Sobre os cookies neste site

Este site usa cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a usar este site sem alterar suas preferências de cookies, consideramos que você está concordando com o uso de cookies. Para mais informações ou para alterar suas preferências de cookies, visite nossa política política de cookies.

Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Bem-vindo à CogniFit! Bem-vindo(a) à plataforma de pesquisa de CogniFit! CogniFit Healthcare CogniFit Employee Wellbeing

Cadastre seu e-mail abaixo para começar a cuidar do seu cérebro.

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Você vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente projetada para ajudar pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Você vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi projetada para dar aos seus alunos acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta familiar. Esta conta foi projetada para dar aos membros de sua família acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de gerenciamento da empresa. Esta conta foi criada para dar aos seus funcionários acesso às avaliações e treinamentos da CogniFit.

Você vai criar uma conta pessoal. Este tipo de conta foi especialmente projetada para ajudar você a avaliar e treinar suas habilidades cognitivas.

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Você vai criar uma conta familiar. Esta conta foi projetada para dar aos membros de sua família acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente projetada para ajudar pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Você vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi projetada para dar aos seus alunos acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

loading

Para usuários a partir de 16 anos. Crianças menores de 16 anos podem usar CogniFit com um dos progenitores em uma das plataformas para famílias.

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

Habilidades cognitivas
Consistência interna
Confiabilidade teste-reteste
Reação a mudança
0,726
0,842
Atenção Dividida
0,866
0,85
Campo visual
0,806
0,998
Coordenação Olho-mão
0,779
0,876
Denominação
0,687
0,782
Atenção focada
1
0,905
Exploração Visual
0,862
0,922
Estimativa
0,761
0,986
Inibição
0,661
0,697
Memória fonológica de curto prazo
0,915
0,698
Memória Contextual
0,884
0,775
Memória Visual a Curto Prazo
0,866
0,743
Memória a Curto Prazo
0,853
0,721
Memória de Trabalho
0,85
0,696
Memória não verbal
0,787
0,73
Percepção Espacial
0,611
0,907
Percepção Visual
0,751
0,882
Percepção auditiva
0,652
0,904
Planejamento
0,765
0,826
Reconhecimento
0,864
0,771
Tempo de Resposta
0,873
0,821
Velocidade de Processamento
0,888
0,764
Avaliação Cognitiva para o Estudo da Insônia (CAB-IN)

Análise de confiabilidade da avaliação(Apenas em Inglês)Descarregar

Avaliação Cognitiva para o Estudo da Insônia (CAB-IN)

Avaliação neuropsicológica inovadora de insônia, que permite realizar uma avaliação cognitiva completa e analisar o índice de risco de sofrer este transtorno do sono.

Para quem é?

Este produto não está à venda. Este produto é apenas para fins de pesquisa. Para obter mais informações, confira a Plataforma de pesquisa de CogniFit

Multi-plataforma

Avaliação Cognitiva para o Estudo da Insônia (CAB-IN)

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Você vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi projetada para dar aos seus alunos acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente projetada para ajudar pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

-
+
Número de avaliações*

* As licenças de avaliação podem ser usadas para qualquer tipo de avaliação

 

Descrição da bateria computadorizada para avaliar e detectar sintomas cognitivos de insônia

Descrição da bateria computadorizada para avaliar e detectar sintomas cognitivos de insônia

  • Avalia o índice de risco para a presença de insônia
  • Para crianças de 7 anos ou mais, adolescentes e adultos
  • Leva cerca de 30 a 40 minutos para ser realizada
  • Análise de confiabilidade da avaliação - Apenas em Inglês Descarregar

A Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) é uma ferramenta profissional líder composta de baterias e tarefas para detectar e avaliar com rapidez e precisão a existência de sintomas e problemas nos processos cognitivos afetados pela insônia.

Este inovador teste de insônia on-line é um recurso que permite realizar uma avaliação cognitiva completa para conhecer os pontos cognitivos fortes e fracos, avaliar o índice de risco da presença de insônia e saber quais são as áreas afetadas por esse transtorno do sono. O teste é indicado para crianças a partir de 7 anos, adolescentes, adultos e idosos que podem apresentar fatores de risco para a insônia. Qualquer usuário profissional ou particular pode usar facilmente esta bateria de avaliação neuropsicológica.

Os resultados da avaliação para pacientes com insônia ficam automaticamente disponíveis após a conclusão do teste, que geralmente leva cerca de 30 a 40 minutos.

A identificação da insônia requer um diagnóstico diferencial multidisciplinar e exaustivo, para descartar qualquer sintoma derivado de outro transtorno do sono, distúrbio do humor, doença ou outros problemas.

Os questionários e as escalas de avaliação são as ferramentas mais eficazes para diagnosticar a insônia, mas esses métodos podem não detectar o grau de alteração cognitiva. Para identificar o déficit das habilidades cognitivas afetadas por esse transtorno do sono, é necessário fazer uma avaliação neuropsicológica completa que permita avaliar de forma exaustiva a alteração cognitiva. Observe que CogniFit não oferece diretamente um diagnóstico médico de insônia. Recomendamos usar a Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) como uma ferramenta para complementar um diagnóstico profissional, e nunca para substituí-lo.

Protocolo digitalizado para a avaliação da insônia (CAB-IN)

Protocolo digitalizado para a avaliação da insônia (CAB-IN)

Esta avaliação cognitiva completa para detectar a insônia é composta de um questionário e uma bateria completa de testes neuropsicológicos. A avaliação leva cerca de 30 a 40 minutos.

A criança, adolescente, adulto ou idoso em risco de insônia deve responder ao questionário para avaliar os sintomas clínicos relacionados a esse transtorno, e, em seguida, completar os exercícios e tarefas on-line simples para medir a função cognitiva.

Questionário de critérios de diagnóstico

Uma série de perguntas simples para detectar os principais critérios de diagnóstico (DSM-IV) e sintomas de insônia. Este questionário é uma ferramenta de avaliação adaptada aos principais fatores de insônia.

Fatores neuropsicológicos e perfil cognitivo

A CAB-IN continua com uma bateria de tarefas para avaliar os principais fatores neuropsicológicos identificados na literatura científica em torno desse transtorno. Os resultados são comparados com os de outros usuários da mesma idade e gênero.

Relatório de resultados abrangente

Após concluir o teste de insônia, CogniFit gerará automaticamente um relatório detalhado, no qual você poderá ver o índice de risco de insônia (baixo-moderado-alto), sinais e sintomas de alerta, perfil cognitivo, análise de resultados e recomendações para cada usuário. Os resultados oferecem uma base valiosa para criar estratégias de apoio.

Resultados psicométricos

Resultados psicométricos

A Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) de CogniFit usa algoritmos patenteados e inteligência artificial (IA).

O perfil cognitivo do relatório neuropsicológico tem alta confiabilidade, consistência e estabilidade. A avaliação foi validada através de testes repetidos e processos de medição. Modelos transversais de pesquisa foram usados, como o coeficiente Alpha de Cronbach, obtendo valores em torno de 0,9. Os testes repetidos obtiveram pontuações próximas a 1, indicando uma alta confiabilidade e precisão.

Ver a tabela de validação

Para quem é?

Para quem é?

A Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) pode ser usada por crianças a partir de 7 anos, adolescentes, adultos e idosos que acreditem ter algum fator de risco relacionado a esse distúrbio.

Tanto particulares quanto profissionais podem usar facilmente essa avaliação neuropsicológica para pacientes com insônia. Nenhum conhecimento prévio em neurociência ou informática é necessário para usar esta bateria de avaliação. Ela foi criada para:

Usuários individuais

Conhecer o estado do cérebro, bem como meus pontos fortes ou fracos

A bateria de avaliação cognitiva de CogniFit para a insônia nos permite medir o estado de nossas habilidades cognitivas relacionadas a esse distúrbio e, através de um questionário simples, conferir se nossos sintomas são compatíveis com a insônia.

Profissionais da saúde

Avalia os pacientes com precisão e oferece um relatório completo e detalhado

A bateria de avaliação neuropsicológica da insônia de CogniFit permite aos profissionais da saúde detectar, diagnosticar e criar um tratamento adequado. Detectar sintomas e alterações cognitivos é o primeiro passo para identificar esse transtorno do sono e implementar o tratamento adequado. Este poderoso software permitirá estudar diversas variáveis ​​e oferecer relatórios completamente personalizados.

Famílias e particulares

Identifica se seus entes queridos têm insônia

A Bateria de Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia é um recurso composto de um questionário e tarefas simples que podem ser realizadas on-line. Não é necessário fazer um treinamento especializado para usar esta bateria de avaliação. Ela permite que qualquer pessoa avalie os diferentes sintomas e fatores neuropsicológicos identificados na insônia. O sistema de resultados completo permite identificar o risco de ter este transtorno do sono, bem como os distúrbios cognitivos relacionados a ele, detalhando as diretrizes para cada usuário.

Pesquisadores

Medir as habilidades cognitivas dos participantes do estudo

Com a Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) de CogniFit, podemos medir com facilidade e precisão as habilidades cognitivas envolvidas nesse distúrbio dos participantes de nossa pesquisa científica.

Vantagens

Vantagens

Usar esta ferramenta on-line para detectar com facilidade e precisão os sintomas, pontos fortes e fracos e disfunções nos processos cognitivos afetados pela insônia oferece múltiplos benefícios:

RECURSO LÍDER

A Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) de CogniFit é um recurso profissional criado por especialistas em transtornos do sono. As tarefas cognitivas foram patenteadas. Esta ferramenta líder é utilizada pela comunidade científica, universidades, famílias, associações, fundações e centros médicos em todo o mundo.

FÁCIL DE USAR

Qualquer usuário particular ou profissional (profissional da saúde, família, etc.) pode usar esta bateria neuropsicológica para detectar a insônia, sem treinamento especializado ou conhecimento em sistemas de tecnologia. Seu formato interativo a torna fácil de usar.

INTUITIVO

Todas as tarefas são apresentadas na tela como jogos interativos, aumentando a aprendizagem e a motivação.

RELATÓRIO DE RESULTADOS DETALHADO

A Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) proporciona feedback em tempo real e resultados precisos, criando um sistema para analisar os resultados. O feedback fornece informações em um formato simples, para entender melhor os sintomas, pontos fortes e fracos e índice de risco do usuário.

ANÁLISES E RECOMENDAÇÕES

Este poderoso software analisa milhares de variáveis ​​e oferece recomendações específicas específicas para cada tipo de deterioração e perfil individual.

Quando você deve usar este teste de insônia?

Quando você deve usar este teste de insônia?

Esta bateria de avaliação permite detectar de forma confiável a presença de sintomas e deterioração cognitiva relacionada à insônia em crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Se você acha que alguém pode ter insônia ou algum grau de deterioração cognitiva relacionada ao transtorno, recomendamos usar esta avaliação cognitiva o mais rápido possível. Uma detecção precoce permite iniciar um programa de tratamento apropriado que pode ajudar a atrasar e diminuir a deterioração funcional.

Sem uma detecção precoce e as ferramentas necessárias, pode-se enfrentar mais problemas no trabalho, com amigos ou a família.

A insônia pode causar deterioração generalizada e dificuldades acadêmicas, profissionais e de desenvolvimento social. Isso pode ser dividido nas seguintes áreas:

V2_ASSESS_test_insomnio_CASES_SUBTIPOS
Sintomas mais representativos
Descrição
V2_ASSESS_test_insomnio_CASES_SINT_1
Higiene do sono
Sintomas da insônia
Sintomas cognitivos
Sintomas associados

Higiene do sono

Higiene do sono refere-se à capacidade de controlar os fatores ambientais que podem ajudar ou interferir no sono. As dificuldades em adormecer e a sonolência podem ser indicadores de falta de higiene do sono.

Sintomas da insônia

A insônia é caracterizada por uma série de sintomas relacionados principalmente à qualidade, duração e início e fim do sono.

Sintomas cognitivos

Diferentes habilidades cognitivas podem ser alteradas pela insônia, e a relação entre a insônia e as habilidades cognitivas tem sido consistentemente observada na literatura científica. Contudo, sugeriu-se que existe uma relação bidirecional entre as habilidades cognitivas e a insônia, o que significa que não só a insônia afeta as habilidades cognitivas, mas também as habilidades cognitivas podem afetar a insônia.

Sintomas associados

Além disso, muitas vezes existem outros sintomas associados com transtornos do sono, como irritabilidade, pouca concentração, lapsos de memória, problemas digestivos, variações de peso e muitos outros.

V2_ASSESS_test_insomnio_CASES_SINT_1_5

V2_ASSESS_test_insomnio_CASES_SINT_1_5_A

V2_ASSESS_test_insomnio_CASES_SINT_1_6

V2_ASSESS_test_insomnio_CASES_SINT_1_6_A

Descrição do questionário de critérios de diagnóstico

Descrição do questionário de critérios de diagnóstico

A insônia é caracterizada por uma série de sintomas clínicos. Esses indicadores podem ajudar a compreender a presença desse transtorno do sono. É por isso que o primeiro passo na Avaliação Cognitiva para Pacientes com Insônia (CAB-IN) é um questionário que abrange áreas relacionadas aos principais critérios de diagnóstico e sintomas da insônia para cada faixa etária.

As perguntas incluídas no questionário são semelhantes às de um manual de diagnóstico, inquérito médico ou escalas clínicas para insônia. No entanto, elas foram simplificadas para serem facilmente compreendidas por qualquer usuário.

Critérios de diagnóstico para crianças e adolescentes de 7 a 18 anos

Consiste em uma série de perguntas simples que devem ser preenchidas por um dos progenitores, tutor ou profissional encarregado da avaliação. O questionário abordará as seguintes áreas: sintomas de insônia (sono de má qualidade, dificuldade em adormecer, etc.), higiene do sono (atividades, rotinas e fatores que afetam o sono) e sintomas associados (irritabilidade e falta de concentração).

Critérios de diagnóstico para adultos

Consiste em uma série de perguntas simples que devem ser preenchidas pelo profissional encarregado da avaliação ou pelo próprio usuário. O questionário abordará as seguintes áreas: sintomas de insônia (sono de má qualidade, dificuldade em adormecer, etc.), higiene do sono (atividades, rotinas e fatores que afetam o sono) e sintomas associados (irritabilidade e falta de concentração).

Descrição da bateria para avaliar os fatores neuropsicológicos afetados pela insônia

Descrição da bateria para avaliar os fatores neuropsicológicos afetados pela insônia

A presença de alterações em algumas habilidades cognitivas pode ser um indicador de insônia. Um perfil geral das habilidades cognitivas do usuário pode indicar quão grave são as alterações causadas por esse transtorno do sono. Alguns dos sintomas da insônia, a higiene do sono e os sintomas associados provêm de déficits em diferentes habilidades cognitivas. Eis algumas das áreas e habilidades cognitivas avaliadas na CAB-IN.

Áreas cognitivas avaliadas
Habilidades cognitivas

Atenção

Capacidade de filtrar distrações e se concentrar em informações relevantes.

Excelente

8.1% acima da média

Atenção Dividida

A atenção dividida pode ser definida como a capacidade do cérebro de atender a diferentes estímulos ou tarefas ao mesmo tempo e, assim, responder às múltiplas demandas do ambiente. A atenção é uma das funções cognitivas em que as pessoas que sofrem de insônia parecem cometer mais erros. Mais especificamente, a atenção dividida pode ser afetada em alguns distúrbios do sono.

547Sua pontuação

400Média

Atenção focada

Atenção focada e insônia. A atenção focada é a capacidade do cérebro de prestar atenção em um estímulo alvo, independentemente da duração. A má qualidade ou a falta de sono pode causar problemas atencionais. Isso pode ser visível na escola, no trabalho ou ao dirigir.

744Sua pontuação

400Média

Inibição

Inibição é a capacidade de controlar impulsos ou reações automáticas e gerar respostas através da atenção e do raciocínio. As pessoas com insônia costumam ter dificuldades no controle inibitório, o que muitas vezes as leva a realizar processos automáticos, mesmo que não atendam à situação atual.

740Sua pontuação

400Média

Memória

Capacidade de reter ou manipular novas informações e recuperar lembranças do passado.

Excelente

8.1% acima da média

Memória a Curto Prazo

Memória de curto prazo e insônia. A memória de curto prazo é a capacidade de reter uma pequena quantidade de informações durante um curto período de tempo. À medida que dormimos, o cérebro fixa e consolida memórias e conceitos.

705Sua pontuação

400Média

Memória não verbal

Memória não verbal é a capacidade de codificar, armazenar e recuperar informações sobre rostos, formas, imagens, músicas, sons, cheiros, gostos e sentimentos. Alguns estudos descobriram que tanto a memória verbal quanto a não verbal são, muitas vezes, piores em pessoas com insônia do que em pessoas que dormem adequadamente.

582Sua pontuação

400Média

Memória de Trabalho

Memória operacional e insônia. A memória operacional é a capacidade de reter e usar as informações necessárias para realizar tarefas cognitivas complexas, como a compreensão da linguagem, aprendizado e raciocínio.

581Sua pontuação

400Média

Denominação

Nomeação e Insônia. A nomeação é a nossa capacidade de nos referirmos a um objeto, pessoa, lugar, conceito ou ideia pelo seu nome próprio. A falta de sono pode levar a uma deterioração dessa capacidade cognitiva, pois o cérebro precisa de um descanso adequado para se recuperar e ter acesso adequado à nossa palavra "armazenamento".

578Sua pontuação

400Média

Coordenação

Capacidade de realizar com eficiência movimentos precisos e organizados.

Excelente

8.2% acima da média

Tempo de Resposta

Tempo de reação e insônia. O tempo de reação refere-se ao tempo que leva de quando você percebe algo a quando você responde a esse estímulo. Existe uma relação estreita entre o sono e o tempo de resposta, pois a sonolência, a falta de sono e o cansaço podem aumentar significativamente o tempo de resposta, diminuindo os movimentos e/ou os reflexos.

744Sua pontuação

400Média

Percepção

Capacidade de interpretar os estímulos do ambiente.

Excelente

8.4% acima da média

Estimativa

Estimativa é a capacidade que nos permite prever a localização futura de um objeto com base em sua velocidade e distância atuais. As pessoas com insônia geralmente superestimam o tempo que leva para adormecer. As dificuldades na estimativa do tempo tendem a acontecer por problemas relacionados ao sono.

488Sua pontuação

400Média

Percepção Visual

Percepção visual e insônia. A percepção visual é a capacidade de interpretar a informação que os olhos captam do entorno. As pessoas com insônia geralmente são menos eficientes ao processar os estímulos de maneira visual, causando que eles cometam erros mais perceptivos

509Sua pontuação

400Média

Exploração Visual

Exploração visual, rastreamento visual ou verificação visual podem ser definidos como a capacidade de procurar ativamente informações relevantes no ambiente, de forma rápida e eficiente. As pessoas com insônia geralmente têm distúrbios visuais relacionados ao estresse, ruminação de ideias e hipervigilância.

593Sua pontuação

400Média

Raciocínio

Capacidade de usar com eficiência (organizar, relacionar, etc.) informações adquiridas.

Excelente

8.0% acima da média

Velocidade de Processamento

Velocidade de processamento e insônia. A velocidade de processamento é o tempo que leva para que alguém realize uma tarefa mental. Pessoas com insônia podem ter alterações na velocidade de processamento, demorando mais tempo para entender ou processar informações.

455Sua pontuação

400Média

Reação a mudança

Alteração e insônia. A alteração é a capacidade do cérebro de adaptar um comportamento ou pensamento a situações novas, variantes ou inesperadas. A má qualidade ou a falta de sono podem enfraquecer a flexibilidade mental para encontrar alternativas para um problema.

527Sua pontuação

400Média

Tarefas de avaliação

Nossas avaliações cognitivas digitais

Os testes digitais CogniFit são projetados para medir áreas específicas de cognição e são agrupados para formar baterias personalizadas com base nos requisitos exclusivos do desenho do estudo e da população. Saiba mais sobre nossos diferentes testes e como eles podem atender às necessidades exclusivas de seu estudo explorando os detalhes e demonstrações abaixo.

Teste de toque

O Teste de Velocidade REST-HECOOR foi inspirado na clássica tarefa de toque do dedo da bateria de avaliação NEPSY (Korkman et al., 1998). O participante do teste deve clicar continuamente em uma área definida da tela por 10 segundos e o mais rápido possível, com o mouse ou o dedo, se estiver usando um dispositivo de tela sensível ao toque. Alguns dados são coletados, como o número de cliques durante o tempo alocado, número de cliques dentro da área definida e número de cliques fora dela.

Teste de Vigilância Psicomotora

O Teste de Resolução REST-SPER foi inspirado nos paradigmas clássicos da tarefa Go/No Go (Gordon & Caramazza, 1982), do teste de desempenho contínuo (Conners, 1989; Epstein et al., 2001) e da tarefa de vigilância psicomotora (Dinges &amp ; Powell, 1985). O candidato deve pressionar rapidamente os círculos exibidos na tela e ignorar os hexágonos, caso eles também apareçam. A tarefa inclui 16 itens somente de formato circular e 8 itens misturando círculos e hexágonos. Para cada elemento, são coletados dados de tempo de resposta, precisão de resposta e distância do cursor do centro do alvo.

Teste de Extensão da Memória de Trabalho Visual

O Teste de Concentração VISMEM-PLAN tomou como referência a tarefa Corsi block-tapping (Corsi, 1972; Kessels et al., 2000; Wechsler, 1945). Na primeira parte do exercício, alguns círculos, dentro de um conjunto fixo de círculos, serão iluminados. O participante do teste deve memorizar quais círculos, dentro da matriz, acenderam e, em seguida, reproduzir a sequência na ordem correta. Na segunda parte da tarefa, é adicionado um atraso de 4 segundos entre a primeira tela e a tela de reprodução, para aumentar o tempo que o usuário deve reter as informações.

Teste de Memória Lexical Multimodal

O Teste de Identificação COM-NAM é baseado no teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983) e no teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997). Para cada objeto mostrado, o participante do teste deve escolher entre três possibilidades: 1) o item é apresentado pela primeira vez na tarefa , 2) a última vez que apareceu o item foi verbalmente ou 3) a última vez que apareceu o item foi como uma imagem.

Teste de extensão de dígitos

O Teste de Sequenciamento WOM-ASM é baseado no clássico teste de dígitos diretos e indiretos WAIS-III (Wechsler, 1997). O participante do teste deve lembrar e reproduzir sequências numéricas cada vez mais longas, exibidas na tela cada uma por sua vez. A tarefa começará com uma sequência de dois números.

Teste Stroop

O Teste de Equivalências INH-REST foi baseado no clássico teste Stroop (Stroop, 1935). O participante do teste deve pressionar a barra de espaço (agir) somente se os nomes das cores na tela estiverem escritos no tom correspondente, evitando pressioná-la (não agir) se a cor das letras não corresponder ao nome da tonalidade.

Teste de Congruência Número-Tamanho

O Teste de Processamento REST-INH foi inspirado no clássico teste de Stroop (Stroop, 1935). O participante do teste deve pressionar o maior dos dois círculos, independentemente do número incluído em cada círculo, ignorando o texto que pode aparecer na parte superior e central da tela. Em seguida, deverá pressionar o número mais alto, independentemente do tamanho do círculo no qual o número aparece.

Teste de Atenção Dividida

O Teste de Simultaneidade DIAT-SHIF deriva do clássico teste Stroop (Stroop, 1935), do sistema de testes de Viena (Whiteside, 2002) e do teste de variáveis ​​de atenção (Greenberg et al., 1996). O participante do teste deve seguir com precisão uma bola se movendo e girando em todas as direções na tela, executando ao mesmo tempo uma variante do teste Stroop.

Teste de nomeação

O Teste de Decodificação VIPER-NAM foi inspirado no teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983) e no teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997). O participante do teste deve clicar na primeira letra, entre quatro delas, que forma o nome do objeto apresentado na tela. Por exemplo, para a foto de uma maçã, é preciso clicar na letra “M”, mas não nas três respostas incorretas (C, P, L) também presentes na tela.

Teste de Memória Lexical

O Teste de Inquérito REST-COM tomou como referência o clássico teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983), o teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997), o teste de variáveis de atenção (Greenberg et al., 1996). ) e o Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey (Schmidt, 1994). Uma série de objetos é apresentada. Quando uma nova série de objetos for exibida, o participante do teste deverá reconhecer apenas os objetos que foram mostados anteriormente. Esta nova série pode ser apresentada como imagens ou como palavras faladas.

Teste de estimativa de velocidade

O Teste de Estimativa EST-I foi inspirado no teste de estimativa cognitiva de Biber (Goldstein et al., 1996). Na primeira parte, o participante do teste deve determinar qual das duas bolas se move mais rápido. Na segunda parte, outra bola é adicionada. Na terceira parte, uma quarta bola é agregada, e é preciso indicar qual se move duas vezes mais rápido que uma bola determinada (a vermelha). Na quarta parte, enquanto observa quatro bolas se movendo em quatro itinerários diferentes, o participante deve determinar o mais rápido possível qual bola chegará primeiro a um determinado ponto.

Teste de estimativa de distância

O Teste de Estimativa EST-III é baseado no teste de estimativa cognitiva de Biber (Goldstein et al., 1996). A primeira parte consiste em indicar qual dos objetos da tela está mais distante do usuário. A segunda parte consiste em apontar qual dos objetos está mais distante de uma bola rosa, também localizada na tela. A terceira parte consiste em assinalar quais dois objetos estão à mesma distância da bola rosa. A quarta parte consiste em designar qual objeto não está à mesma distância da bola rosa. Por fim, a quinta parte consiste em especificar qual das imagens mostra os objetos dispostos de modo diferente do modelo.

A insônia e o cérebro

A insônia e o cérebro

A má higiene do sono, bem como alguns sintomas cognitivos ou associados da insônia, podem ser causados ​​por certas alterações ou déficits no cérebro. As áreas cerebrais mais relacionadas à insônia são o núcleo supraquiasmático, a glândula pineal, a formação reticular e o hipocampo.

1 Núcleo supraquiasmático

O núcleo supraquiasmático é um conjunto de células que pertencem a uma estrutura chamada hipotálamo. Este conjunto de células está localizado no quiasma supraóptico e recebe informações sobre a quantidade de luz que os olhos captam. Este mecanismo permite ao cérebro estimar a hora do dia e saber como regular o sono (com o ciclo circadiano). Isto é especialmente relevante para a higiene do sono, pois estar exposto a intensas quantidades de luz durante um longo período de tempo antes de dormir pode dificultar o sono.

2 Glândula Pineal ou Conarium:

A glândula pineal recebe informação do núcleo supraquiasmático e, quando está escuro, secreta melatonina. A melatonina é um hormônio que o corpo produz naturalmente para ajudar a induzir o sono. É por isso que é tão importante na insônia.

3 Formação reticular

É na formação reticular do tronco cerebral onde se localiza o Sistema de Ativação Reticular Ascendente (SARA). Este sistema é composto por um conjunto de núcleos que regulam a ativação do corpo. Em outras palavras, é responsável por estarmos mais ou menos acordados. Este sistema se comunica com a ajuda do hipotálamo para controlar as transições entre o sono e a vigília. Uma ativação elevada do SARA nos manterá acordados e reduzirá a atividade para adormecer.

4 Hipocampo

O hipocampo é uma estrutura subcortical principalmente relacionada à memória. A literatura científica mostra que a consolidação da memória é feita enquanto dormimos (em fases REM e NREM). Uma quantidade ou qualidade insuficiente do sono pode causar problemas nesta estrutura do cérebro, alterando a memória em última instância.

5 Tálamo

Impede os sinais sensoriais (som, luz, etc.) atingirem o córtex sensorial. Isso significa que, quando dormimos, estímulos como a luz e o som não nos despertarão até atingir um certo nível.

6 Ponte

Contribui para o início da fase REM

Serviço ao cliente

Serviço ao cliente

Se você tiver alguma dúvida sobre a operação, gerenciamento ou interpretação de dados de nossas avaliações, entre em contato conosco imediatamente. Nossa equipe de profissionais resolverá suas dúvidas e ajudará você com tudo o que precisar.

Entre em contato conosco agora

Referências

Referências

  • Haimov, I., Shatil, E. Cognitive training improves sleep quality and cognitive function among older adults with insomnia. PLOS ONE One. 2013 Apr. 8(4).
  • Haimov, I., Hanukkah, E., Horowitz, Y. Chronic insomnia and cognitive functioning among older adults. Behavioral Sleep Medicine. 2008 Jan. 6(1):32-54.
  • Oshi, K., Okauchi, H., Yamamoto, S., Higo-Yamatmoto, S. Dietary natural cocoa ameliorates disrupted circadian rhythms in locomotor activity and sleep-wake cycles in mice with chronic sleep disorders caused by psychophysiological stress. Nutrition. 2020 Feb (4):75-76.
  • Wu, Y., Zhuang, Y., Qi, J. Explore structural and functional brain changes in insomnia disorder: A PRISMA-compliant whole brain ALE meta-analysis for multimodal MRI. Medicine (Baltimore). 2020 Apr 99(14).
  • Dar, N.J., Muzamil, A. Neurodegenerative diseases and Withania somnifera (L.): An update. J Ethnopharmacol. 2020 Mar. In press.
  • Zhang, Z.L., Gao, Y.G., Zang, P., Gu, P.P., Zhao, Y., He, Z.M., Zhu, H.Y. Research progress on mechanism of gastrodin and p-hydroxybenzyl alcohol on central nervous system. Zhongguo Zhong yao Za Zhi. 2020 Jan 45(2):312-220.
  • Morin, C.M., Benca, R. Chronic insomnia. The Lancet. 2012 Mar. 379(9821):24-30.
  • Stoller, M. K. Economic effects of insomnia. Clinical Therapeutics: The International Peer-Reviewed Journal of Drug Therapy. 1994. 16(5), 873–897.
  • Roth, T. Insomnia: Definition, prevalence, etiology, and consequences. J Clin Sleep Med. 2007 Aug. 3(5):7-10.
  • Kupfer, D. J., Reynolds, C.F. Management of Insomnia. The New England Journal of Medicine. 1997 Jan, 336:341-346.
  • Taylor, D.J., Lichtenstein, K.L., Durrence, H.H., Reidel, B.W., Bush, A.J. Epidemiology of insomnia, depression, and anxiety. Sleep. 2005 Nov, 28(1):1457-1464.
  • Bonnet, M.H. Hyperarousal and insomnia. Sleep Medicine Reviews. 1997 Dec, 1(2):97-108.
  • Harvey, A.G. A cognitive model of insomnia. Behaviour research and therapy. 2002 Aug, 40(8):869-893.
  • Morin, C.M., Hauri, P.J., Espie, C.A., Spielman, A.J., Buysse, D.J., Bootzin, R.R. Nonpharmacologic treatment of chronic insomnia. Sleep. 1999 Dec, 22(8):1134-1156.
  • Bruni, O., Melegari, M.G., Esposito, A., Sette, S., Angriman, M., Apicella, M., Caravale, B., Ferri, R. Executive functions in preschool children with chronic insomnia. J Clin Sleep Med. 2020 Feb, 1682):231-241.
  • Yu, J.S., Kuhn, E., Miller, K.E., Taylor, K. Smartphone apps for insomnia: examining existing apps’ usability and adherence to evidence-based principles for insomnia management. Transl Behav Med. 2019 Jan, 9(1):110-119.
  • Cellini, N. Memory consolidation in sleep disorders. Sleep Med Rev. 2017 Oct, 35:101-112.
  • Fortier-Brochu, É., Beaulieu-Bonneau, S., Ivers, H., Morin, C.M. Insomnia and daytime cognitive performance: a meta-analysis. Sleep Medicine Reviews. 2012 Feb, 16(1):82-94.
  • Owens, J.A., Morre, M. Insomnia in infants and young children. Pediatr Ann. 2017 Sep, 46(9):321-326.
  • Meltzer, L.J. Clinical management of behavioral insomnia of childhood: treatment of bedtime problems and nights wakings in young children. Behav Sleep Med. 2010, 8(3):172-189.
  • Owens, J.A., Mindell, J.A. Pediatric insomnia. Pediatr Clin North Am. 2011 Jun, 58(3):555-569.
  • Pin, G., Soto, V., Jurado, M.J., Fernandez, C., Hidalgo, I., Lluch, A., Rodríguez, P.J., Madrid, J.A. Insomnia in children and adolescents. A consensus document. An Pediatr (Barc). 2017 Mar, 86(3):165.e1-165.e11.
  • Bruni, O., Angriman, M., Calisti, F., Comandini, A., Esposito, G., Cortese, S., Ferri, R. Practitioner Review: Treatment of chronic insomnia in children and adolescents with neurodevelopmental disabilities. J Child Psychol Psychiatry. 2018 May, 59(5):489-508.
  • Mughal, R., Joyce, A., Hill, C., Dimitriou, D. Sleep disturbance as a predictor of anxiety in children with Fetal Alcohol Spectrum Disorders and typically developing children. Res Dev Disabil. 2020 Mar, 101. In press.
  • Weiss, M.D., Wasdell, M.B., Bomben, M.M., Rea, K.J., Freeman, R.D. Sleep hygiene and melatonin treatment for children and adolescents with ADHD and initial insomnia. Journal of the American Academy of Child & Adolescent Psychiatry. 2006 May, 45(5), 512-519.
  • Smits, M.G., Nagtegaal, E.E., van der Heijden, J., Coenen, A.M.L., Kerkho, G.A. Melatonin for chronic sleep onset insomnia in children: A randomized placebo-controlled trial. Journal of Child Neurology. 2001 Feb, 16(2):86-92.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail