Escolha sua plataforma e compre
Tente um mês grátis de carga com 10 licenças.
Escolha sua plataforma
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

Motivos pelos quais os neurônios vivem mais tempo

Motivos pelos quais os neurônios vivem mais tempo

A maioria das pessoas conhecem a frase 'use-o ou perca-o', que é aplicado ao exercício físico.

A continuação são apresentados os motivos pelos quais é necessário manter as células cerebrais ativas:

  1. As células ativas do cérebro recebem mais sangue. Os cientistas sabem que as zonas ativas do usam mais energia e por tanto exigem um maior abastecimento de oxigênio e glicose. Desta forma, mais sangue se dirige a estas áreas com o intuito de satisfazer a demanda dos neurônios ativos. A medida que ativa o seu cérebro, o sangue flui para as células cerebrais que estão trabalhando, levando o valioso oxigênio com ele. As imagens da ressonância magnética, como a que é mostrada a continuação, são usadas para estudar o fluxo sanguíneo no cérebro. Estas imagens demonstraram que as nossas células cerebrais, também conhecidas como neurônios, são muito dependentes do abastecimento de oxigênio. Assim que quanto mais se exercita o cérebro mais se ativam os neurônios, e mais abastecimento de sangue recebem. Pelo contrário, uma célula cerebral que está inativa recebe cada vez menos sangue e finalmente morrerá.
  2. As células cerebrais ativas tem mais conexões com outras células cerebrais. Cada célula cerebral se conecta com o entorno cerebral através de rápidos disparos de impulsos elétricos. As células cerebrais ativas tem a produzir dendritos, que são como braços pequenos que se estendem para conectar com outras células. Uma única célula pode ter até 30.000 conexões. Como resultado disto, se converte em parte de uma rede neural altamente ativa. Quando se ativa um dos neurônios da rede, o impulso passa através de toda a rede, ativando o resto das células cerebrais. Quanto maior seja a rede neural a que pertence uma célula, mais possibilidades terá de se ativar e sobreviver.
  3. As células cerebrais ativas produzem mais substâncias de 'manutenção'. O Fator de Crescimento Neural (FCN) é uma proteína que é produzida no seu corpo, nas células objetivo. Esta proteína se une aos neurônios, marcando-as como ativas, diferenciadas, e receptivas. As células cerebrais ativas melhoram a produção de FCN, o que as protege de ser classificadas como não ativas. Assim que quanto maior a frequência que o seu cérebro é desafiado, exercitado e ativado, mais FCN produz.
  4. As células cerebrais ativas estimulam a migração das benéficas células do tronco cerebral. Estudos recentes demonstraram que as novas células cerebrais são geradas em uma zona específica do cérebro chamada hipocampo. Estas células cerebrais podem migrar para as zonas do cérebro nas quais são necessárias, por exemplo, depois de uma cerebral. Estas células migratórias são capazes de imitar a ação das células circundantes, permitindo a restauração parcial de atividade na área prejudicada. Por tanto, uma dica importante para se recuperar de uma lesão ou de uma inatividade cognitiva é a de estimular as zonas do cérebro que podem se beneficiar deste incrível processo.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail