Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_velocidad-procesamiento_social_picture
  • Acesse a bateria de avaliação completa para medir a velocidade de processamento e outras habilidades cognitivas

  • Identifica e analisa a presença de alterações ou déficits

  • Estimula e melhora sua velocidade de processamento e outras funções com exercícios clínicos

loading

O que é a velocidade de processamento?

A velocidade de processamento é um dos elementos principais de um processo cognitivo e, por isso, é uma das habilidades mais importantes para a aprendizagem, o rendimento escolar, o desenvolvimento intelectual, o raciocínio e a experiência.

A velocidade de processamento é uma habilidade cognitiva que poderia ser definida como o tempo que uma pessoa demora para realizar uma tarefa mental. Esta relacionada à velocidade que uma pessoa entende e reage a uma informação recebida, seja visual (letras e números), auditiva (linguagem) ou um movimento. Em outras palavras, a velocidade de processamento é o tempo que existe entre o recebimento e a resposta a um estímulo.

Uma velocidade de processamento lenta ou deficitária não está relacionada à inteligência, indicando que uma não vai antecipar necessariamente a outra. Possuir uma velocidade de processamento lenta significa que algumas tarefas determinadas serão mais difíceis que outras, como ler, fazer cálculos matemáticos, ouvir e escrever anotações ou manter uma conversação. Também pode interferir nas funções executivas, pois uma pessoa que tem uma velocidade de processamento lenta terá mais dificuldade para planejar, estabelecer objetivos, tomar decisões, iniciar tarefas, prestar atenção, etc.

A velocidade de processamento implica uma grande capacidade de realizar tarefas simples ou aprendidas previamente. Isso faz alusão à habilidade para processar informações facilmente, processando ela de forma mais rápida e não consciente. Quanto mais elevada seja a velocidade de processamento, mais eficiente será sua capacidade de pensamento e aprendizagem.

A velocidade de processamento é o tempo decorrido desde quando a informação é recebida até ser entendida e respondida.

Exemplos de velocidade de processamento cognitiva

A velocidade de processamento poderia ser usada em exercícios durante o reconhecimento de simples padrões visuais , tarefas visuais de exploração, realização de testes que exigem tomar uma decisão, fazer cálculos matemáticos básicos, manipular números ou fazer exercícios de raciocínio sob pressão.

Alguns exemplos que podem ser identificados com a velocidade de processamento lenta são: Você demora uma hora para realizar uma tarefa que outros fazem em 30 minutos? Você tem dificuldade para seguir instruções ou planejar uma atividade específica, especialmente quando não tem muito tempo para concluir ela? Seus resultados obtidos nas provas são ruins mesmo quando você sabe a matéria?

Transtornos e patologias relacionados à velocidade de processamento lenta

Uma velocidade de processamento lenta não é um problema estruturalmente relacionado à inteligência, a pesar de que afecta cada fase da aprendizagem. Quando falamos de velocidade de processamento lenta, devemos considerar que ela pode contribuir à criação de alguns dos transtornos da aprendizagem, como o TDAH, dyslexia, a discalculia ou um transtorno do processamento auditivo.

Isso pode afetar a tarefas como planejar um objetivo, resolver um problema ou a perseverança em objetivos pessoais.

A velocidade de processamento também está relacionada às doenças do espectro do autismo. Outras patologias como as demâncias ou a esquizofrenia também podem causar uma velocidade de processamento lenta.

Como é possível detectar os déficits na velocidade de processamento cognitiva?

Com a avaliação neuropsicológica completa, você será capaz de reunir eficazmente resultados fiáveis sobre a velocidade de processamento cognitiva do usuário.

CogniFit tem a capacidade de medir com precisão o nível cognitivo geral do usuário, com nossa bateria de avalição cognitiva especializada (CAB), composta por uma série de testes cognitivos desenhados para avaliar a velocidade de processamento.

Para avaliar a velocidade de processamento, usamos o teste para medir ela, baseado no clássico teste Conners (CPT) e no teste de dígitos diretos e indiretos da Escala de Memória Weschler (WMS).

O teste de velocidade de processamento foi desenhado para avaliar automaticamente a velocidade de processamento. Ele pressupõe que quanto melhor seja a velocidade de processamento de uma pessoa, mais eficientemente ela vai aprender novas informações. O processo consiste em receber e entender uma informação, gerando uma resposta. Se os resultados são deficitários nessa área, a habilidade da pessoa para tomar decisões, realizar funções executivas e obedecer instruções será significantemente afetada.

Além da velocidade de processamento, essas tarefas também realizam uma análise exaustiva das outras habilidades cognitivas estreitamente ligadas à velocidade de processamento, como a memória operacional ou a memória visual de curto prazo.

É possível melhorar a velocidade de processamento cognitiva?

Absolutamente. Tal como aconcete com outras habilidades cognitivas, você pode treinar, aprender e melhorar a velocidade de processamento e CogniFit ajuda você a conseguir tudo isso. A base da melhora da velocidade de processamento é desenvolver estratégias metacognitivas.

A principal questão para melhorar a velocidade de processamento está baseada na criação de conexões mais sólidas no cérebro, que permitem os sinais ser transmitidos mais rapidamente um ao outro. Embora a maioria desses tipos de conexões são criadas durante a infância, através da prática e do treinamento, você pode manter e inclusive melhorar sua velocidade de processamento cerebral.

Graças à plasticidade cerebral, o cérebro pode alterar sua estrutura e funcionamento. A plasticidade cerebral nos permite criar novas conexões neurais e aumentar a quantidade de circuitos neurais, melhorando a funcionalidade.

Se a neurociência e o estudo da plasticidade cerebral nos ensinaram alguma coisa, é que quantos mais circuitos neurais são usados, mais fortes se tornarão, que é aplicável à velocidade de processamento.

CogniFit ajudará você a realizar uma avaliação neurocognitiva completa que analisará sua velocidade de processamento e, de acordo com os resultados, proporcionará um conjunto completo de exercícios cognitivos personalizados para melhorar sua velocidade de processamento cognitiva

A avaliação neuropsicológica completa e o programa de estimulação de CogniFit foi desenhado por uma equipe de neurologistas e psicólogos cognitivos que estudam os processos da plasticidade sináptica e da neurogênese. São necessários apenas 15 minutos ao dia, de 2 a 3 vezes por semana, para estimular suas habilidades e processos cognitivos.

O programa está disponível online. Os diferentes exercícios interativos são apresentados no formato de divertidos jogos cerebrais que podem ser praticados no computador ou tablet. Após cada sessão, CogniFit vai fornecer um gráfico detalhado com seu progresso.

Foi provado que os exercícios clínicos online de CogniFit ajudam a criar novas sinapses e circuitos neurais, que possibilitam a reorganização e a recuperação de funções das áreas cognitivas mais deterioradas.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail