mental, uso de substâncias ou medicamentos (cafeína, álcool...), a presença de problemas ambientais (ruído, luz, alta ou baixa temperatura...) ou estresse (problemas familiares, laborais, dificuldades econômicas, mudanças de programação …). Para tratar a insômnia secundária é essencial atuar na causa inicial, a origem da insônia. Mas às vezes mesmo que a causa inicial seja resolvida, a pessoa entrou em um ciclo de ansiedade do sono e medo de não ser capaz de dormir, que piora a situação. O pensamento doloroso de não dormir ativa o cérebro e reduz as opções do sono. As pessoas que passam várias noites sem dormir adequadamente, mas que não se preocupam muito com o assunto, provavelmente nunca vão desenvolver uma insônia de tipo crônico. Em vez disso, a pessoa que dorme mal durante várias noites consecutivas e se preocupa excessivamente com passar outra noite sem dormir, pode entrar em um círculo vicioso que muitas vezes se torna difícil para sair. Esses casos geralmente ocorrem em pessoas exigentes e perfeccionistas, que estão acostumadas a ter tudo sob controle, e as que são propensas a se preocupar.

Tipos da insônia

Tipos de insônia dependendo da duração

  • Insônia transitória:

    Esses casos duram geralmente menos de um mês. Pode ser causada por vários fatores. Por exemplo, uma alteração na quantidade ou lugar de dormida, estresse situacional, novos turnos no trabalho, viagens longas ou jet lag, substâncias como drogas, álcool, cafeína …
  • Insônia aguda ou de curto prazo

    : Pode durar entre uma e duas semanas e ocorrer devido a vários fatores, tais como níveis de estresse, ansiedade, distúrbio emocional, dor física, etc.
  • Insônia crônica

    : Esse tipo de insônia não ocorre durante a noite. É quase sempre antecedida por fases de insônia de curto prazo. Pode ser causada por transtornos crônicos físicos ou psiquiátricos e dura quatro semanas ou mais. É o tipo mais sério de insônia.

Tipos de insônia dependendo da duração

Tipos de insônia dependendo do momento da noite quando ocorrem:

  • Insônia inicial ou de conciliação

    : Problemas para adormecer em menos de 30 minutos. Ocorre geralmente em pessoas jovens e as causas mais comuns são transtornos psiquiátricos, tais como a ansiedade, o abuso de substâncias ou problemas médicos.
  • Insônia de conservação

    : Dificuldade para manter o sono durante toda a noite. Os despertares geralmente duram mais de 30 minutos ou as frequentes interrupções do sono evitam um descanso tranquilo. Este tipo de insônia geralmente ocorre em casos de problemas médicos ou psicológicos vinculados ao envelhecimento. À medida que envelhecemos, nossa estrutura do sono muda, fazendo as pessoas acordarem mais cedo e ter problemas para adormecer. Isto está muitas vezes vinculado à perda de determinadas habilidades cognitivas.
  • Insônia do tipo de acordar cedo

    : Ocorre quando o acordar final acontece mais cedo do habitual, reduzindo de forma significativa a quantidade de descanso

Tipos de insônia dependendo do momento da noite quando acontece

Causas da insônia

Existem muitos motivos que causam a insônia. Apresentamos aqui os mais comuns:

  • Causas fisiológicas e externas:

    Dominadas amplamente pelo estilo de vida e fatores ambientais. A qualidade do sono depende muito dos hábitos de rotinas desenvolvidos para dormir. Dormir cada dia em um horário diferente e ter um estilo de vida insalubre (consumir substâncias que faz você ficar acordado, como álcool ou outras drogas...), a falta de exercício, jantares pesados e digestões difíceis, etc. podem fazer você dormir mal e sofrer de insônia.
  • Causas médicas:

    Existem algumas causas médicas que podem precipitar a insônia. Dores, doenças que dificultam a respiração, transtornos urológicos, gravidez e menopausa, doenças endocrinas, doenças do metabolismo, doenças neurológicas, infecções, dores de cabeça, etc.
  • Causas fisiológicas:

    Sentimentos, emoções e pensamentos estimulam o cérebro, pois o estresse ou outros motivos pessoais podem produzir a insônia.
  • Causas psiquiátricas:

    Depressão, ansiedade, anorexia nervosa...
  • Causas fisiológicas:

    As causas do envelhecimento altera nossas habilidades cogitivas e redes neurais, mudando a estrutura do sono. Por isso, à medida que envelhecemos, dormimos menos e não tão bem.
  • Causas produzidas pelo consumo de drogas:

    drogas, hormônios, estimulantes, esteroides, antidepressivos....

Causas da insônia

Tratamento e soluções para combater a insônia

Que podemos fazer para tratar e curar a insônia? Se experimentarmos algum tipo de problema para dormir, é importante detectar qual é a causa principal do transtorno. Isso significa que devemos analisar nossos hábitos e corregi-los se existe um fator que pode ser melhorado. Também é importante tentar modificar os pensamentos negativos, pois eles so fazem ativar a mente, que agrava ainda mais o problema.

Tratamento e soluções para combater a insônia: Ideias para a sua rotina.

  • Estabelecer um horário para dormir e acordar:

    Muitas vezes as pessoas com insônia tendem a estar acordadas até tarde e dormir de manhã. Tente manter um horário regular e seja consistente. Se a pessoa não está acostumada a isso, pode resultar difícil no início, mas se queremos combater a insônia temos que tentar manter um horário regular para dormir.
  • Elimine as sestas:

    Não durma durante o dia, pois isso poderia agravar a insônia de noite.
  • Seja ativo:

    É recomendado fazer exercício, o corpo ficará mais cansado e isso incentivará o sono. Porém, evite fazer exercício de noite, pois o excesso de estimulação pode ativar o cérebro.
  • Janta leve

    : Não é recomendado comer muito de noite porque pode complicar a digestão e portanto o sono. Também é importante não se deitar com fome. Por isso, devemos encontrar um ponto intermédio.
  • Evite bebidas com açúcar ou cafeína

    : Evite beber café, chá, álcool ou bebidas energéticas. Se for o caso, evite bebê-las de tarde.
  • Não realize atividades estressantes antes de se deitar:

    Isso pode causar um cérebro hiperativo.
  • Faça atividades relaxantes

    : Meditação, métodos de relaxação, tomar um banho quente, ouvir música suave, etc. Qualquer atividade que faz você se sentir bem e relaxado.
  • Não use o celular, computador ou tablet durante pelo menos uma hora antes de se deitar

    : Vários estudos mostraram que as luzes que esses dispositivos emitem interrompe o ritmo circadiano, dificultando o sono e reduzindo a fase de sono REM.
  • Não use a cama para comer, assistir televisão ou ler

    : Associe a cama com o sono e o relaxamento.
  • Se deite apenas quando sentir sonolência

    : Se você se deitar sem sentir sono, provavelmente não consiga dormir, e isso causará um sentimento de frustração.
  • Se levante se não consegue dormir

    : Evite se contrariar. Se não conseguir dormir depois de 10 ou 15 minutos, levante-se e faça outra coisa .
  • Não olhe o relógio durante a noite

    : Se estiver tentando dormir e tiver dificuldade, ver a hora causará mais frustração.
  • Exercite o cérebro

    : Estimulando as habilidades cognitivas associadas à arquitetura do sono para ajudar a combater a insônia com eficácia. É um tratamento sem remédios inovador, com múltiplos benefícios para a saúde mental.
  • Se o problema continuar, consulte um profissional

    : Nunca tome pílulas para dormir sem conversar com seu médico.

Tratamento e recursos para tratar a insônia

Referências

Haimov I, Shatil E (2013) Cognitive Training Improves Sleep Quality and Cognitive Function among Older Adults with Insomnia. PLoS ONE 8(4): e61390. doi:10.1371/journal.pone.0061390

Shatil E, Metzer A, Horvitz O, Miller A. - Home-based personalized cognitive training in MS patients: A study of adherence and cognitive performance - NeuroRehabilitation 2010; 26:143-53.

Peretz C, Korczyn AD, Shatil E, Aharonson V, Birnboim S, Giladi N. - Computer-Based, Personalized Cognitive Training versus Classical Computer Games: A Randomized Double-Blind Prospective Trial of Cognitive Stimulation - Neuroepidemiology 2011; 36:91-9.

Shatil E (2013). Does combined cognitive training and physical activity training enhance cognitive abilities more than either alone? A four-condition randomized controlled trial among healthy older adults. Front. Aging Neurosci. 5:8. doi: 10.3389/fnagi.2013.00008

Thompson HJ, Demiris G, Rue T, Shatil E, Wilamowska K, Zaslavsky O, Reeder B. - Telemedicine Journal and E-health Date and Volume: 2011 Dec;17(10):794-800. Epub 2011 Oct 19.

Preiss M, Shatil E, Cermakova R, Cimermannova D, Flesher I (2013) Personalized cognitive training in unipolar and bipolar disorder: a study of cognitive functioning. Frontiers in Human Neuroscience doi: 10.3389/fnhum.2013.00108.

Cricco M1, Simonsick EM, Foley DJ. (2001) The impact of insomnia on cognitive functioning in older adults. J Am Geriatr Soc. 2001 Sep;49(9):1185-9.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail