Sobre os cookies neste site

Este site usa cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a usar este site sem alterar suas preferências de cookies, consideramos que você está concordando com o uso de cookies. Para mais informações ou para alterar suas preferências de cookies, visite nossa política política de cookies.

Aceitar
Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Bem-vindo à CogniFit!

Confirme que o uso das avaliações e treinamentos é para você. Você criará uma conta pessoal. Este tipo de conta foi especialmente criado para ajudar você a avaliar e treinar suas habilidades cognitivas

Confirme se as avaliações e os programas de treinamento cognitivos serão usados por seus pacientes. Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes, a fim de dar a eles acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit

Confirme que você deseja oferecer treinamento e/ou avaliações cognitivas para seus familiares ou amigos. Você criará uma conta familiar. Esta conta foi criada para fornecer aos membros de sua família acesso a avaliações e treinamentos de CogniFit.

Por favor, confirme que o uso dos treinamentos e avaliações cognitivos é para os participantes do estudo de pesquisa. Você criará uma conta de pesquisa. Esta conta será especialmente desenvolvida para ajudar os pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Confirme se as avaliações e os programas de treinamento cognitivos serão usados por seus alunos.Você vai criar uma conta de gerenciamento de alunos, a fim de dar a eles acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

loading

Para usuários a partir de 16 anos. Crianças menores de 16 anos podem usar CogniFit com um dos progenitores em uma das plataformas para famílias.

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_STUDY-COGNITIVE-REMEDIATION-DEPRESSION-BIPOLAR_social_picture

CogniFit reduziu a depressão e melhorou a função cognitiva em adultos

Publicação científica sobre redução da depressão no transtorno bipolar e depressivo

Esta página é apenas para informação. Não vendemos produtos para tratar doenças. Os produtos de CogniFit para tratar doenças estão atualmente em processo de validação. Para saber mais, visite a plataforma de pesquisa de CogniFit
  • Gerenciar convenientemente pacientes da plataforma dos pesquisadores

  • Avaliar e treinar até 23 habilidades cognitivas para os participantes do estudo

  • Verificar e comparar o desenvolvimento cognitivo dos participantes para os dados do seu estudo

Começar Agora
loading

Nome original: Personalized Cognitive Training in Unipolar and Bipolar Disorder: A Study of Cognitive Functioning

Autores: Marek Preiss1,2, Evelyn Shatil3,4, Radka Čermáková2, Dominika Cimermanová5 e Ilana Ram4.

  • 1. Departamento de Psicologia, Universidade de Nova York em Praga, Praga, República Tcheca.
  • 2. Departamento de Psicologia, Prague Psychiatric Center, Praga, República Tcheca.
  • 3. Departamento de Psicologia, Centre for Psychobiological Research, Max Stern Acadmic College of Emek Yezreel, Emek Yezreel, Israel
  • 4. CogniFit Ltd, Yokneam Ilit, Israel.
  • 5. Filozofická Fakulta Univerzity Karlovy v Praze, Praga, República Tcheca.

Publicação: Frontiers in Human Neuroscience (2013), vol. 7: 1-10.

Rferências a este artigo (estilo APA):

  • Preiss, M., Shatil, E., Čermáková, R., Cimermanová, D. and Ram, I. (2013). Personalized Cognitive Training in Unipolar and Bipolar Disorder: A Study of Cognitive Functioning. Frontiers in Human Neuroscience, 7, pp.1-10.

Conclusão do estudo

O treinamento cognitivo personalizado de CogniFit demonstrou ter sucesso na redução da depressão e na melhoria da função cognitiva em pessoas com depressão e transtorno bipolar através de um tratamento de 8 semanas, 3 dias não consecutivos por semana, com 20 minutos de treinamento por dia. Índice de depressão: BDI de 14,27±12,43 a 8,33±9,44 (t=2.806, Sig.=.014), CFQ de 60,87±15,26 a 53,33±13,58 (t=3.697, Sig.=.002), teste DEX de 39,53±11,21 a 34,20±9,94 (t=2.411, Sig.=.03), EMQ de 66,00±27,74 a 50,20±20,10 (t=2.639, Sig.=.019). Habilidades cognitivas: funções executivas de -.46±1,06 a .17±.43 (t=-3.43, Sig.=.004).

Resumo do estudo

Tanto as pessoas que sofrem de depressão, quanto as pessoas com transtorno bipolar na fase depressiva, geralmente mostram sofrimento psicológico e déficits cognitivos, afetando especialmente as funções executivas. Esses sintomas têm um impacto negativo na qualidade de vida dos pacientes. Através do treinamento cognitivo personalizado é possível reduzir a magnitude das alterações psicológicas, melhorar o desempenho das atividades diárias e o estado das funções cognitivas.

Os participantes foram divididos em dois grupos: aqueles que foram submetidos a treinamento cognitivo personalizado com CogniFit por 8 semanas, 3 dias por semana, por 20 minutos a cada dia (grupo experimental) e aqueles que simplesmente receberam tratamento comum (grupo de controle). Os participantes receberam uma série de questionários e testes neurocognitivos antes (pré) e após o treinamento (post).

Depois de comparar a diferença nos resultados entre a pré-avaliação e a "post" avaliação em ambos os grupos ("comparação entre grupos"), observou-se que o nível de depressão no grupo experimental diminuiu significativamente. Além disso, esse mesmo grupo também melhorou algumas de suas capacidades cognitivas, como a alteração, a atenção dividida ou o controle cognitivo. Com base nos dados de cada grupo ("comparação entre grupos"), verificou-se que os participantes do grupo experimental se queixaram de menos incapacidades cognitivas, menos problemas relacionados com funções executivas e menos erros nas tarefas cotidianas. Em contraste, os participantes do grupo de controle apenas melhoraram suas deficiências cognitivas na memória operacional .

Contexto

Pessoas com transtornos depressivos tendem a apresentar dificuldades principalmente em três áreas cognitivas: atenção, memória e funções executivas Pessoas com depressão (transtorno depressivo unipolar ou depressão unipolar) ou transtorno bipolar geralmente apresentam esses déficits, que estão começando a ser considerados sintomas nucleares da depressão, e tanto os sintomas quanto o comprometimento cognitivo podem ter um impacto muito negativo no dia a dia das pessoas com esses transtornos de humor.

Cada vez mais estudos defendem o uso do treinamento neurocognitivo em pacientes com vários distúrbios, como depressão ou esquizofrenia. As terapias propostas por esses estudos são uma extensão da Terapia Cognitivo-Comportamental ou terapias de depressão que incluem funções executivas e treinamento de atenção. A capacidade de generalizar essas melhorias para novas tarefas ainda não está clara, mas os estudos indicam que as melhorias no status cognitivo podem ser úteis para realizar novas tarefas. Para este treinamento cognitivo foi usado CogniFit, uma ferramenta de treinamento e avaliação cognitiva, já que possui uma série de características que a tornam ideal para este tipo de estudos e tratamentos:

  • Emprega uma avaliação cognitiva prévia para direcionar o treinamento automaticamente às necessidades iniciais do indivíduo.
  • Adapta o nível de dificuldade constantemente durante o treinamento cognitivo através de um sistema interativo.
  • Fornece feedback visual e por escrito depois de cada sessão de treinamento , para que você possa acompanhar o progresso das pessoas.
  • É cientificamente preciso pela sua eficácia, especificidade, fiabilidade e validade.

Metodologia

Seleção e design

Para conduzir o estudo, os pacientes ambulatoriais que frequentavam o Psychiatric Center of the Prague Clinic por muito tempo foram escolhidos. Todos eles cumpriram com os critérios para a CID-10 de transtorno depressivo unipolar (depressão) ou transtorno depressivo bipolar, falavam tcheco, eram capazes de usar seu computador pessoal e mostraram interesse no estudo. Pessoas com qualquer distúrbio neurológico ou dependência de álcool ou drogas foram excluídas do estudo.

Um grupo (experimental ou de controle) foi designado para cada participante, equilibrando a proporção de pacientes de acordo com o diagnóstico deles (depressão ou transtorno bipolar) e seguindo uma equivalência de sexo e idade. O grupo de controle recebeu o tratamento usual, enquanto o grupo experimental recebeu treinamento cognitivo, além do tratamento usual.

Primeiro, o desempenho de cada participante na vida diária e o estado neurocognitivo foram avaliados antes do início do tratamento. Depois de 8 semanas de tratamento, essas variáveis ​​foram reavaliadas. O estudo foi realizado no Prague Psychiatric Center e o protocolo foi aprovado pelo comitê de ética.

Tratamento convencional

O tratamento convencional foi aplicado tanto no grupo experimental quanto no de controle. Portanto, este foi o único tratamento recebido pelo grupo controle. A terapia consistiu em visitas regulares ao psiquiatra, medicamentos prescritos, terapia individual ou em grupo e acesso a assistentes sociais.

Principais resultados avaliados

Para avaliar de forma confiável os resultados do treinamento cognitivo de CogniFit, diferentes questionários sobre o estado emocional e cognitivo foram administrados.

  • Questionário de falhas cognitivas (CFQ).
  • Questionário Disexecutivo (DEX).
  • Questionário de memória da vida diária (EMQ).
  • Escala Schwartz de Resultados-10 (SOS).
  • Questionário subjetivo de qualidade de vida
  • Inventário de Depressão de Beck-II (BDI-II).

Outras medidas

Seis medidas diferentes de controle executivo foram consideradas a partir das avaliações de CogniFit: Memória operacional, flexibilidade cognitiva, inibição, monitoramento da coordenação visual-motora, atenção dividida e memória auditiva.

Análise estatística

Através do SPSS 17, modelos lineares gerais para medidas repetidas foram desenvolvidos para avaliar as diferenças entre os grupos nas oito variáveis ​​de autorrelato e nas sete variáveis ​​de controle executivo. Modelos separados foram usados ​​para cada variável. As variáveis ​​independentes foram os grupos (experimental e de controle) e o tempo da avaliação (pré ou post). Por outro lado, as variáveis ​​dependentes foram as ​​de autorrelato ou controle executivo. Testes T para amostras pareadas, coeficiente de correlação de Pearson, análise de regressão hierárquica e testes t para amostras independentes foram aplicados para avaliar todas as mudanças.

Resultados e conclusões

Os resultados do estudo indicaram que os participantes que realizaram o treinamento cognitivo (grupo experimental) mostraram uma redução significativa dos sintomas subjetivos de depressão e sintomas de desexecução (ao ponto em que os entes queridos dos pacientes também notaram a mudança). É preciso considerar que esses pacientes foram altamente motivados e não sofriam de depressão profunda, o que pode ajudar a obter esses resultados.

Em resumo, é possível dizer que o treinamento cognitivo de CogniFit pode melhorar os sintomas de depressão e os sintomas de desexecução em pessoas com depressão ou transtorno bipolar. Isso tem implicações importantes no tratamento desses e de outros transtornos de humor. O treinamento cognitivo de CogniFit como uma terapia complementar poderia ajudar a reduzir vários sintomas desses distúrbios, ajudando a melhorar a qualidade de vida.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail