Sobre Cookies nesta página web

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência online. Ao continuar a utilizar este site sem mudar as suas preferências de cookies, assumiremos que aceita o nosso uso das cookies. Para conseguir mais informação ou mudar as suas preferências de cookies, veja a nossa política de cookies.

Aceitar
Escolha sua plataforma e compre
Tente um mês grátis de carga com 10 licenças.
Para que vai servir a conta?
Cadastre-se

Confirme que os treinos e/ou avaliações são para o seu próprio uso. Vai criar uma conta pessoal. Esse tipo de conta está desenhado para ajudá-lo a avaliar e treinar as suas habilidades cognitivas.

Confirme que deseja aceder aos treinos e avaliações cognitivas para os seus pacientes. Vai criar uma conta de gestão de pacientes. Esta conta está desenhada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos ...) no diagnóstico e intervenção de distúrbios cognitivos.

Confirme que deseja oferecer treinos e/ou avaliações cognitivas aos seus familiares ou amigos. Vai criar uma conta de família. Esta conta está desenhada para dar acesso às avaliações e treinos da CogniFit aos seus familiares.

Confirme que deseja aceder aos treinos e avaliações cognitivas para os participantes de um estudo de pesquisa. Vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta é especialmente desenhada para ajudar os pesquisadores nos seus estudos nas áreas cognitivas.

Confirme que deseja aceder a treinos e avaliações cognitivas para os seus alunos. Vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta está desenhada para ajudar no diagnóstico e na intervenção de distúrbios cognitivos de crianças e jovens estudantes.

Para o seu próprio uso (a partir dos 16 anos). As crianças menores de 16 anos podem usar a plataforma CogniFit para Famílias.

loading

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

corporativelanding_STUDY-COGNITIVE-TRAINING-MULTIPLE-SCLEROSIS_social_picture

A CogniFit melhorou o estado cognitivo de pessoas com esclerose múltipla

Os exercícios da CogniFit são uma ferramenta confiável para estimular o estado de várias habilidades cognitivas em pessoas com esclerose múltipla

Esta página é apenas informativa. Não vendemos nenhum producto que trate doenças. Os produtos da CogniFit para o tratamento de doenças estão actualmente em validação. Se estiver interessado, visite Plataforma de pesquisa CogniFit
  • Gira convenientemente os participantes da pesquisa a partir da plataforma do investigador

  • Avalia e treina até 23 habilidades cognitivas para os participantes do seu estudo

  • Verifica e compara a evolução cognitiva dos participantes com os dados do seu estudo

Começar Agora
loading

Nome original. Home-based personalized cognitive training in MS patients: a study of adherence and cognitive performance.

Autores: Evelyn Shatil1, Avishag Metzer2, Omer Horvitz3, Ariel Miller2.

  • 1. Department of Psychology and the Center for Psychobiological Research, Max Stern Academic College of Emek Yezreel, and CogniFit Ltd, Yoqneam Ilit, Israel.
  • 2. Neuroimmunology Unit, Multiple Sclerosis & Brain Research Center, Carmel Medical Center, Haifa, Israel.
  • 3. Brain and Behaviour Research Center, Institute for the Study of Affective Neuroscience (ISAN), Department of Psychology, The University of Haifa, Israel.

Revista: NeuroRehabilitation 26 (2010), 143-153.

Cita este artigo (Formato APA):

  • Shatil, E., Metzer, A., Horvitz, O., & Miller, A. (2010). Home-based personalized cognitive training in MS patients: a study of adherence and cognitive performance. NeuroRehabilitation, 26, pp.145-153.

Conclusão do Estudo

O treino CogniFit é uma ferramenta valiosa e prática para melhorar as habilidades cognitivas de pacientes com esclerose múltipla.. Atenção dividida [P=0,011], coordenação olho-mão [P<0,0001], memória geral [P<0,0001], denominação [P=0,029], tempo de reacção [P=0,001], percepção espacial [P<0,0001], estimativa temporal [P=0,014], memória de trabalho visual [P<0,0001], percepção visual [P=0,006], rastreio visual [P=0,029] e memória de trabalho verbal-auditiva [P=0,001].

Contexto

A esclerose múltipla é uma doença inflamatória crónica que não só acaba causando deficiência física de longo prazo, mas também leva a uma série de sintomas cognitivos. A prevalência de alterações cognitivas em pessoas com esclerose múltipla é entre 43 e 65%, com memória episódica, atenção e velocidade de processamento as habilidades cognitivas mais afectadas. Funções executivas, como fluência verbal, formação de conceitos, raciocínio abstrato, planificação e seguimento também são frequentemente afectadas. O mau funcionamento cognitivo está associado a uma pior qualidade de vida.

Actualmente não existem medicamentos eficazes para reduzir os sintomas cognitivos em pacientes com esclerose múltipla, por isso é necessário recorrer a outros meios para diminuir o impacto dessas alterações cognitivas. A reabilitação cognitiva tem se mostrado um componente importante do tratamento para deficiências cognitivas na esclerose múltipla e, apesar disso, tem sido pouco estudada. Mais especificamente, a estimulação cognitiva computorizada mostrou ser eficaz na melhoria do estado cognitivo em pessoas com esclerose múltipla.

Metodologia

Desenho do estudo

O estudo consistiu em 12 semanas de treino com a CogniFit, com uma avaliação pré-treino e outra avaliação após completar essas 12 semanas. Os participantes foram divididos entre o grupo experimental e o grupo controlo. Os utilizadores sem conexão com a Internet eram inevitavelmente colocados no grupo de controlo. O objetivo do estudo foi conhecer a adesão ao treino e os efeitos que causa no estado cognitivo de pessoas com esclerose múltipla.

O estudo foi realizado no Multiple Sclerosis & Brain Research Center, Carmel Medical Center, em Haifa. O protocolo foi aprovado pelo comité de ética e o consentimento por escrito foi obtido dos participantes antes do início da pré-avaliação.

Participantes

Os participantes foram escolhidos entre os pacientes ambulatórios do Centro Médico Carmel. Esses participantes tinham diagnóstico de esclerose múltipla progressiva recidivante ou em remissão, com bom funcionamento da mão dominante, falavam hebraico, tinham computador em casa e tinham interesse em participar do estudo.

Os critérios de exclusão foram a presença de qualquer outra doença neurológica, uso de drogas ou álcool, bem como a presença de depressão ou qualquer outro transtorno que exigisse o uso de medicamentos psicotrópicos. Pacientes com esclerose múltipla progressiva primária também foram excluídos.

Análise

Avaliar, por um lado, as diferenças entre os dois grupos quanto ao estado cognitivo antes de iniciar o estudo; por outro lado, o efeito do treino em cada um dos grupos; e, finalmente, as mudanças cognitivas entre os dois grupos após a intervenção, modelos de efeitos mistos para medidas repetidas e modelos lineares gerais foram usados ​​no programa estatístico SAS.

Além disso, uma abordagem diferente foi testada, empregando o programa estatístico SPSS. Eles usaram testes t de amostras independentes e testes t pareados para obter diferenças nos resultados cognitivos entre os dois grupos no início do estudo e dentro de cada grupo antes e depois do treino, respectivamente. Finalmente, uma ANCOVA foi realizada para avaliar as diferenças nos resultados cognitivos após o treino da CogniFit.

Os resultados em ambos os procedimentos foram semelhantes. No entanto, os resultados explicados a seguir são baseados no segundo procedimento (realizado com SPSS).

Resultados e conclusões

Ambos os grupos concordaram inicialmente nas suas características clínicas e sociodemográficas. Nas medidas relacionadas ao estado cognitivo dos participantes, melhorias significativas puderam ser observadas em sete habilidades cognitivas do grupo de controlo: atenção dividida, atenção sustentada (evitar distrações), denominação, tempo de resposta, flexibilidade cognitiva, percepção espacial e estimativa temporal. Por outro lado, no grupo que realizou o treino CogniFit, melhorias significativas foram observadas em onze habilidades cognitivas: atenção dividida [P=0,011], coordenação olho-mão [P <0,0001], memória geral (que inclui diferentes habilidades cognitivas relacionadas à memória) [P<0,0001], denominação [P=0,029], tempo de reação [P=0,001], percepção espacial [P<0,0001], estimativa temporal [P=0,014], memória operacional visual [P <0,0001], percepção visual [P = 0,006], varredura visual [P = 0,029] e memória operacional verbal-auditiva [P = 0,001]. Destaca-se que as melhorias alcançadas no grupo que realizou o treino da CogniFit foram significativamente maiores que as do grupo controle nas seguintes habilidades cognitivas: memória geral, memória operacional visual e memória operacional verbal-auditiva.

Em conclusão, foi observado que o treino da CogniFit ajudou a melhorar significativamente o estado cognitivo de adultos com esclerose múltipla progressiva em recidivante ou remissão. Essas melhorias foram especialmente marcantes nas habilidades cognitivas relacionadas à memória. O treino cognitivo personalizado do CogniFit é mostrado ser uma ferramenta prática e valiosa para melhorar as habilidades cognitivas de pacientes com esclerose múltipla.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail