Escolha sua plataforma e compre
Tente um mês grátis de carga com 10 licenças.
Para que vai servir a conta?
Cadastre-se
loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_Test_TDAH_social_picture

Teste para TDAH

Testes de Avaliação Neuropsicológica Online. Instrumento de ajuda ao diagnóstivo do Transtorno de Défice de Atenção e Hiperactividade (CAB-ADHD)

  • Teste de avaliação neuropsicológica para TDAH.

  • Explora de maneira exaustiva as habilidades cognitivas associadas à TDAH.

  • Avalia as possíveis alterações ou déficis cognitivos.

loading

Os testes computorizados para a Avaliação da TDAH ou Cognitive Assessment Battery for ADHD da CogniFit, é uma ferramenta desenhada para ajudar ao exercício da deteção, diagnóstico e intervenção do Transtorno do Défice de Atenção e Hiperactividade.

Este teste online, destina-se a todos os profissionais da saúde que trabalham directamente com pacientes com TDAH, foi criado por um grupo de psicólogos e neurólogos especializados neste transtorno. Esta ferramenta vai permitir aos profissionais poder realizar uma avaliação completa das crianças e adultos com esta patologia e analisar quais são as áreas cognitivas mais afectadas.

Sofisticados algoritmos avaliarão os resultados do sujeito mediante um relatório automático no qual se observará a pontuação em cada área.

A avaliação cognitiva da TDAH da CogniFit tem os seguintes blocos de tarefas. Cada uma das seguintes tarefas avaliará uma ou várias habilidades cognitivas, que segundo a investigação, podem-se ver afectadas no transtorno do défice de atenção e hiperactividade.

  • Área da memória: Memória do trabalho e memória a curto prazo.
  • Área da atenção: Foco e inibição.
  • Área da percepção: Percepção visual.
  • Área da coordenação: Tempo de resposta.
  • Área do raciocínio: Planificação.

Conjunto de tarefas, provas e testes para a avaliação cognitiva de pessoas com TDAH

Teste de Concentração VISMEM-PLAN

Teste Sequencial WOM-ASM

Teste de Identificação COM-NAM

Teste de Reconhecimento WOM-REST

Teste de Celeridade REST-HECOOR

Teste de ProcessamentoREST-INH

Teste de Simultaneidade DIAT-SHIF

Teste de Coordenação HECOOR

Teste de Descodificação VIPER-NAM

Processo de avaliação

  • Duração: A realização dos testes não durará mais de 15 a 20 minutos.
  • Pontuação dos resultados: Automatizado.
  • Dirigida a: Crianças (apartir dos 6 anos) e adultos.

Âmbitos neuropsicológicos analizados e a sua relação com o TDAH

Documentação científica: Conjunto de tarefas validadas

Este conjunto foi desenvolvido por um grupo de neurólogos e psicólogos, que se basearam nas investigações mais recentes no campo do TDAH.

Com base nos estudos realizados, conseguiram-se resultados psicométricos muito satisfatórios, além disso, as tarefas que propõe o programa neurocognitivo da CogniFit para o TDAH, foi validado cientificamente com amostras clínicas. A medida de fiabilidade registou excelentes resultados e ficou demonstrado que o programa da CogniFit melhora os resultados apartir das 36 sessões de treino.

Cada patologia ou transtorno, levará associada a degradação de algumas habilidades cognitivas. No caso do TDAH, estudou-se, segundo a literatura científica, que as habilidades cognitivas mais afectadas e ao mesmo tempo que serão avaliadas pelo Teste do TDAH, serão as seguintes.

MEMORIA A memória é uma das áreas mais importantes para a aprendizagem. Dentro desta área, encontramos outras sub-categorias, mas apenas a memória do trabalho e memória a curto prazo estão relacionadas com a TDAH, de acordo com a ciência.

Memória Operativa ou do Trabalho e do TDAH

A memória do trabalho, é um tipo de memória que necessita do armazenamento e processamento da informação. Não se trata de recordar de maneira imediata o que acabámos de receber, mas sim ter a capacidade de processar e modificar os dados no nosso cérebro. Esta capacidade exige atenção, planificação e inibição. As pessoas com TDAH, têm problemas com estas habilidades, pelo que terão dificuldades na memória do trabalho. O baixo rendimento laboral e escolar, por exemplo, na leitura ou nas matemáticas, estão relacionadas com esta habilidade cognitiva tão importante a desenvolver.

Memória a Curto Prazo e o TDAH

Uma memória a curto prazo pobre é normalmente um factor característico nos transtornos do desenvolvimento como o TDAH. Esta acção exige o uso de várias regiões cerebrais e dificulta-lhes o momento de relembrar dados matemáticos, soletrar e outras tarefas que afectarão directamente o seu rendimento escolar ou laboral.

ATENÇÃO A atenção é uma das áreas mais importantes a avaliar no TDAH. A agitação e a hiperactividade deste transtorno, não lhes permite desenvolver a sua atenção a 100%.

Foco e o TDAH

O foco ou a concentração, é uma habilidade complementária da atenção. As pessoas com TDAH têm dificuldades para manter a atenção durante um período prolongado e isto dificulta-lhes o momento de prestar atenção nas aulas, estar atento aos detalhes do ambiente que os envolve, ter boa organização e seguir as instruções. A hiperactividade causa falta de atenção e concentração, o que provocará um baixo rendimento escolar ou laboral.

Inibição e TDAH

As pessoas com TDAH têm problemas no momento de inibir os seus impulsos e problemas para inibir as respostas a um acontecimento determinado, o que produz problemas de autocontrolo. A espontaneidade e a improvisação são duas características próprias de uma criança com TDAH. Desta maneira, não só se econtram dificuldade para inibir as respostas, mas também as emoções ou pensamentos.

PERCEPCIÓN As representações mentais são muito importantes para a aquisição de novas habilidades e conhecimentos como as matemáticas.

Percepção visual e TDAH

As pessoas com TDAH têm uma percepção visual deficiente. Esta habilidade cognitiva ajuda no momento de recordar dados numéricos. A alta saturação visual provoca nestes casos, uma saturação da percepção, provocando maior irritabilidade e hiperactividade.

COORDENAÇÃO A coordenação, sobretudo motora, vê-se implicada em actividades desportivas, nas quais as crianças e adultos com TDAH terão mais dificuldades.

Tempo de resposta e TDAH

Esta habilidade está relacionada com a atenção. Repercute-se em conductas lentas, esquecidas, sonolentas, com tendência a perder-se nos seus pensamentos, etc... Todas estas conductas estão relacionadas com a falta de atenção e concentração, que quanto mais baixo seja o nível de concentração, mais lento será o tempo de resposta e a velocidade de processamento.

RACIOCÍNIO No TDAH, a criança têm dificuldades para processar a informação e realizar uma tarefa. Os seus défices cognitivos estão relacionados com a planificação de objectivos ou metas.

Planificação e TDAH

Às pessoas com TDAH, custa-lhes muito planificar os horários e as rotinas no seu dia a dia, e normalmente não são estrictos na organização e realização de uma tarefa. As seguintes actividades como: saber quando e onde começar, que fazer, dar prioridade a quê, estabelecer rotas de planificação, completar tarefas com vários passos, etc..., são o conjunto de dificuldades que implicam a falta de planificação. Por outro lado, uma boa planificação ajudará a desenvolver a motivação para a organização das tarefas.

Documentação Científica.

As tarefas que propomos para a avaliação da TDAH, estão adaptadas a usuários de todas as idades apartir dos 5-6 anos. Os estímulos visíveis em cada tarefa são visuais e auditivos, para gerar uma melhoria da atenção do interlocutor e que a avaliação seja o mais simples e entretida possível. Além disso, a CogniFit também dispõe de uma ferramenta de reabilitação cognitiva, baseada no treino, para o tdah.

Todas as habilidades cognitivas explicadas anteriormente são as que se avaliarão para medir o TDAH. Cada teste cognitivo irá orientado a analisar uma ou mais habilidades cognitivas específicas. O conjunto de tarefas, formará o conjunto de teste de avaliação completa do nível cognitivo da criança com TDAH. Ao finalizar estes testes, o profissional terá os resultados em gráficos que indicarão as áreas com maior défice cognitivo e aquelas com melhor desenvolvimento. Apartir daí, o profissional deverá, em base ao seu conhecimento, criar um diagnóstico em função dos resultados analisados pelo nosso programa. O sistema de avaliação garantirá a eficácia nos resultados, assim como no ajuste das tarefas em tempo real.

O modelo principal pelo qual se guia este conjunto de testes de avaliação da CogniFit, é um modelo cognitivo que investiga a presença de sintomas e rasgos presentes numa pessoa com TDAH. Os resultados das habilidades cognitivas avaliadas, serão de grande peso para detectar os sintomas próprios do TDAH e poder criar um diagnóstico determinado para cada usuário. O nosso método cognitivo, baseado na evidência científica, foi validado com várias amostras para poder confirmar o seu grau de efectividade e eficácia.

Referências

Evelyn Shatil, Jaroslava Mikulecká, Francesco Bellotti, Vladimír Burěs - Novel Television-Based Cognitive Training Improves Working Memory and Executive Function - PLoS ONE July 03, 2014. 10.1371/journal.pone.0101472

Preiss M, Shatil E, Cermakova R, Cimermannova D, Flesher I (2013), el Entrenamiento Cognitivo Personalizado en el Trastorno Unipolar y Bipolar: un estudio del funcionamiento cognitivo. Frontiers in Human Neuroscience doi: 10.3389/fnhum.2013.00108.

Thompson HJ, Demiris G, Rue T, Shatil E, Wilamowska K, Zaslavsky O, Reeder B. - Telemedicine Journal and E-health Date and Volume: 2011 Dec;17(10):794-800. Epub 2011 Oct 19.

Peretz C, AD Korczyn, E Shatil, V Aharonson, Birnboim S, N. Giladi - Basado en un Programa Informático, Entrenamiento Cognitivo Personalizado versus Juegos de Ordenador Clásicos: Un Estudio Aleatorizado, Doble Ciego, Prospectivo de la Estimulación Cognitiva - Neuroepidemiología 2011; 36:91-9.

Noggle, C., Thompson, J., & Davis, J. (2014). B-22Impact of Working Memory and Processing Speed on Reading Comprehension Performance in ADHD. Archives of Clinical Neuropsychology: The Official Journal of the National Academy of Neuropsychologists, 29(6), 544. doi:10.1093/arclin/acu038.110.

Barkley, Russell A., Murphy, Kevin R., Fischer, Mariellen (2008). ADHD in Adults: What the Science Says (pp 171 - 175). New York, Guilford Press.

J. Tirapu-Ustárroz, J.M. Muñoz-Céspedes. (2005). Memoria y funciones ejecutivas. Revista de Neurología, 41: 475-484.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail