Sobre os cookies neste site

Este site usa cookies para melhorar sua experiência on-line. Ao continuar a usar este site sem alterar suas preferências de cookies, consideramos que você está concordando com o uso de cookies. Para mais informações ou para alterar suas preferências de cookies, visite nossa política política de cookies.

Escolha sua plataforma e compre
Experimente grátis por um mês com 10 licenças.
Para que vai ser usada a conta?
Bem-vindo à CogniFit! Bem-vindo(a) à plataforma de pesquisa de CogniFit! CogniFit Healthcare CogniFit Employee Wellbeing

Cadastre seu e-mail abaixo para começar a cuidar do seu cérebro.

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Você vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente projetada para ajudar pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Você vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi projetada para dar aos seus alunos acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta familiar. Esta conta foi projetada para dar aos membros de sua família acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de gerenciamento da empresa. Esta conta foi criada para dar aos seus funcionários acesso às avaliações e treinamentos da CogniFit.

Você vai criar uma conta pessoal. Este tipo de conta foi especialmente projetada para ajudar você a avaliar e treinar suas habilidades cognitivas.

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Você vai criar uma conta familiar. Esta conta foi projetada para dar aos membros de sua família acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente projetada para ajudar pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

Você vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi projetada para dar aos seus alunos acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de gerenciamento da empresa. Esta conta foi criada para dar aos seus funcionários acesso às avaliações e treinamentos da CogniFit.

Você criará uma conta de desenvolvedor. Esta conta foi projetada para integrar os produtos CogniFit em sua empresa.

loading

Para usuários a partir de 16 anos. Crianças menores de 16 anos podem usar CogniFit com um dos progenitores em uma das plataformas para famílias.

Ao se registrar e usar CogniFit, você aceita que leu, entendeu e que está de acordo com as de Uso e a de Privacidade de CogniFit.

Habilidades cognitivas
Consistência interna
Confiabilidade teste-reteste
Reação a mudança
0,726
0,842
Atenção Dividida
0,866
0,85
Campo visual
0,806
0,998
Coordenação Olho-mão
0,779
0,876
Denominação
0,687
0,782
Atenção focada
1
0,905
Exploração Visual
0,862
0,922
Estimativa
0,761
0,986
Inibição
0,661
0,697
Memória fonológica de curto prazo
0,915
0,698
Memória Contextual
0,884
0,775
Memória Visual a Curto Prazo
0,866
0,743
Memória a Curto Prazo
0,853
0,721
Memória de Trabalho
0,85
0,696
Memória não verbal
0,787
0,73
Percepção Espacial
0,611
0,907
Percepção Visual
0,751
0,882
Percepção auditiva
0,652
0,904
Planejamento
0,765
0,826
Reconhecimento
0,864
0,771
Tempo de Resposta
0,873
0,821
Velocidade de Processamento
0,888
0,764
Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO

Multi-plataforma

Análise de confiabilidade da avaliação(Apenas em Inglês)Descarregar

Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO

Conjunto de testes neuropsicológicos para profissionais de saúde e pesquisadores. A avaliação mede a função cerebral e realiza uma exploração cognitiva completa, permitindo que os profissionais examinem de forma rápida, simples e precisa o bem-estar e o perfil cognitivo dos pacientes e participantes da pesquisa. Aplicável em uma consulta pessoal, em um laboratório e remotamente.

Número de registro da FDA: 3017544020*
UDI-DI: 00860009958104

Para quem é?

Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO

Você vai criar uma conta de gerenciamento de pacientes. Essa conta foi criada para ajudar os profissionais de saúde (médicos, psicólogos...) no diagnóstico e na estimulação cognitiva.

Você vai criar uma conta de gestão de alunos. Esta conta foi projetada para dar aos seus alunos acesso às avaliações e programas de treinamento de CogniFit.

Você vai criar uma conta de pesquisa. Esta conta foi especialmente projetada para ajudar pesquisadores em seus estudos nas áreas cognitivas.

-
+
Número de avaliações*

* As licenças de avaliação podem ser usadas para qualquer tipo de avaliação

 

2,508,111 Número de examinandos únicos

1,510,726,200 Pontos de dados

4,678 profissionais

Bateria computadorizada profissional para avaliar o estado cognitivo

Bateria computadorizada profissional para avaliar o estado cognitivo

  • Avalia o estado atual das habilidades cognitivas de pacientes e participantes.
  • Aplicável a crianças com mais de 7 anos, adolescentes, adultos e idosos.
  • A duração aproximada do teste é de 30 a 40 minutos.
  • Análise de confiabilidade da avaliação - Apenas em Inglês Descarregar

A Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO de CogniFit é uma ferramenta profissional líder que permite que pesquisadores, médicos, psicólogos e outros profissionais de saúde estudem em profundidade o perfil cognitivo de crianças a partir de 7 anos, adolescentes, adultos e idosos.

O formato da avaliação é simples e intuitivo, garantindo que qualquer profissional possa aplicá-la facilmente. Além disso, ela foi projetada para ser usada tanto pessoalmente, em uma consulta ou laboratório, quanto remotamente, da casa dos pacientes ou participantes.

A duração aproximada deste teste neuropsicológico é de 30 a 40 minutos, e pode ser feito inteiramente on-line. Ao final da avaliação, um relatório de resultados completo com o perfil neurocognitivo do usuário é obtido automaticamente. Além disso, a avaliação fornece informações valiosas que podem ajudar os profissionais a detectar se pode haver algum outro distúrbio ou problema, reconhecer sua gravidade e identificar as estratégias de apoio mais adequadas para cada caso.

Esta avaliação neuropsicológica é recomendada para profissionais que desejam saber mais sobre a função cerebral ou o bem-estar cognitivo, físico, psicológico ou social do paciente ou participante. Recomendamos o uso da avaliação cognitiva para complementar um diagnóstico profissional, não para substituir um diagnóstico clínico.

Protocolo digitalizado para a Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO

Protocolo digitalizado para a Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO

Esta ferramenta de avaliação neurocognitiva on-line completa e versátil para profissionais consiste em um questionário de exploração e uma bateria de testes neuropsicológicos composta de tarefas validadas cientificamente.

As tarefas foram criadas para medir o funcionamento de diferentes áreas cognitivas, como a atenção, concentração, percepção, memória, função executiva, coordenação e o bem-estar físico, psicológico e social.

Com este conjunto de tarefas, o profissional será capaz de identificar e medir com rapidez e precisão as principais áreas cognitivas e o bem-estar do paciente ou participante:

Questionário de critérios de diagnóstico

Uma série de perguntas fáceis de responder é apresentada para compreender melhor o grau de bem-estar do paciente ou participante em diferentes áreas da saúde (bem-estar físico, psicológico e social).

Fatores neuropsicológicos e perfil cognitivo

Isso é seguido por uma bateria de tarefas para avaliar 22 habilidades cognitivas fundamentais, o que permite compreender o perfil cognitivo completo do usuário. A avaliação utiliza escalas clínicas e testes validados com base na idade e sexo do paciente ou participante.

Relatório de resultados abrangente

Depois de concluir a avaliação cognitiva geral, o sistema gera automaticamente um relatório completo detalhando o estado cognitivo, grau de bem-estar (baixo-médio-alto), sintomas e sinais de alerta, perfil neuropsicológico e análise de resultados e recomendações. Os resultados oferecem informações valiosas e uma base para identificar estratégias de apoio.

Resultados psicométricos

Resultados psicométricos

A Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO de CogniFit combina algoritmos patenteados com inteligência artificial (IA) para analisar milhares de variáveis ​​e obter um perfil cognitivo completo com resultados muito precisos.

Cada uma das tarefas neuropsicológicas incluídas na Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO foi desenvolvida de acordo com um rigoroso método científico.. Isso garante características psicométricas adequadas para fazer uma avaliação eficaz do estado cognitivo do paciente ou participante. O perfil cognitivo do relatório neuropsicológico tem alta confiabilidade, consistência e estabilidade. Baseada em estudos transversais, a avaliação recebeu estatísticas psicométricas com valores de quase 0,9 no coeficiente Alfa de Cronbach. Os valores dos testes repetidos atingem quase 1, demonstrando um alto grau de confiabilidade e precisão.

Ver a tabela de validação

Para quem é?

Para quem é?

A Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO pode ser aplicada a um amplo espectro da população, de crianças a partir de 7 anos a adolescentes, adultos e idosos, com ou sem patologias.

Para utilizar este programa clínico, não é necessário ter nenhum conhecimento especializado em neurociência ou computação. A avaliação é indicada para:

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_User

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_User_B

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_User_C

Profissionais de saúde

Avalie os pacientes com precisão e ofereça um relatório completo

A bateria de avaliação neuropsicológica geral de CogniFit pode ajudar os profissionais de saúde na detecção, diagnóstico e tratamento de vários transtornos. Detectar sintomas e disfunções cognitivas é o primeiro passo para identificar muitos transtornos e definir uma intervenção neuropsicológica adequada. Com este poderoso software de gerenciamento de pacientes, os profissionais podem estudar diferentes variáveis ​​e oferecer relatórios personalizados completos.

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_2

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_2_B

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_2_C

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_3

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_3_B

V2_ASSESS_CAB-PRO_WHO_IS_ADDRESSED_DESCRIPTION_3_C

Pesquisadores

Avalie as habilidades cognitivas dos participantes da pesquisa

A Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO de CogniFit permite medir com precisão uma ampla variedade de habilidades cognitivas. A tecnologia de CogniFit considera milhares de variáveis durante as atividades de avaliação, para obter dados confiáveis ​​sobre o estado cognitivo do participante.

Vantagens

Vantagens

Usar esta ferramenta digital baseada no método científico para avaliar com rapidez e precisão o estado cognitivo de pacientes ou participantes, seus pontos cognitivos fortes e fracos, etc., traz múltiplas vantagens:

RECURSO LÍDER

A Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO é um recurso profissional criado por especialistas em neuropsicologia. Os testes cognitivos foram patenteados e validados clinicamente. Este recurso líder é usado por toda a comunidade científica, incluindo universidades, fundações e centros médicos em todo o mundo.

FÁCIL DE USAR

Qualquer usuário profissional (pesquisador, médico, psicólogo, etc.) pode utilizar esta bateria de avaliação neuropsicológica, tenha ou não conhecimentos especializados em neurociência ou computação. O formato interativo permite uma gestão ágil e eficiente. Porém, cabe ao profissional coletar dados qualitativos, analisar a história clínica, observar o comportamento e fazer um diagnóstico clínico.

INTUITIVO

As tarefas do teste cognitivo de CogniFit são totalmente automatizadas, para que o paciente ou participante possa executá-las independentemente de sua própria casa. Porém, o profissional também tem a opção de executá-lo em uma consulta pessoal ou em um laboratório.

RELATÓRIO DE RESULTADOS DETALHADO

Todas as tarefas clínicas são apresentadas de maneira automatizada na forma de jogos interativos divertidos e fáceis de entender, especialmente para as crianças.

ANÁLISES E RECOMENDAÇÕES

A Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO permite oferecer feedback rápido e preciso, criando um sistema completo na análise dos resultados. Ela ajuda a reconhecer e compreender os sintomas clínicos, pontos fortes e fracos e índices de risco.

Quando é recomendado usar esta Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO?

Quando é recomendado usar esta Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO?

Devido a seus excelentes resultados psicométricos e fácil aplicação, a Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO de CogniFit é uma ótima ferramenta que pode ser usada em um grande número de casos.

Por ser uma avaliação cognitiva completa, a Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO permite identificar os pontos fortes e fracos em várias áreas cognitivas e indicadores de possíveis distúrbios.

Os testes neuropsicológicos de CogniFit são úteis para:

V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SUBTIPOS
Sintomas mais representativos
Descrição
V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SINT_1
Conhecer o perfil cognitivo de qualquer pessoa
Identificar pontos cognitivos fortes e fracos
Complementar e aprofundar o diagnóstico clínico
Ajudar a identificar as estratégias de tratamento e reabilitação
Acompanhamento dos resultados do programa de tratamento ou reabilitação

Conhecer o perfil cognitivo de qualquer pessoa

O perfil neuropsicológico do usuário é obtido automaticamente após a conclusão da avaliação e fornece informações detalhadas sobre as principais habilidades cognitivas divididas em áreas: atenção e concentração, percepção, memória, raciocínio (funções executivas) e coordenação, bem como o bem-estar físico, psicológico e social.

Identificar pontos cognitivos fortes e fracos

Compreender o funcionamento das diferentes áreas do cérebro permite determinar o estado cognitivo e reconhecer os pontos fortes e fracos. Esta bateria pode ajudar a entender as possíveis causas das dificuldades de uma pessoa.

Complementar e aprofundar o diagnóstico clínico

A avaliação neuropsicológica é indicada tanto para pessoas que já sofreram um dano orgânico comprovado quanto para pacientes com diferentes patologias que podem ter disfunção cerebral.

Ajudar a identificar as estratégias de tratamento e reabilitação

Esta avaliação neuropsicológica não se concentra exclusivamente na identificação de uma possível alteração das funções reguladas pelo córtex cerebral, mas também visa ajudar a detectar as necessidades de tratamento, reabilitação ou melhora que apresentam as pessoas afetadas por diferentes doenças.

Acompanhamento dos resultados do programa de tratamento ou reabilitação

A bateria de avaliação neuropsicológica de CogniFit não se limita a fornecer uma visão rápida e precisa da saúde cognitiva do paciente. Ela também é usada como um guia para acompanhar os pacientes ao longo do tempo, saber o grau de melhora que está sendo obtido com o tratamento e estabelecer correlações.

V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SINT_1_6

V2_ASSESS_CAB-PRO_CASES_SINT_1_6_A

Descrição do questionário de critérios de diagnóstico

Descrição do questionário de critérios de diagnóstico

Para considerar que uma pessoa goza de boa saúde, ela não deve ter alterações nas três áreas de bem-estar. Por isso, a primeira etapa da Bateria de Avaliação Cognitiva (CAB)® PRO consiste em um questionário com testes de exploração para detectar alterações em qualquer uma dessas três áreas, adaptando as perguntas a cada faixa etária.

Bem-estar físico: Estudos recentes sugerem que a ciência contém informações valiosas sobre a proximidade da relação entre os estados físico e mental. O sono, a dieta e o exercício são fatores que determinam o bem-estar físico e a boa função cognitiva.

Bem-estar cognitivo ou psicológico: O bem-estar psicológico envolve aspectos cognitivos, afetivos e emocionais nas diferentes áreas da vida humana. O bem-estar mental ou psicológico desempenha um papel crucial na saúde da pessoa e pode causar alterações até mesmo no bem-estar físico e social.

Bem-estar social: Ter um ambiente social diversificado, constante e adequado promove uma boa saúde social. Quando interagimos com outras pessoas, há uma transferência emocional.

Critérios de diagnóstico para crianças e adolescentes de 7 a 17 anos

O questionário consiste em uma série de perguntas fáceis de responder que podem ser preenchidas pelo instrutor ou profissional que faz a avaliação. Ele reúne informações que abrangem as seguintes áreas: bem-estar físico (ter uma condição física apropriada), bem-estar psicológico (ter um estado aceitável de processos cognitivos, emocionais e de memória) e bem-estar social (manter-se saudável, ter relacionamentos gratificantes com as pessoas ao nosso redor). Essas perguntas são adaptadas para adolescentes e crianças dessa faixa etária.

Critérios de diagnóstico para adultos

O questionário consiste em uma série de perguntas fáceis de responder que podem ser preenchidas pelo profissional que realiza a avaliação cognitiva geral ou pelo próprio paciente. Ele reúne informações que abrangem as seguintes áreas: bem-estar físico (ter uma condição física apropriada), bem-estar psicológico (ter um estado aceitável de processos cognitivos, emocionais e de memória) e bem-estar social (manter-se saudável, ter relacionamentos gratificantes com as pessoas ao nosso redor). As perguntas são adaptadas às rotinas e atividades dos adultos.

Aspectos neuropsicológicos avaliados: bateria de tarefas

Aspectos neuropsicológicos avaliados: bateria de tarefas

A alteração de uma das habilidades cognitivas, ou um distúrbio em uma das áreas de bem-estar, pode ser suficiente para causar dificuldades na vida diária.. Obter um perfil geral das habilidades cognitivas pode revelar o estado das habilidades cognitivas e a intensidade dessas possíveis alterações.

Para obter um perfil completo do estado cognitivo do paciente ou participante, é necessário avaliar diferentes habilidades cognitivas de várias áreas:

Áreas cognitivas avaliadas
Habilidades cognitivas

Atenção

Capacidade de selecionar distrações e focar em informações relevantes. A atenção acompanha todos os processos cognitivos e é responsável pela atribuição de recursos cognitivos dependendo da relevância dos estímulos internos e externos. As habilidades de atenção são necessárias para outros processos de alto nível, como a memória ou o planejamento. A atenção é um processo essencial que requer o uso de diferentes partes do cérebro, do tronco encefálico ou córtex parietal ao córtex pré-frontal. No entanto, parece que o hemisfério direito tem uma função predominante no controle da atenção. Esta área cognitiva permite ficar atento e prestar atenção aos estímulos quando existem distrações irrelevantes, e concentrar-se por longos períodos de tempo, alternando a atenção entre diferentes atividades ou dividindo a atenção quando dois eventos acontecem simultaneamente. Estas são as habilidades cognitivas que compõem a atenção, e são medidas na Avaliação Cognitiva Geral.

Excelente

7.5% acima da média

Atenção Dividida

A atenção dividida é a capacidade de prestar atenção a mais de um estímulo ou atividade ao mesmo tempo. Tarefas para avaliar a atenção dividida:

Esta avaliação neuropsicológica foi criada com o clássico Stroop Test (1935). Esta tarefa exigirá que o usuário realize duas tarefas ao mesmo tempo, o que fará com que elas dividam sua atenção para que você possa responder simultaneamente a ambas as atividades.

699Sua pontuação

400Média

Atenção focada

Atenção focada é a capacidade de se concentrar no estímulo-alvo, independentemente da duração. Tarefas que medem a atenção focada:

as tarefas de avaliação neuropsicológica foram baseadas no clássico Teste de Desempenho Contínuo (CPT) de Conners, no Teste de Variáveis de Atenção (TOVA) e no Teste Hooper de Organização Visual (VOT). Para realizar corretamente as tarefas, o usuário terá que detectar o estímulo-alvo e responder a ele.

494Sua pontuação

400Média

Inibição

Inibição é a capacidade de controlar respostas impulsivas ou automáticas e gerar cálculos e respostas cuidadosas usando a atenção e o raciocínio. Tarefas que medem a inibição:

As tarefas para avaliar a inibição foram criadas usando como referência o Teste de Stroop, o Teste de Variáveis de Atenção (TOVA) e o Teste de Desempenho Contínuo (CPT). Durante cada uma dessas atividades, os estímulos gerarão uma tendência a responder de uma certa maneira e o usuário terá que impedir ou inibir essa ação no momento certo.

519Sua pontuação

400Média

Atualização

Atualização é a capacidade de supervisionar as ações a serem realizadas, para garantir que elas estão seguindo o plano de ação preparado. Tarefas que medem a atualização:

As tarefas de CogniFit para medir a atualização baseiam-se em diferentes testes neuropsicológicos clássicos: o Teste Stroop, o NEPSY, o Teste de Simulação de Problemas de Memória (TOMM), o Teste de Variáveis de Atenção (TOVA) e o Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST). O usuário terá que supervisionar e verificar constantemente suas ações para se adaptar aos requisitos da tarefa.

515Sua pontuação

400Média

Memória

A capacidade de reter ou usar novas informações e recuperar lembranças do passado. A memória nos permite armazenar representações internas do conhecimento em nosso cérebro e reter eventos do passado para usá-los no futuro. Aprender é um processo fundamental na memória porque permite adicionar novas informações ou alterar informações existentes nos esquemas mentais anteriores. Após esta codificação e armazenamento, a informação, a memória ou o conhecimento devem estar preparados para serem recuperados no futuro. O hipocampo é uma estrutura essencial do cérebro no processo mnésico, e trabalha ativamente durante o sono para consolidar as informações adquiridas durante o dia. Estas são cada uma das áreas que compõem a memória, e serão medidas na Avaliação Cognitiva de CogniFit.

Excelente

7.5% acima da média

Memória fonológica de curto prazo

Memória fonológica de curto prazo é a capacidade de reter uma pequena quantidade de informações auditivas durante um curto período de tempo. Tarefas que medem a memória fonológica de curto prazo:

Os exercícios para avaliar a memória fonológica de curto prazo foram inspirados no teste de Dígitos Diretos e Indiretos da Escala de Memória de Weschler (WMS), no Teste de Desempenho Contínuo (CPT) e no Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey (RAVLT). Nesta tarefa, o usuário terá que reter as informações fonológicas ouvidas por um curto período de tempo.

491Sua pontuação

400Média

Memória Contextual

A memória contextual é a capacidade de memorizar e ver a verdadeira fonde de uma memória específica. Tarefas que medem memória contextual:

As tarefas de memória contextual foram baseadas no clássico Contextual Memory Test de Toglia (1993), no Test of Memory Malingering (TOMM) e no Test of Variables of Attention (TOVA). Nessas tarefas, o usuário terá que reter a informação em sua memória para recuperá-la, mesmo que o episódio de aprendizagem sensorial (auditivo ou visual) não coincida com o episódio de recuperação.

601Sua pontuação

400Média

Memória a Curto Prazo

A memória de curto prazo é a capacidade de reter uma pequena quantidade de informações durante um curto período de tempo. Tarefas que medem a memória de curto prazo:

As tarefas neuropsicológicas que medem memória de curto prazo foram inspiradas no teste de dígitos diretos e indiretos da Wechsler Memory Scale (WMS), no Test of Memory Malingering (TOMM), no teste Tower of London (TOL) e no Continuous Performance Test (CPT). O usuário terá que reter um volume crescente de informações durante um curto período de tempo.

709Sua pontuação

400Média

Memória não verbal

A memória não verbal é a capacidade de codificar, armazenar e recuperar informações sobre rostos, formatos, imagens, melodias, sons, cheiros, sabores e sensações. Tarefas que medem a memória não verbal:

Esta tarefa neuropsicológica é baseada no Continuous Performance Test (CPT), no Test of Memory Malingering (TOMM), no Visual Organization Test (VOT), no NEPSY, no teste Tower of London (TOL) e nos Cubos de Corsi da Wechsler Memory Scale (WMS).O usuário terá que memorizar informações visuais com pouco ou nenhum conteúdo verbal e reproduzi-las mais tarde.

671Sua pontuação

400Média

Memória Visual a Curto Prazo

A memória visual de curto prazo é a capacidade de lembrar de uma pequena quantidade de informações visuais, como letras, palavras, etc. Tarefas que medem a memória visual de curto prazo:

Este teste cognitivo é baseado nos Cubos de Corsi da Wechsler Memory Scale (WMS), no Test of Memory Malingering (TOMM) e no teste Tower of London (TOL). O usuário terá que lembrar informações visuais para repeti-las posteriormente.

576Sua pontuação

400Média

Memória de Trabalho

Memória operacional é a capacidade de reter e usar as informações necessárias para fazer tarefas cognitivas complexas. Tarefas que medem a memória operacional:

As tarefas que medem a memória operacional são baseadas no Teste de Desempenho Contínuo (CPT), no Teste de Dígitos Diretos e Indiretos da Wechsler Memory Scale (WMS), no Teste de Simulação de Problemas de Memória (TOMM), no Teste de Organização Visual (VOT), no Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA), no Teste NEPSY e no Teste Torre de Londres (TOL). Durante a execução desses jogos, o usuário terá que usar parte das informações apresentadas na tela.

520Sua pontuação

400Média

Denominação

A nomeação é a nossa capacidade de nos referirmos a um objeto, pessoa, lugar, conceito ou ideia pelo seu nome próprio. Tarefas que medem a nomeação:

As tarefas que medem a nomeação são baseadas em diferentes testes neurológicos clássicos: o NEPSY, o Test of Memory Malingering (TOMM) e o Teste de Variáveis ​​de Atenção (TOVA). O usuário precisa ser capaz de nomear os objetos ou palavras que aparecem na tela, bem como conhecer seu som.

483Sua pontuação

400Média

Coordenação

Capacidade de executar eficientemente movimentos precisos e ordenados. A coordenação nos permite realizar movimentos de forma rápida e eficiente. O cerebelo é a estrutura cerebral responsável por fazer movimentos coordenados: caminhar, segurar um copo ou dançar balé. Isso ajuda a manter uma coerência entre nossos movimentos e as reações que recebemos de nossos sentidos. Estas são cada uma das habilidades cognitivas que compõem a coordenação, e serão medidas na Avaliação Cognitiva de CogniFit:

Excelente

8.3% acima da média

Coordenação Olho-mão

Coordenação óculo-manual é a capacidade de realizar atividades que requerem o uso simultâneo das mãos e dos olhos. Tarefas que medem a coordenação óculo-manual:

Os testes neuropsicológicos que medem essa habilidade foram inspirados pelo clássico Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST), o Teste Stroop, o Teste de Variáveis de Atenção (TOVA) e o Teste Hooper de Organização Visual (VOT). Muitas dessas tarefas solicitarão ao usuário mover o cursor sobre os estímulos apresentados na tela, o que requer o uso da coordenação óculo-manual.

636Sua pontuação

400Média

Tempo de Resposta

O tempo de resposta é a capacidade de perceber, processar e responder a um simples estímulo de forma rápida e eficiente. Tarefas que medem o tempo de resposta:

Os testes que medem essa habilidade são baseados no NESPY, no Test of Variables of Attention (TOVA), no Continuous Performance Test (CPT), no Test of Memory Malingering (TOMM), no Visual Organization Task (VOT) e no Stroop Test.

591Sua pontuação

400Média

Percepção

Capacidade de interpretar os estímulos do ambiente. A percepção é responsável por identificar e dar sentido à informação captada por nossos órgãos sensoriais com base em nosso conhecimento prévio do mundo. A percepção é um processo que pode ser captado por diferentes sentidos (como a visão, a audição, o tato, etc.) e nosso cérebro é responsável pela sua integração, proporcionando pleno sentido. As áreas cerebrais associadas à percepção são responsáveis ​​por unir a informação captada pelos diferentes órgãos sensoriais, para que possamos interagir efetivamente com estímulos externos, independentemente do órgão sensorial estimulado. Para que o processo de percepção seja realizado adequadamente, será necessário um processo de assimilação e compreensão da informação recebida. Estas são cada uma das capacidades cognitivas que formam a percepção, e serão medidas na Avaliação Cognitiva de CogniFit.

Excelente

8.4% acima da média

Percepção auditiva

A percepção auditiva é a capacidade de interpretar a informação que chega aos nossos ouvidos através das ondas sonoras no ar. Tarefas que medem a percepção auditiva:

As tarefas neuropsicológicas utilizadas por CogniFit para medir a percepção auditiva são baseadas no clássico Test of Memory Malingering (TOMM), no NEPSY e no Test of Variables of Attention (TOVA). Todas essas tarefas exigirão que o usuário capte algum tipo de informação auditiva relevante para atingir um objetivo.

480Sua pontuação

400Média

Estimativa

A estimativa é a capacidade de prever um resultado ou gerar uma resposta quando não existe outra solução disponível. Tarefas que medem a estimativa:

Nessas atividades, o usuário responderá com a solução que ele acredita ser correta ou mais próxima da realidade. O usuário terá que estimar diferentes atributos do estímulo, seja velocidade, direção, distância ou duração.

666Sua pontuação

400Média

Reconhecimento

O reconhecimento é a capacidade de identificar os estímulos que percebemos anteriormente (situações, pessoas, objetos, etc.). Tarefas que medem o reconhecimento:

Este teste neuropsicológico foi inspirado pelo Continuous Performance Test (CPT), o Test of Memory Malingering (TOMM), o Visual Organization Test (VOT), o Test of Variables of Attention (TOVA) e o NEPSY. O usuário terá que identificar se os estímulos apresentados foram exibidos anteriormente.

663Sua pontuação

400Média

Percepção Espacial

A percepção do espaço é a capacidade de vincular o relacionamento de alguém com o ambiente ao seu redor. Tarefas que medem a percepção do espaço:

As tarefas de avaliação neuropsicológica que medem a percepção do espaço foram inspiradas pelo clássico teste Tower of London (TOL), o Visual Organization Task (VOT), o teste de dígitos diretos e indiretos da Wechsler Memory Scale (WMS), o Test of Memory Malingering (TOMM), o Test of Variables of Attention (TOVA) e o Continuous Performance Test (CPT) O usuário terá que ser capaz de identificar corretamente a distância e a posição dos estímulos para realizar a tarefa com sucesso.

460Sua pontuação

400Média

Percepção Visual

Percepção visual é a capacidade de interpretar a informação visual que chega aos olhos através da luz visível no ambiente. Tarefas que medem a percepção visual:

Essas tarefas de avaliação neuropsicológica foram inspiradas pelo método de avaliação do Teste de Desenvolvimento da Percepção Visual (DTVP), que integrou a percepção visual e visomotora, complementada por noções do clássico teste de Korkman, Kirk e Kemp de 1998. As tarefas também incluem características do Teste Stroop, do Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST), do Teste de Simulação de Problemas de Memória (TOMM) e do Teste de Variáveis de Atenção (TOVA). O usuário deve ser capaz de identificar corretamente as imagens na tela e relacioná-las corretamente.

506Sua pontuação

400Média

Exploração Visual

A exploração visual é a capacidade de procurar de forma ativa e eficiente os estímulos relevantes no ambiente usando a visão. Tarefas que medem a exploração visual:

Os testes neuropsicológicos usados por CoginFit são baseados no Test of Variables of Attention (TOVA), na Visual Organization Task (VOT), no Continuous Performance Test (CPT) e no Test of Memory Malingering (TOMM). Nessas tarefas, o usuário terá que localizar os estímulos alvo entre os estímulos irrelevantes.

612Sua pontuação

400Média

Raciocínio

Capacidade de usar eficientemente (ordenar, relacionar, etc.) as informações adquiridas através dos diferentes sentidos. Através das funções executivas, podemos acessar e usar as informações adquiridas para alcançar objetivos complexos. Este conjunto de processos superiores nos permite relacionar, classificar, ordenar e planejar nossas ideias ou ações de acordo com as necessidades impostas no presente ou no futuro. Eles nos permitem ser flexíveis e nos adaptarmos ao ambiente. As funções executivas nos permitem ser eficazes em nosso dia a dia, resolvem problemas e alcançam nossos objetivos, mesmo que o plano original seja alterado. Estas são cada uma das habilidades cognitivas que compõem as funções executivas, e serão medidas na Avaliação Cognitiva de cogniFit:

Excelente

7.7% acima da média

Planejamento

O planejamento é a capacidade de organizar mentalmente a melhor maneira de realizar um objetivo futuro. Tarefas que medem o planejamento:

As tarefas de avaliação são baseadas em vários testes clássicos, como o teste Tower of London (TOL), a Visual Organization Task (VOT), o Test of Memory Malingering (TOMM) e o teste dos Cubos de Corsi da Wechsler Memory Scale (WMS). O usuário terá que antecipar movimentos e pensar sobre como organizar as respostas nessas tarefas.

733Sua pontuação

400Média

Velocidade de Processamento

Velocidade de processamento é a capacidade de processar informações de forma rápida e automática. Tarefas que medem a velocidade de processamento:

As tarefas de avaliação para medir essa habilidade são baseadas em testes clássicos, como o Teste de Desempenho Contínuo (CPT), a Wechsler Memory Scale usada em alguns testes, o Teste de Variáveis de Atenção (TOVA), o Teste de Organização Visual (VOT), o Teste de Simulação de Problemas de Memória (TOMM), o Teste da Torre de Londres (TOL), o NEPSY, o Teste Stroop e o Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST). O tempo necessário para processar e analisar os estímulos na tela é essencial para concluir corretamente essas tarefas.

606Sua pontuação

400Média

Reação a mudança

Alteração é a capacidade do cérebro de adaptar o comportamento e pensamento a situações novas, variáveis ou inesperadas. Tarefas que medem a alteração.

As tarefas que medem a alteração são baseadas em diferentes testes neurológicos clássicos: o teste de Stroop, o Teste de Desempenho Contínuo (CPT) e o Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST). O usuário terá que se adaptar constantemente às mudanças do ambiente.

630Sua pontuação

400Média

Tarefas de avaliação

Nossas avaliações cognitivas digitais

Os testes digitais CogniFit são projetados para medir áreas específicas de cognição e são agrupados para formar baterias personalizadas com base nos requisitos exclusivos do desenho do estudo e da população. Saiba mais sobre nossos diferentes testes e como eles podem atender às necessidades exclusivas de seu estudo explorando os detalhes e demonstrações abaixo.

Teste de toque

O Teste de Velocidade REST-HECOOR foi inspirado na clássica tarefa de toque do dedo da bateria de avaliação NEPSY (Korkman et al., 1998). O participante do teste deve clicar continuamente em uma área definida da tela por 10 segundos e o mais rápido possível, com o mouse ou o dedo, se estiver usando um dispositivo de tela sensível ao toque. Alguns dados são coletados, como o número de cliques durante o tempo alocado, número de cliques dentro da área definida e número de cliques fora dela.

Teste de Vigilância Psicomotora

O Teste de Resolução REST-SPER foi inspirado nos paradigmas clássicos da tarefa Go/No Go (Gordon & Caramazza, 1982), do teste de desempenho contínuo (Conners, 1989; Epstein et al., 2001) e da tarefa de vigilância psicomotora (Dinges &amp ; Powell, 1985). O candidato deve pressionar rapidamente os círculos exibidos na tela e ignorar os hexágonos, caso eles também apareçam. A tarefa inclui 16 itens somente de formato circular e 8 itens misturando círculos e hexágonos. Para cada elemento, são coletados dados de tempo de resposta, precisão de resposta e distância do cursor do centro do alvo.

Teste de Congruência Número-Tamanho

O Teste de Processamento REST-INH foi inspirado no clássico teste de Stroop (Stroop, 1935). O participante do teste deve pressionar o maior dos dois círculos, independentemente do número incluído em cada círculo, ignorando o texto que pode aparecer na parte superior e central da tela. Em seguida, deverá pressionar o número mais alto, independentemente do tamanho do círculo no qual o número aparece.

Teste de extensão de dígitos

O Teste de Sequenciamento WOM-ASM é baseado no clássico teste de dígitos diretos e indiretos WAIS-III (Wechsler, 1997). O participante do teste deve lembrar e reproduzir sequências numéricas cada vez mais longas, exibidas na tela cada uma por sua vez. A tarefa começará com uma sequência de dois números.

Teste de estimativa de tempo

O Teste de Estimativa EST-II é baseado no Teste de Padrão de Duração (DPT) (Frota & Pereira, 2003). O participante do teste deve interromper um estímulo auditivo em andamento para reproduzir o tempo exato do estímulo que foi previamente apresentado. Na primeira parte da tarefa, um desenho animado acompanhará o estímulo. Na segunda parte da tarefa, o desenho permanecerá imóvel.

Teste de coordenação olho-mão Trajetória fixa e direção previsível

O Teste de Sincronização UPDA-SHIF é baseado no sistema de testes de Viena (VST) (Whiteside, 2002). Nesta tarefa, o participante do teste deve seguir com cuidado e precisão uma bola que se move ao longo de um caminho. A distância em pixels entre o centro da bola e o cursor movido pelo usuário é considerada para calcular a pontuação de precisão.

Teste de labirinto

O Teste de Programação VIPER-PLAN tomou como referência o clássico teste de labirintos de Porteus (Porteus, 1950), e o teste de rastreamento de rota (NEPSY) (Korkman et al., 1998). Vários labirintos com becos sem saída são apresentados ao participante do teste, que deve percorrê-los com sucesso, do início ao fim, no menor número possível de etapas e o mais rápido possível.

Três Formas

O Teste de Reconhecimento WOM-REST é baseado nos testes clássicos de busca de símbolos (WAIS) (Wechsler, 1997), teste Wisconsin de classificação de cartas (WCST) (Heaton, 1981) e teste de matrizes progressivas de Raven (Raven, 1936). Nesta tarefa, uma sequência de três objetos é apresentada no centro da tela. O participante do teste deve memorizar esses estímulos em uma primeira tela e reconhecê-los entre quatro sequências de três objetos em uma segunda tela. O número de respostas corretas é considerado para calcular a porcentagem de acertos.

Teste Stroop

O Teste de Equivalências INH-REST foi baseado no clássico teste Stroop (Stroop, 1935). O participante do teste deve pressionar a barra de espaço (agir) somente se os nomes das cores na tela estiverem escritos no tom correspondente, evitando pressioná-la (não agir) se a cor das letras não corresponder ao nome da tonalidade.

Teste de coordenação olho-mão Direção Multidirecional e Imprevisível

O Teste de Coordenação HECOOR foi inspirado no clássico teste das trilhas (Reitan, 1955), e no sistema de testes de Viena (Whiteside, 2002). O participante do teste deve rastrear uma bola com o mouse (ou joystick digital na tela, se estiver usando um dispositivo móvel), que seguirá um itinerário indeterminado.

Teste de Extensão da Memória de Trabalho Visual

O Teste de Concentração VISMEM-PLAN tomou como referência a tarefa Corsi block-tapping (Corsi, 1972; Kessels et al., 2000; Wechsler, 1945). Na primeira parte do exercício, alguns círculos, dentro de um conjunto fixo de círculos, serão iluminados. O participante do teste deve memorizar quais círculos, dentro da matriz, acenderam e, em seguida, reproduzir a sequência na ordem correta. Na segunda parte da tarefa, é adicionado um atraso de 4 segundos entre a primeira tela e a tela de reprodução, para aumentar o tempo que o usuário deve reter as informações.

Teste de nomeação

O Teste de Decodificação VIPER-NAM foi inspirado no teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983) e no teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997). O participante do teste deve clicar na primeira letra, entre quatro delas, que forma o nome do objeto apresentado na tela. Por exemplo, para a foto de uma maçã, é preciso clicar na letra “M”, mas não nas três respostas incorretas (C, P, L) também presentes na tela.

Teste de Memória Lexical Multimodal

O Teste de Identificação COM-NAM é baseado no teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983) e no teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997). Para cada objeto mostrado, o participante do teste deve escolher entre três possibilidades: 1) o item é apresentado pela primeira vez na tarefa , 2) a última vez que apareceu o item foi verbalmente ou 3) a última vez que apareceu o item foi como uma imagem.

Teste de Memória Lexical

O Teste de Inquérito REST-COM tomou como referência o clássico teste de nomeação de Boston (Kaplan et al., 1983), o teste de vocabulário WAIS-III (Wechsler, 1997), o teste de variáveis de atenção (Greenberg et al., 1996). ) e o Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey (Schmidt, 1994). Uma série de objetos é apresentada. Quando uma nova série de objetos for exibida, o participante do teste deverá reconhecer apenas os objetos que foram mostados anteriormente. Esta nova série pode ser apresentada como imagens ou como palavras faladas.

Teste de estimativa de velocidade

O Teste de Estimativa EST-I foi inspirado no teste de estimativa cognitiva de Biber (Goldstein et al., 1996). Na primeira parte, o participante do teste deve determinar qual das duas bolas se move mais rápido. Na segunda parte, outra bola é adicionada. Na terceira parte, uma quarta bola é agregada, e é preciso indicar qual se move duas vezes mais rápido que uma bola determinada (a vermelha). Na quarta parte, enquanto observa quatro bolas se movendo em quatro itinerários diferentes, o participante deve determinar o mais rápido possível qual bola chegará primeiro a um determinado ponto.

Teste de estimativa de distância

O Teste de Estimativa EST-III é baseado no teste de estimativa cognitiva de Biber (Goldstein et al., 1996). A primeira parte consiste em indicar qual dos objetos da tela está mais distante do usuário. A segunda parte consiste em apontar qual dos objetos está mais distante de uma bola rosa, também localizada na tela. A terceira parte consiste em assinalar quais dois objetos estão à mesma distância da bola rosa. A quarta parte consiste em designar qual objeto não está à mesma distância da bola rosa. Por fim, a quinta parte consiste em especificar qual das imagens mostra os objetos dispostos de modo diferente do modelo.

Teste de Atenção Dividida

O Teste de Simultaneidade DIAT-SHIF deriva do clássico teste Stroop (Stroop, 1935), do sistema de testes de Viena (Whiteside, 2002) e do teste de variáveis ​​de atenção (Greenberg et al., 1996). O participante do teste deve seguir com precisão uma bola se movendo e girando em todas as direções na tela, executando ao mesmo tempo uma variante do teste Stroop.

Cérebro e as habilidades cognitivas

Cérebro e as habilidades cognitivas

Nossas habilidades cognitivas surgem da atividade coordenada de várias partes do cérebro. Por isso, é fundamental que as diferentes áreas do cérebro estejam em bom estado, para que as habilidades cognitivas dos pacientes ou participantes se ajustem às necessidades que possam surgir no seu dia a dia:

1 Atenção

As lesões que afetam a formação reticular do tronco encefálico podem causar coma no paciente, pois essa estrutura está intimamente relacionada ao tônus ​​atencional. A atenção exógena está relacionada ao lobo parietal direito e, quando danificado, pode aparecer hemoglobina. Por outro lado, o córtex pré-frontal desempenha um papel essencial no controle da atenção e concentração, portanto, quando há um déficit relacionado a essa estrutura, a capacidade de prestar atenção pode ser prejudicada.

2 Percepção

A maioria dos estudos se concentra na percepção visual e na percepção auditiva. A percepção visual requer os lobos occipital e parietal, enquanto usamos o lobo temporal para processar informações auditivas. Embora o volume de literatura científica dedicada a outros sentidos, como o tato, olfato ou paladar seja menor, podemos afirmar que o lobo parietal também é responsável pela informação tátil, enquanto o olfato é interpretado no bulbo olfatório e no córtex piriforme. Por fim, a percepção gustativa envolve áreas do lobo parietal, a ínsula, o córtex orbitofrontal ou córtex cingulado. A informação sensorial é integrada nas áreas de associação.

3 Memória

A área do cérebro mais relacionada à memória é o hipocampo, que é uma das estruturas mais estudadas em pacientes com epilepsia. Um dos casos mais famosos e que tem contribuído com mais informações para o estudo da memória e do hipocampo foi o paciente HM. Em qualquer caso, o hipocampo não é a única área do cérebro relacionada à memória, mas funciona juntamente com muitas outras partes do cérebro, como o córtex pré-frontal.

4 Funções executivas

As funções executivas têm uma relação muito próxima com o córtex pré-frontal (especialmente a porção dorso-lateral). Na verdade, esse conjunto de habilidades cognitivas passou a ser conhecido como "funções pré-frontais". Além disso, estruturas como o córtex cingulado anterior desempenham adequadamente essas funções cognitivas.

5 Coordenação

A coordenação envolve áreas cerebrais relacionadas à atividade motora, como o córtex frontal e os gânglios basais, bem como estruturas diretamente responsáveis ​​pela precisão e harmonia dos movimentos, como o cerebelo. As lesões nessas estruturas tendem a impedir o movimento de algumas partes do corpo ou produzir movimentos erráticos e desalinhados.

Serviço ao cliente

Serviço ao cliente

Se você tiver alguma dúvida sobre a operação, gerenciamento ou interpretação de dados de nossas avaliações, entre em contato conosco imediatamente. Nossa equipe de profissionais resolverá suas dúvidas e ajudará você com tudo o que precisar.

Entre em contato conosco agora

Referências

Referências

Shatil E (2013). Does combined cognitive training and physical activity training enhance cognitive abilities more than either alone? A four-condition randomized controlled trial among healthy older adults. Front. Aging Neurosci. 5:8. doi: 10.3389/fnagi.2013.00008.Korczyn AD, Peretz C, Aharonson V, et al. - Computer based cognitive training with CogniFit improved cognitive performance above the effect of classic computer games: prospective, randomized, double blind intervention study in the elderly. Alzheimer's & Dementia: The Journal of the Alzheimer's Association 2007; 3(3):S171.Shatil E, Korczyn AD, Peretz C, et al. - Improving cognitive performance in elderly subjects using computerized cognitive training - Alzheimer's & Dementia: The Journal of the Alzheimer's Association 2008; 4(4):T492, Lubrini, G., Periáñez, J.A., & Ríos-Lago, M. (2009). Introducción a la estimulación cognitiva y la rehabilitación neuropsicológica. En Estimulación cognitiva y rehabilitación neuropsicológica (p.13). Rambla del Poblenou 156, 08018 Barcelona: Editorial UOC.cuatro (4): T492. Verghese J, J Mahoney, Ambrosio AF, Wang C, Holtzer R. - Efecto de la rehabilitación cognitiva en la marcha en personas mayores sedentarias - J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2010 Dec;65(12):1338-43. Evelyn Shatil, Jaroslava Mikulecká, Francesco Bellotti, Vladimír Burěs - Novel Television-Based Cognitive Training Improves Working Memory and Executive Function - PLOS ONE July 03, 2014. 10.1371/journal.pone.0101472. Gard T, Hölzel BK, Lazar SW. The potential effects of meditation on age-related cognitive decline: a systematic review. Ann N Y Acad Sci. 2014 Jan; 1307:89-103. doi: 10.1111/nyas.12348. 2. Voss MW et al. Plasticity of brain networks in a randomized intervention trial of exercise training in older adults. Front Aging Neurosci. 2010 Aug 26;2. pii: 32. doi: 10.3389/fnagi.2010.00032.

Por favor, escreva o seu endereço de e-mail